PUBLICIDADE
Topo

Marjorie Estiano: 12 fatos sobre os últimos 37 anos de sua vida

Colaboração para o BOL

08/03/2019 08h00

Este ano, Marjorie Estiano sopra 37 velinhas! Mais especificamente, nesta sexta-feira (8/3/2019), Dia Internacional da Mulher. Paranaense, filha que deu trabalho, atriz que se dedica à música... a artista tem muitas facetas e também muitos casos curiosos em sua trajetória. Você sabia, por exemplo, que o primeiro beijo dela foi aos 21 anos, que perdeu o papel principal em "Presença de Anita" para Mel Lisboa e que poderia ter feito parte da banda Rouge? Confira tudo isso e muito mais sobre a atriz.

  • Reprodução/Facebook/Marjorie Estiano

    Diretamente do Paraná

    Filha do meio, a pisciana Marjorie nasceu em Curitiba e falou ao Purepeople sobre a relação com a mãe e os irmãos, Ellen e Marlus: "Eu tinha mais fama de ser a 'terrível', dos três, mas acho uma injustiça [risos]. Na verdade, eu era o lugar onde minha mãe depositava essa culpa, as responsabilidades. Pode falar com a minha mãe, eu não fazia nada... Nunca fui quietinha, mas ao mesmo tempo não posso ser responsável por tudo que acontece naquela casa. E era isso que acontecia, minha mãe me responsabilizava por tudo [risos]! Estou brincando... Entre o caçula e a mais velha, eu era a do meio que causava os atritos", revelou. Na imagem, ela (à direita), aparece ao lado do irmão Marlus (à esquerda), da irmã Ellen (no centro) e da cachorrinha Puppy

  • Reprodução/Instagram @estianomarjorie

    Homenagem ao avô

    Marjorie Dias de Oliveira optou por usar o sobrenome do avô paterno, Sebastião Estiano de Oliveira, como uma homenagem. Os dois não chegaram a se conhecer, pois o homem morreu antes que a neta nascesse, mas a herdeira fez questão de deixar a marca da família e tornar o sobrenome conhecido no Brasil todo

  • Foto Rio News

    Começo

    A estreia de Marjorie no teatro aconteceu em 1999 com a peça "Clarice". Em conversa com a coluna de Patrícia Kogut, ela falou sobre a dificuldade desse início de carreira: "Era quando ainda não me sentia amparada técnica e psicologicamente para exercer a profissão, e as escolhas pareciam ser definitivas. Vivia uma bagunça de desejos e limitações, uma intensidade tresloucada. O prazer pelo ofício era raro, embora eu tivesse clareza de que pertencia àquele universo. O começo foi o mais difícil pela inabilidade em lidar comigo mesma. Desde então, as dificuldades só mudaram de nome. Elas continuam existindo, e vou sempre me deparar com algo novo que me desloque, assim espero. Mas hoje tenho a impressão de que estou mais equilibrada. Ser um veículo para algo que acontece dentro de outra pessoa é gratificante"

  • Bruno Ryfer/Trezze Imagens

    Paixões e fracassos

    O interesse de Marjorie pelas artes foi despertado ainda cedo. Aos 15 anos, ela começou a estudar teatro e canto. Aos 18, terminou o curso técnico de artes cênicas, no Colégio Estadual do Paraná e resolveu se mudar para São Paulo, onde estudou Música por dois anos e cursou Publicidade e Propaganda. Nessa época, começou a fazer algumas peças e comerciais. Em 2002, participou do "Popstars", no SBT e, já no ano seguinte, ao passar no teste da Oficina de Atores da Rede Globo, se mudou para o Rio de Janeiro. Mas nem só de sucesso se faz a vida de uma artista famosa. Assim como foi reprovada no reality musical que levou à criação do grupo Rouge, Marjorie ainda participou do teste para a minissérie "Presença de Anita", mas perdeu o papel para Mel Lisboa

  • Reprodução/Instagram @estianomarjorie

    Primeiro beijo

    "Não sou do tipo que quero encontrar o homem da minha vida para casar e ter filhos. Não pertenço a esse grupo. Na minha adolescência, eu era muito tímida, não tinha essa facilidade com os garotos. Ao mesmo tempo, eu busquei esse foco nos meus estudos, no teatro, na música. A minha rotina dispersou desse foco. E os anos foram passando até chegar aos 20", contou a atriz ao Ego. O primeiro beijo dela aconteceu quando Marjorie tinha 21 anos. "Esse é outro tipo de coisa que os jornalistas insistem em colocar como se fosse algo realmente marcante ou sei lá o quê. Foi, sim, com 21 anos. Conheço algumas pessoas que também começaram a se relacionar nessa faixa etária", pontuou a artista em conversa com a Playboy. "Eu nunca fui uma pessoa de pegação, nunca saí para beber e pegar as pessoas", completou

  • Reprodução/Blogger Mundo Pediu

    Vagabanda

    Em 2004, ela conquistou o primeiro papel na Globo em "Malhação", como a vilã Natasha, que unia as suas duas paixões: a atuação e a música, uma vez que a personagem fazia parte da Vagabanda: "Gravamos os dois discos que eram o repertório da novela, e dentro desse histórico eu fui entendendo e tendo o desejo de descobrir a minha identidade musical e desvincular um pouco do gancho da personagem. A partir daí comecei a fazer de fato carreira solo", contou a atriz ao Observatório da Televisão. Ela ficou na novela teen por quase três anos e falou sobre o trabalho em conversa com o Ego: "Existe preconceito em quem atua em 'Malhação'. O ator é um pouco desacreditado no meio. É um produto que serve de escola, as pessoas normalmente são cruas... Ao mesmo tempo é maravilhoso, é uma grande escola. Mas esse preconceito de fora você quebra com o trabalho"

  • Manuela Scarpa/Photo Rio News

    E a música?

    "A demanda como atriz tem sido muito grande. A minha paixão pela música permanece, mas tenho me relacionado com ela de forma mais periférica. É o meu lazer, o meu estudo. Estou levantando repertório, mas não tenho pretensão. Não sei se vai virar disco e nem quando. Mas fico muito feliz de poder me desenvolver nesse universo que me instiga muito conhecer e explorar", explicou Marjorie Estiano ao Observatório da Televisão. O último disco da artista, "Oito", foi lançado em 2014, sete anos após o segundo trabalho e conta com participações de Gilberto Gil e Mart'Nália. "Eu tinha, junto do CD, vários outros projetos e desejos nesses sete anos. Ele foi sendo estruturado, estava em gestação durante a execução dos outros. Até que chegou sua vez de aparecer. Conciliar as duas carreiras é difícil, mas possível. Às vezes parece que nada está acontecendo, às vezes cada coisa no seu tempo, e às vezes acontece tudo ao mesmo tempo. A rotina de gravação de uma novela consome bastante, e tem muitas variáveis. Para conseguir conciliar teatro ou shows durante o período de gravação de uma novela depende de muita coisa. E nem sempre é possível, mas quando a possibilidade tem a generosidade da equipe como aliada, acontece", contou ao Terra

  • Reprodução/TV Globo

    Polêmica com Claudia Leitte

    Em junho de 2018, a atriz virou meme nas redes sociais depois de participar do programa "Altas Horas" e aparecer apática enquanto Claudia Leitte fazia uma performance no palco da atração. Ao lado da atriz, Angélica demonstrava o oposto, cantando, dançando e mostrando empolgação diante das câmeras. Nenhuma das artistas se manifestou sobre o caso, que rendeu muito assunto nas redes sociais e fez com que Marjorie fosse elogiada e criticada pela postura

  • Mauricio Fidalgo/Divulgação/TV Globo

    Novela ou série?

    Ao falar sobre os diferentes tipos de trabalho que já fez para a televisão, Marjorie afirmou que "faria lindamente" o mesmo papel por dez anos: "A novela lida muito mais com esse elemento do dia a dia, da resposta automática, e aquilo vai influenciando [a trajetória], você vai conhecendo seu personagem ao longo do trabalho, e isso promove tantos desafios diferentes, sabores de apreciação do trabalho diferentes. Série é um produto fechado, então você consegue ter um pouco mais de tempo para elaborar e lapidar tanto o roteiro quanto cada cena, direção, atuação, as escolhas. Toda cena é muito importante e tem um significado maior dentro daquele episódio. Estou achando superinteressante poder trabalhar novamente com a mesma equipe e com a mesma personagem.A impressão que tenho é que quando você está terminando uma novela é que está verdadeiramente entrosada com todo mundo. E aí acabou. Na série, quando termina a primeira temporada, você ainda vai ter uma outra oportunidade na segunda. Desfruto muito desse fato de ter a mesma equipe e ser a mesma personagem. Dá pra explorar com muito mais profundidade"

  • Globo/Caiuá Franco

    Quem shippa?

    Em 2017, Marjorie Estiano e Selton Mello participaram do "Altas Horas" para falar sobre o trabalho na minissérie "Ligações Perigosas", na qual protagonizaram cenas quentes de sexo. Na ocasião, o ator aproveitou a oportunidade para se declarar para a colega e dizer que havia se apaixonado por ela, deixando Marjorie visivelmente sem graça. Na sequência, durante o quadro de Laura Müller, ele ainda revelou ter tido sonhos eróticos com a companheira de cena. Empolgado com as falas, Serginho Groisman ainda convidou os dois a retornarem ao programa a fim de revelar se o romance tinha se tornado real após tantas declarações, sendo respondido pela atriz: "A gente conversa nos bastidores e diz que faz questão de manter a vida pessoal com privacidade, aí chega aqui e ele fala isso...". Um mês depois, Selton foi entrevistado pelo Purepeople e falou sobre a situação: "Depois da minha declaração para a Marjorie, as pessoas passaram a shippar a gente. Mas não sei dizer se podem ter esperanças. Acho que não. Aquilo foi uma declaração de amor à grande pessoa, à grande atriz que ela é. Ela é realmente adorável. Quero muito trabalhar com ela nesta vida. Mas vamos ver o que acontece"

  • Yuri Sardenberg

    Sexo

    Em entrevista para a Playboy, ela soltou o verbo sobre sexo: "É importante, sim. Mas acho que não dá para quantificar. Acho que tem relação com a energia que você tem para direcionar. Se eu estiver à toa, se não tiver nada para fazer, vou ficar pensando nisso muito mais do que penso quando estou trabalhando o dia inteiro, de segunda a sábado". Ela ainda contou que na hora H não se prende a inibições: "Sem timidez. O sexo pra mim é um jogo, é um lugar onde busco prazer e algum conforto. O desconforto faz parte, mas é um lugar onde eu não me acomodo. Talvez a timidez seja mais no sentido de pudor, de julgamento. E eu não tenho nenhum tipo de julgamento com o sexo"

  • Reprodução/dopl3r

    A nova piada do pavê?

    Já virou tradição. Assim como a já famigerada piada do "é pavê ou pra comer?", os finais de ano têm sido marcados por outra gracinha que envolve justamente a musa desta lista. Afinal, quem ainda não viu uma foto da atriz com frases do tipo: "Essa é a última foto que você vai ver da Marjorie Estiano". O trocadilho chegou a entrar nos trend topics tamanho o sucesso da piada que tem se repetido ano após ano... e a gente ama (ou você achou que a forma como começamos este texto foi por acaso?)!

Listas