Topo

Macaulay Culkin brasileiro? Sete polêmicas do ex-polegar Rafael Ilha

Reprodução/Vírgula
Imagem: Reprodução/Vírgula

do BOL

2018-03-07T08:00:00

07/03/2018 08h00

O ex-artista mirim que já foi preso, fez a primeira tatuagem aos nove anos, deu declarações controversas, se envolveu com drogas, relacionamentos polêmicos e muitos barracos completa 46 anos nesta quinta-feira (7.mar.2019).

No auge do sucesso, ele foi vocalista e guitarrista do grupo Polegar, gravou clipe com Ana Paula Arósio, fez sucesso nos cinemas com um filme que contou com Renato Aragão e Angélica, foi apresentador do programa infantil "Casa Mágica", mas viu o sucesso se esvair quando se envolveu com drogas, foi morar nas ruas e teve o nome envolvido nas páginas policiais. Relembre os episódios mais marcantes e polêmicos da carreira de Rafael Ilha.

  • Reprodução/UOL

    Relação intensa

    Quando ainda tinha 17 anos, na década de 1990, o cantor deu o que falar ao se envolver com a atriz Cristiana Oliveira, com então 26 anos. "Estava nos bastidores, quando vi aquele mulherão andando pelo corredor com uma menininha, na verdade, sua filha Rafaella. Eu olhei para ela, e ela pra mim. Então, brinquei dizendo: queria ter uma mãe linda assim para cuidar de mim. Krika deu risada e aproveitei pra chegar perto dela. Começamos a conversar e fui direto ao ataque. Ela topou e acabou sendo 'almoçada'. Nosso relacionamento era muito sexual, e ela morria de tesão em mim. Eu estava com uns 16, 17 anos, no auge da minha sexualidade, era muito bem dotado (risos) e ainda gostava da coisa! Dá pra imaginar o que a gente vivia, né? Me envolvi completamente!", contou o ex-polegar durante uma conversa para o livro "Rafael Ilha - As Pedras do Meu Caminho", escrito pela amiga Sônia Abrão. Ainda segundo o cantor, apenas dois ou três dias após terem se conhecido, Cristiana apareceu na casa dele, sem aviso, de mala e cuia para morarem juntos. Leia mais

  • Reprodução/Rede TV!

    Atrás das grades

    A primeira vez em que o cantor, que fez parte do grupo adolescente Polegar entre 1989 e 1991, esteve na prisão foi em 1998. Na ocasião, ele tentava assaltar pessoas e roubar vale-transporte para comprar drogas. Os anos se passaram e ele foi preso diversas outras vezes, por dirigir na contramão, por posse de cocaína, por ter roubado um policial militar, por porte ilegal de armas, por tentativa de sequestro e ainda por formação de quadrilha

  • Rogério Soares/Folhapress

    Clínica para dependentes

    Após engolir pilhas durante uma crise de abstinência, Rafael Ilha resolveu abrir a própria clínica para dependentes químicos. Porém, o lugar acabou acrescentando diversas manchas e dúvidas na carreira do ex-polegar. Em 2005, por exemplo, segundo o R7, ele acabou preso novamente depois de um funcionário do estabelecimento ter sido assassinado e uma arma com numeração raspada ter sido encontrada no carro do famoso. Sem provas de qualquer envolvimento dele com o crime, no entanto, Rafael foi solto. Em 2008, um paciente morreu na clínica, vítima de overdose. No mesmo ano, o famoso foi preso por tentativa de sequestro, depois de tentar, junto com outras duas pessoas, forçar uma esteticista de 28 anos a entrar em seu carro a fim de interná-la na clínica. Leia mais

  • Clayton de Souza/Folhapress

    Transtorno bipolar

    Em 2009, a Polícia Militar foi chamada para atender uma ocorrência em um condomínio do Morumbi, em São Paulo, e acabou se deparando com o morador Rafael Ilha dentro de um elevador tentando se matar. Portando um pedaço de vidro enfiado no pescoço com a mão esquerda e um garfo na mão direita, e, segundo o boletim de ocorrência, aparentando estar sob influência de entorpecente, ele conversou com os policiais por cerca de uma hora até aceitar jogar no fosso do elevador os objetos que carregava. Na ocasião, o advogado do cantor disse ao G1 que a família não confirmava a tentativa de suicídio e afirmava que o ex-polegar estava livre das drogas há muito tempo. Depois do episódio, ele recebeu o diagnóstico de transtorno bipolar e precisou passar por uma cirurgia na região cervical por conta do corte sofrido no pescoço

  • Reprodução/Facebook

    Rafael Pilha

    Após 17 anos do polêmico episódio de 2000, quando, por conta de uma crise de abstinência de drogas, passou mal depois de engolir uma caneta, três isqueiros e uma pilha e, apenas meses depois, ainda teve que passar por uma cirurgia por ter ingerido outras duas pilhas, o famoso resolveu fazer piada com a situação. Apelidado de "Rafael Ilha" após a situação, ele posou ao lado de uma pilha gigante em 2017 e publicou um álbum ao lado do objeto em suas redes sociais, fingindo que iria comê-lo. "Quando vi, não resisti e engoli (risos). Só eu mesmo, viu? O demente. Querem um tequinho? Pilhadão Ever", debochou no Facebook. Leia mais

  • Reprodução/Twitter @aline_kezh

    Casal preso

    Como já vimos, Rafael Ilha é um velho conhecido da cadeia, mas em 2014, a situação foi diferente, pois o ex-polegar foi preso junto com a esposa, Aline Kezh, mãe de sua filha caçula, Laura. Aline era ré primária e teve a fiança paga pela produtora responsável pelo programa "A Tarde É Sua", de Sônia Abrão, assim como o marido, que era repórter da atração. Eles foram presos na fronteira com o Paraguai tentando entrar no Brasil com um aparelho de choque, uma arma calibre 12 e 50 munições. "A situação que me encontro é de sofrimento, ninguém fica feliz com isso. Entrei há uma semana, ganhei um rolo de papel higiênico de 30 metros que tem que durar 15 dias. Quero abraçar minha esposa, chorar com ela, namorar ela, enchê-la de carinho e amor. Não cometi nenhum erro, só não queria nunca sujar a minha imagem mas paciência", desabafou ele ao sair da cadeia oito dias depois. Leia mais

  • Divulgação

    Barraqueiro

    No ano passado, Rafael Ilha e a esposa Aline Kezh participaram do reality show "Power Couple Brasil" e o ex-polegar foi responsável pelos grandes barracos da edição. As coisas já começaram a ir de mal a pior quando o cantor ficou transtornado com um risco em seu pescoço na foto ao lado da esposa no programa. Rafael encarou aquilo como uma mensagem de alguém que gostaria de cortar seu pescoço, surtou, deu socos na parede e convocou todos os participantes para tirar satisfação. Ele também criou inimizade com Sylvinho Blau Blau e a esposa, ameaçou deixar o programa, fez a própria mulher, Aline, chorar e acabou voltando atrás na decisão. Outros desafetos foram Diego Cristo e Lorena Bueri, acusados por Rafael de nem serem um casal de verdade e apenas terem se unido para participar do programa. O barraco entre eles foi tão grande que repercutiu até a final da edição. Leia mais

Mais Listas