Topo

Dez fatos surpreendentes sobre a vida de Maitê Proença

Colaboração para o BOL

28/01/2019 08h00

A atriz Maitê Proença completa 61 anos nesta segunda-feira (28/1/2019). Com uma vida repleta de reviravoltas, ela viu a mãe ser morta pelo próprio pai, além do pai e o irmão cometerem suicídio. Estudiosa e com vivência no exterior, ela trabalhou na televisão e até brigou com um grande amigo famoso, resolvendo lavar a roupa suja no ar. Saiba mais sobre a artista.

  • Divulgação/TV Globo

    Rigidez na criação

    O pai de Maitê Proença sempre foi muito rígido, o que marcou a educação dada aos filhos. A atriz, que cresceu em Campinas, em São Paulo, era proibida pelo genitor de assistir televisão. Isso resultou em algumas dificuldades quando ela começou a sua carreira. Aos 14 anos, a artista começou a namorar, o que deixou o pai tão inconformado que decidiu enviar a filha para Paris, na França, de onde ela só retornou aos 19 anos

  • Divulgação/TV Globo

    Tragédias

    Dois anos antes de morar fora do país, Maitê viveu uma tragédia familiar. Aos 12 anos, a mãe da atriz foi assassinada pelo pai com 11 facadas por ciúme do professor de francês dela. Com isso, a garota e o irmão passaram a viver em um pensionato. "Não gosto de falar muito sobre isso. Tínhamos uma família perfeita. Depois da morte da minha mãe, ele [pai] foi morar em uma chácara e, mais tarde, morou em um manicômio. Eu perguntei porque não atirou em minha mãe, e ele disse que a faca era uma extensão do corpo dele. Eu acho que aquele homem não era um assassino. Essa grande violência acontece em uma escala, não acontece num rompante. A situação neurótica é que leva a isso. Acho que minha mãe não foi cautelosa, porque ela conhecia a pessoa rígida que era o meu pai. Faltou alguma coisa na forma de agir daquela família", ponderou a atriz, que foi testemunha de defesa do pai, na 8ª edição da Semana da Justiça pela Paz em Casa no Rio de Janeiro em 2017. "Eu sabia que ele não ia voltar a matar, mas era muito complicado ver aquele homem que tinha destruído a própria vida e que matou também quem ele mais amava, uma pessoa que eu amava mais do que a ele. O meu problema trouxe desdobramentos terríveis, pois meu pai se matou, meu irmão mais velho se matou e várias outras coisas que não vou contar aqui, mas que lido com elas até hoje. Eu sou feliz porque consegui me organizar dentro disso", contou ao participar do Roda Viva em 2017

  • AgNews/Onofre Veras

    Briga com Faustão

    Em 2005, Fausto Silva expôs a tragédia da vida pessoal de Maitê no quadro Arquivo Confidencial. Sem aviso, a atriz viu passar na TV o assassinato da mãe pelo próprio pai e a história de que o pai, com um câncer no cérebro, se matou, dezenove anos depois, com dois tiros no coração. A situação fez com que a artista e Faustão passassem um tempo sem se falar. Após retomarem a relação, Maitê fez questão de lavar a roupa suja em público ao ser jurada na Dança dos Famosos. "Quando você trouxe aquelas histórias à tona, eu fiquei muito brava com você. Durante 27 anos, eu nunca abri a boca para falar, porque acho que uma carreira não se faz com a piedade de ninguém", disparou a atriz, afirmando que já conseguiu perdoar Faustão. Ainda assim, o apresentador se retratou: "Por ter sido aluno de Filosofia de sua mãe e ter convivido com vocês de perto, achei que podia falar. Peço desculpas públicas pela minha inconfidência. Eu me desculpo pessoalmente"

  • Divulgação/TV Globo

    Estudos

    Dos 14 aos 19 anos, Maitê estudou na França. Ao retornar para o Brasil, começou a cursar Psicologia, mas, em vez de concluir, optou por passar dois anos viajando pela Europa, África e Ásia. Foi nessa época que começou a ter algum contato com a atuação, matriculando-se em um curso de mímica

  • Divulgação/TV Globo

    Carreira artística

    Em 1979, estreou na novela "Dinheiro Vivo", na Tupi, e já estava escalada para a trama "Coração Alado" poucos meses depois, mas sofreu um acidente de carro, que a afastou do trabalho por cerca de um ano. Foi ainda usando bengala que ela viveu a primeira protagonista de sua carreira, na novela "As Três Marias". Nos anos seguintes, foi emendando trabalhos na TV, teatro e cinema. Na Manchete, chegou a apresentar dois programas jornalísticos

  • Reprodução/Playboy

    Playboy

    Foram muitas recusas, mas em 1987, Maitê resolveu posar nua. A edição foi um sucesso, e a Playboy vendeu 630 mil exemplares. A atriz ainda aceitou o desafio uma segunda vez, já aos 36 anos. Com um ensaio na Itália, ela viu suas fotos alavancarem a venda de 720 mil revistas

  • Divulgação/TV Globo

    Relacionamento

    Sempre discreta, Maitê abre pouco de sua vida íntima. Em 1982, se envolveu com Paulo Marinho (foto), com quem ficou por 12 anos e teve a única filha, Maria, em 1992. Com o fim, ela teve alguns outros relacionamentos, inclusive com o ator Victor Fasano e com o empresário Alexandre Colombo - que, supostamente, teria vetado o terceiro ensaio nu da atriz

  • Luiza Dantas/CZN

    Escritora

    Além de atuar, Maitê nutre outra paixão: escrever. Em 2003, ela ganhou uma coluna de crônicas quinzenais na revista Época. No ano seguinte, lançou o seu primeiro livro, "Entre Ossos e a Escrita", com 50 das crônicas publicadas na revista até então. Em 2005, escreveu sua primeira peça, "Achadas e Perdidas", que ficou em cartaz por três anos. Em 2008, ela lançou o segundo livro: "Uma Vida Inventada"

  • Divulgação/TV Globo

    O que os homens sabem, afinal?

    "Homens sabem pouco sobre as mulheres, inclusive na cama. Mas, com jeito, a gente pode ensinar, porque não é falta de interesse. Eles não sabem que pouco sabem. As mulheres também entendem pouco dos homens, mas desconfio de que têm menos o que aprender. Não vou ser explícita, mas acho que a fisiologia masculina é menos complexa", pontuou a atriz em entrevista ao Extra

  • Divulgação/Tabach

    No tribunal

    No segundo semestre de 2016, Maitê Proença não teve o seu contrato com a Globo renovado. Em novembro de 2017, soltou o verbo sobre a emissora em participação no programa Roda Viva: "Foi muito estranho, não tive nenhum aviso. Quando começaram os boatos de que eu já tinha sido dispensada, liguei para a pessoa que tinha me dito que o contrato seria renovado e ela me falou que, de fato, ia ser descontinuado". A situação fez com que a atriz resolvesse abrir um processo contra a Globo, pedindo R$ 500 mil de indenização por direitos trabalhistas que ela reivindica pelos 37 anos em que trabalhou na emissora

Mais Listas