Topo

11 fatos para você ficar por dentro da vida amorosa de Giulia Gam

Colaboração para o BOL

28/12/2018 08h00

Giulia Gam nasceu na Itália, em uma época em que seu pai realizava um curso em Perúgia. Nesta sexta-feira (28/12/2018), a atriz completa 52 anos com muitas histórias de amor para contar. Confira detalhes e peculiaridades sobre a vida amorosa da artista.

Leia também:

  • Reprodução/TV Globo

    Derico

    O saxofonista do sexteto do programa de Jô Soares foi o primeiro namorado da atriz. No quadro Arquivo Confidencial, do Domingão do Faustão, o músico revelou que a artista beijava muito bem: "Acho que ela não sabe, mas meu primeiro beijo foi na Giulia", afirmou. "Meu primeiro namoradinho, mas não foi meu primeiro beijo", pontuou a atriz aos risos, contando já ter beijado um garoto antes de Derico

  • AgNews

    Tony Bellotto

    "Foi uma fase de recuperar a adolescência. Brinco que o Tony me ensinou a namorar. Eu vivia trabalhando, e ele me levava para passear de mãos dadas", contou a atriz em entrevista à revista Marie Claire sobre o seu envolvimento com o músico do Titãs

  • Divulgação

    Edson Celulari

    O ator, por sua vez, ao participar do Arquivo Confidencial de Giulia, contou que durante uma cena de beijo que protagonizavam juntos, a atriz machucou a boca do companheiro. Por algum tempo, os dois foram alvo na mídia, que não se cansava de especular um possível romance. Em 1989, ele se divertiu ao desmentir as notícias de que estaria namorando a companheira da trama "Que Rei Sou Eu?". "Não estamos namorando nem na novela", contou rindo. "Acredito que essa esperança gire em torno dos personagens [Jean-Pierre e Aline]. Existe uma torcida do público para que eles terminem juntos. Nada mais que isso. Sou muito amigo da Giulinha e do namorado dela, Tony Belloto [guitarrista do grupo Titãs]. A Giulinha é uma pessoa ótima, colega excelente; trabalhei com ela em algumas peças e desde então nos tornamos amigos. Ela tem uma grande animação, gosta de dançar e, por isso, nos fizemos companhia, como amigos que somos. O Tony realmente não pode nos acompanhar nesse dia, mas não tem nada a ver, mesmo", ponderou

  • Lenise Pinheiro

    Otávio Frias Filho

    Na década de 1990, antes de engatar o relacionamento com Pedro Bial, Giulia namorou o, na época diretor de redação e um dos herdeiros da Folha de S.Paulo, Otávio Frias Filho, morto em agosto de 2018. "A Caras colocou umas fotos minhas no castelo e saiu: 'Giulia Gam quer casar com o herdeiro da 'Folha' e ter três filhos'. Não que eu não quisesse casar, mas achei um absurdo fazerem essa imagem de socialite", revelou a atriz em entrevista à Marie Claire. "Ficamos juntos quatro anos e meio. Primeiro, que a gente tinha liberdade de falar sobre tudo. O Otavio é uma pessoa muito engraçada, era um cara que tinha muito humor no sexo. Era essa coisa do sexo com brincadeira, de falar besteira. Foi uma relação divertida, em todos os sentidos. A Bete [Coelho, atriz] namorava o irmão dele na época, éramos um quarteto, a gente ficava até de madrugada lendo peças. E ele sabe transformar as dificuldades e as fobias dele em coisas atraentes. Com aqueles ternos, óculos, você não imaginava que ele pudesse ser um grande conquistador. A família dele toda é muito elegante. Meu pai morreu quando a gente estava namorando, até hoje me sinto amparada por ele", relatou ela na ocasião Lenise Pinheiro

  • Ramón Vasconcellos/TV Globo

    Pedro Bial

    Giulia Gam e Pedro Bial ficaram juntos por quatro anos, e o término ganhou proporções gigantescas com as especulações da mídia a respeito do casal e do filho dos dois, Theo: "Foi uma paixão fulminante. Em três meses, a gente estava morando juntos", relembrou a atriz. "Não teve um fato objetivo, como uma briga ou uma infidelidade. Não foi porque a gente parou de se gostar. Aconteceram muitas coisas externas, circunstâncias de vida mesmo e que eu, ou nós dois, não tivemos maturidade para lidar. Nunca conseguimos falar sobre nossa separação, talvez por isso tenha demorado tanto para finalizá-la", refletiu em entrevista à revista Marie Claire. Durante uma briga enquanto ainda estavam juntos, o jornalista tentou visitar a esposa na casa da sogra, que não o deixou entrar. Furioso, ele teria esmurrado o portão, de acordo com a IstoÉ, e machucado a mão da mãe de Giulia, que fez um boletim de ocorrência contra o genro. Eles ainda voltaram a ficar juntos, mas pouco tempo depois, o casamento chegou ao fim, e Bial alegou que a ex não tinha capacidade psicológica de cuidar do filho do casal e ficou com Theo por um período provisório. Atualmente, os dois têm uma relação cordial

  • Divulgação/Globo

    Fora brutal

    Ao participar do programa Encontro, em 2013, Giulia Gam desabafou sobre as suas experiências com términos de relacionamentos, afirmando achar mais difícil terminar uma relação do que levar um fora. "Já levei um fora brutal. Aconteceu uma vez na minha vida e eu fiquei muda. Com o tempo, eu fui aprendendo que o mesmo carinho que a gente tem para iniciar ou manter um relacionamento, tem que ter para terminar. Sempre tentei, e tenho conseguido, terminar bem os relacionamentos", avaliou

  • Reprodução/Instagram @giuliagam72

    Stephen Bocskay

    O americano e professor de cultura brasileira em Harvard, nos EUA, conheceu Giulia Gam durante uma leitura de poemas, cerca de um ano e meio antes de engatarem um romance. "Stephen me trouxe uma leveza e me deixa em cada saia justa... A sensação é de brincar com ele. Começo a não me levar tão a sério. Acho que desamarrei o meu barquinho para conseguir velejar. A gente achou essa joia que se chama atração. É um momento de enamoramento. Não é ainda de compromisso. Americano não é leviano", garantiu a atriz em entrevista à Caras em 2011. Apesar de o romance ter chego ao fim, os dois parecem continuar bons amigos, uma vez que fotos do gringo continuam aparecendo no feed da artista no Instagram, como essa imagem de dezembro de 2017

  • Adriano Fagundes/Revista Contigo!

    Flávio Abreu

    Em 2014, Giulia Gam assumiu o relacionamento amoroso com Flávio Abreu, 13 anos mais jovem, que conheceu na festa de encerramento da novela "Sague Bom", em novembro do ano anterior. "Estamos namorando, mas hoje em dia nem se usa mais essa palavra. A gente se vê no fim de semana, é um romance, não sei quanto tempo vai durar, o que vai acontecer. Não estou fazendo projeções. Ele resgata em mim coisas bacanas, como a meditação. Ele surfa muito e a turma do surfe é mais suave. Mas, ao mesmo tempo, conhece minha profissão, meu ponto de vista", comentou a artista em entrevista para a coluna de Patricia Kogut. Sobre a diferença de idade, ela afirmou: "Li coisas sem o menor despudor. Duvido que teriam coragem de falar aquilo na minha frente. Não penso na diferença de idade. Ele é uma pessoa madura, já foi casado. Aos 34 anos já dá para ter virado homem. Hombridade, uma palavra antiga de que gosto muito, ele tem de sobra. Temos uma convivência muito bacana, ele me faz me sentir mulher"

  • Reprodução/TV Globo

    Envelhecer juntinhos

    Em fevereiro de 2015, depois de seis meses do término da relação com Flávio Abreu, com quem ficou por quase um ano, Giulia Gam abriu o coração em entrevista ao UOL. "Sempre penso em envelhecer juntinho, mas acho que esse mundo tão idealizado talvez não exista mais. Posso ser cruel em pensamento, mas em ação, não. Hoje tenho menos mágoas e rancores. Não tenho coragem de fazer nenhuma vilania, não, e eu aprendi que isso é muito chato, porque a vingança - e a gente sempre quer vingança - é um prato que realmente se come frio", declarou ao ser questionada sobre o desejo de um romance duradouro e possíveis futuros candidatos a entrarem em sua vida

  • Reprodução/Instagram @giuliagam72

    Zeca Moraes e Giulia Gam

    Em 2015, a atriz passou a ser vista ao lado de um novo namorado, o músico paranaense Zeca Moraes. De acordo com o jornal Agora, os dois se conhecem desde a adolescência, quando estudavam música juntos, e voltaram a se reencontrar no ano em que engataram o romance. Em 2016, ela falou sobre o namoro em entrevista ao Gshow: "Acho que tenho uma certa tendência a ter relacionamentos a distância [na ocasião, ela estava morando em São Paulo, e ele, no Paraná]. Mas já vi que tem um limite de tempo para ficar separado: um mês! Quando estamos juntos, gostamos de fazer as coisas mais banais, como passear no parque, ir ao cinema, deitar em um gramado...", disse ela

  • Reprodução/Instagram @giuliagam72

    Vida a dois

    Ao falar sobre relacionamentos no Encontro, Giulia Gam disse acreditar que as pessoas têm tratado as relações com menos importância. "Sou da época dos relacionamentos, de conversar, de ficar, pelo menos, dois anos e meio com uma pessoa. Talvez menos tempo, mas com a mesma intensidade ou com a intenção de ficar muito tempo. Mas eu acho que os relacionamentos estão muito rápidos, não sei se é geracional...", ponderou

Mais Listas