Topo

13 fatos e curiosidades sobre o ano novo chinês

Colaboração para o BOL

05/02/2019 08h00

No dia 5 de fevereiro de 2019, parte dos países orientais celebrará um novo ano. De número 4717 e consagrado ao zodíaco do porco, o ano novo chinês, de base lunissolar, celebra um dos mais antigos calendários do mundo. Confira algumas curiosidades sobre o ano novo do porco.

  • Reprodução/Kew Little Pigs

    Porco, o último a chegar à festa

    De acordo com a mitologia chinesa, o Imperador de Jade, ou Antigo Buda, convidou alguns animais da terra para uma festa no céu. O primeiro a chegar foi o rato. O porco, o último. Os 12 animais que compareceram à festa do Imperador se tornaram os signos do zodíaco chinês

  • Reprodução/Etsy

    354 dias

    O calendário lunar é baseado no ciclo completo de uma lunação, de uma lua nova a outra, o que demora de 29 a 30 dias para acontecer. Assim, os calendários lunares contam com 354 dias em média. Para se adequar ao calendário solar de 365 dias - como o gregoriano, usado no ocidente - o calendário chinês funciona por ciclos de três anos de 12 lunações, 554 dias, e por um ano de 13 lunações, ou 384 dias. O ano do porco será um dos curtos

  • Reprodução/Onmark Productions

    Combinando os fatores

    Para chegar ao nome que batiza os anos, cada um dos 12 animais é relacionado à uma qualidade elementar da natureza, como água parada, ou fogo artificial. Desta forma, o ano do coelho de fogo, por exemplo, só acontece uma vez a cada 60 anos

  • Reprodução/Wonderopolis

    O porco no ano de 4717

    No dia 5 de fevereiro começa o ano de J'Hài, o ano dos porcos de lama. De acordo com a combinação das características, os nascidos sob o signo desse ano tenderão a ser pouco românticos, mas com a vida social agitada

  • Reprodução/Bullpen Marketing

    Feriadaço

    A celebração do ano novo chinês é o feriado mais longo no país, com duração de 15 dias. Cada um desses 15 dias tem uma obrigação ritual e cerimonial própria

  • Reprodução/Cute'n Tiny

    O baby boom do porco

    Signo associado à riqueza e fartura, o último ano do porco foi especialmente pródigo em nascimentos. Estatisticamente, houve um "baby boom" entre as mulheres asiáticas do ano de 2007. O porco daquele ano era de ouro

  • Reprodução/Vancouver Sun

    O Festival da Primavera

    O ano novo chinês marca também o fim do inverno e início da primavera e, por conta disso, é também chamado de Festival da Primavera. Por milhares de anos em um império agrário, a primavera e o plantio eram os períodos mais importantes do ano. O Festival da Primavera era originalmente um dia cerimonial para rezar aos deuses por uma boa plantação

  • Reprodução/Newsweek

    Dia de guerra com os monstros

    De acordo com a mitologia chinesa, à véspera de todo ano novo, um monstro chamado Nian aparece. E todos se escondiam em casa até que um corajoso menino resolveu enfrentar Nian. Sua arma? Fogos de artifício. A partir desse momento os fogos de artifício se tornaram um elemento central nas comemorações do ano novo chinês, e a tradição local se espalhou pelo mundo

  • Reprodução/Ibtimes

    Fogo no céu

    Utilizados para guerrear contra Nian e a má sorte, mas também para celebrar o recomeço do ano e a boa sorte, os fogos de artifício são um fenômeno nos festivais da primavera. A maior parte dos fogos que iluminam os céus do planeta ano após ano explode na véspera e no primeiro dia do ano chinês

  • Reprodução/Ibtimes

    Migração periódica

    A celebração do ano novo chinês é como um Natal aumentado: um feriado para encontrar a família e partilhar comidas e presentes, mas durantes dias. Como a maioria das novas gerações vive nos grandes centros urbanos e os idosos nas áreas rurais, é normal um deslocamento massivo de pessoas das cidades em direção ao campo durante o festival. Em 2015, por exemplo, o ritmo da venda de bilhetes de trem para os dias que antecedem o festival chegou a mil por segundo

  • Reprodução/ABS-CBN News

    Namorados de aluguel

    Segundo as regras cerimoniais para a celebração do Festival da Primavera, as famílias só podem se separar depois do quinto dia. Para evitar cinco dias de interrogatórios sobre a vida amorosa, alguns chineses preferem se precaver e contratam pessoas para apresentar à família

  • Reprodução/Coroflot

    Envelopes vermelhos

    Outro item comum nas celebrações do ano novo chinês são os envelopes vermelhos. Recheados de dinheiro - uns mais recheados que outros - os envelopes são dados como presentes para as crianças

  • Reprodução/YouTube

    Nada de banho

    Como os primeiros dias são os mais críticos para atrair ou espantar a boa sorte, os seguidores do calendário chinês precisam observar bem seus hábitos. Varrer ou tirar o lixo, por exemplo, é proibido nos primeiros cinco dias. Banho no ano novo? Só a partir do segundo dia do ano. Do contrário, a boa sorte pode ir ralo abaixo

Mais Listas