Topo

10 famosas em relatos de maternidade: quanto tempo durou e como foi o parto

Colaboração para o BOL

2019-04-23T14:00:00

23/04/2019 14h00

As celebridades a seguir compartilharam a beleza, a alegria e a frustração dos momentos em que deram à luz. Foram 12, 24, 39 horas ou até cinco dias entre o início das contrações e o nascimento.

Mesmo com uma gravidez planejada e saudável, nem sempre o parto acontece como o idealizado pelos pais. Sabrina Sato, por exemplo, precisou recorrer a uma cesárea, e Débora Nascimento acabou deslocando o dedo do pai de sua bebê. Confira os relatos das famosas que abriram o jogo sobre a maternidade real.

  • Reprodução/Instagram

    Thaeme

    No último sábado (20), veio ao mundo a pequena Liz, filha da cantora Thaeme. O que impressionou muita gente, no entanto, foi a determinação da artista em enfrentar 39 horas de contrações. O marido, Fábio Elias, fez questão de homenagear a nova mamãe do pedaço nas redes sociais. "Mesmo com este tempo todo de tentativa para o parto normal, acabou tendo que ir para a cesariana a pedido dela mesmo, que não queria que a nossa filha entrasse em sofrimento de maneira alguma. Então, Thaeme, meus parabéns por esta força que não conhecia. Hoje eu posso afirmar, a garra de vocês mães é linda e grandiosa", escreveu ele. Nas fotos que compartilhou, a famosa resumiu: "Nós tentamos, tentamos e conseguimos... Da maneira que Deus quis"

  • Reprodução/Instagram

    Sabrina Sato

    A apresentadora enfrentou 24 horas de trabalho de parto. De acordo com a revista Crescer, o protocolo da maternidade Pró-Matre, onde a artista deu à luz, é esperar de 6 a 12 horas depois que a bolsa estoura até o bebê nascer, caso a mãe opte por uma indução com ocitocina, ou até 24 horas se aguardar naturalmente, sem indução. No caso de Sabrina, a equipe aguardou 24 horas sem indução. Conforme a mãe de Sabrina afirmou ao UOL, os médicos recomendaram a cesárea para evitar riscos para a apresentadora e a bebê. Assim, apesar de não ter sido conforme o planejado, Zoe veio ao mundo esbanjando saúde. "Eu me preparei, estudei, assisti vídeos, li livros, fiquei 5 meses da gestação fazendo exercícios pélvicos pra poder fazer o parto mais natural possível. Me recolhi, deixei de ir em festas de amigos e me dediquei total a esse grande sonho de gerar uma filha. Passei essas 41 semanas em concentração, vivendo isso e fazendo todos a minha volta e até vocês a viver também. Tudo o que me proponho a fazer na vida, faço com toda minha força, trabalho, amor e fé, por isso sempre tudo saiu da forma que mentalizava, imaginava e queria. Mas Deus está sempre nos ensinando. E, às vezes, o que queremos não vem no caminho que imaginamos, da forma que gostaríamos", desabafou a artista no Instagram

  • Reprodução/Instagram @monicabenini

    Monica Benini

    Em outubro de 2017, Otto, o primeiro filho da designer com o cantor Junior Lima, veio ao mundo depois de 33 horas de contrações. Sem anestesia, Monica deu à luz em casa acompanhada do marido e de uma equipe médica. "A fase expulsiva de um trabalho de parto é o momento em que nosso poder feminino se eleva ao máximo, e me permiti ser inundada por aquela força. As contrações eram muito, muito, muito intensas, e só pensava que, a cada uma delas, nosso bebê estava um pouquinho mais perto de nós. Escolhi passar por esse momento sem absolutamente nada de anestesia ou analgesia porque queria o viver por inteiro, sentia que era capaz e porque todas as minhas escolhas, desde o início, sempre foram pautadas pelo zelo máximo ao meu bebê", relatou a mamãe em seu site. Otto nasceu no dia 1º de outubro de 2017

  • Reprodução/Instagram @debranascimento

    Débora Nascimento

    No Altas Horas, a mãe de Bella abriu o jogo sobre o parto. "Eu passei por 16 horas de trabalho de parto, mas não parece, gente, quando você tá ali vivendo aquilo, cheia de hormônios, cheia de adrenalina, parece que foram duas horas. E aí depois não evoluiu, eu acabei fazendo uma cesárea, então eu tive o parto duplo. E foi lindo, ela saiu com as mãozinhas para cima, já peguei ela no colo, ficou ali meia hora comigo, mamando, foi todo um parto humanizado e emocionante. José [Loreto - pai da menina] ficou exausto, coitado, acho que ficou mais cansado do que eu, porque ficou ali, do meu lado, segurando minha mão. Desloquei o dedo dele, depois coloquei de volta no lugar [risos], porque é uma coisa selvagem, animal, e eu estava ali liberta de tudo. A gente vira um bicho! Tem hora que é 'meu amor, me dá a mão?' e 'aaaaaaaaarghhhhhh'! É uma loucura, e depois brota um amor e uma luz. Foi muito emocionante", afirmou a atriz

  • Reprodução/Instagram

    Maíra Charken

    Em 2017, Gael levou 12 horas para vir ao mundo. Os planos da mamãe era um parto humanizado em casa, mas o nascimento acabou acontecendo por meio de uma cesariana. "Quem me acompanha, já sabia de todo desejo e todo planejamento pra que eu tivesse um parto domiciliar. Meu pré-natal foi todo perfeitinho e só confirmando cada vez mais o plano de parir em casa. Meu trabalho de parto teve início com contrações de intensidade média, e intervalos de 10 min e foi ficando sério com o passar do tempo. Sério a ponto de simplesmente não ter mais intervalos entre elas e de, a cada contração, eu achar que era a morte vindo me buscar. Horas a fio, eu já semi morta de tanta exaustão e dor e nada do expulsivo, minha parteira maravilhosa decide fazer o exame de toque pra saber da minha dilatação e nesse momento, acabou rompendo minha bolsa, que até então estava intacta. Ela faz o exame, olha sério pra mim e diz: 'Você vai ter que ir pro hospital, tem mecônio (cocô do bebê) no líquido amniótico e os batimentos do Gael tão caindo'. Gelei tanto, que as dores até passaram. De repente fui vendo meu parto tomando novos e difíceis rumos. No caminho até o hospital, quase não se ouvia mais o coração de Gael. Entrei em choque. Outro baque veio quando a médica disse: 'Você tem que ir agora pro centro cirúrgico. Precisamos fazer uma cesárea de emergência'. Meu mundo caiu, meu chão sumiu, meu útero contraiu. E deixa eu falar, foi tudo lindo, foi tudo humanizado e respeitoso desde o início e foi o que salvou meu filho! Eu escrevo contando tudo com lágrimas nos olhos, porque sei que a cesárea salvou a vida do Gael! Uma cesárea responsável e necessária foi determinante pra que hoje eu tivesse meu filho lindo mamando incessantemente no meu peito e cheio de vida! Se foi frustrante ver tudo mudar diante dos meus olhos? Não vou ser hipócrita de dizer que não, mas, gente, fiz tudo pelo Gael e faria tudo novamente. Dois partos!", relatou a apresentadora no Instagram

  • Reprodução/Instagram

    Sheron Menezzes

    Ao todo, foram cerca de 12 horas em que a atriz aguardou ansiosamente pela chegada de Benjamin em 2017. "Vamos à medica. Nenhuma contração e 1 cm de dilatação. Ela me pede pra voltar pra casa e dar uma caminhada e ir até a acupuntura para ver se dava início ao processo. Está bem, vou só colocar o tênis e ... Neste instante, sem aviso, sem os primeiros sinais, ele resolveu que queria me ver. Foi de repente mesmo. De nenhuma contração para todas as contrações e quase 6 cm de dilatação em 45 minutos. Uma dor que não veio devagar como se espera. Ela chegou me esmagando. Não tive tempo de pensar em nada, de terminar o que tinha planejado. De fazer tudo com calma e aproveitar o nosso momento antes do encontro. Foi rápido demais. Dói, dói muito! Mais 4 horas, tanto tempo e só 8 cm de dilatação?! Não tenho mais forças, minhas pernas bambeiam, mas minha equipe me incentiva, eu vou conseguir, nós vamos conseguir. Pego na mão do papai dele e esperamos que ele volte a dançar com a gente. Ele mostra que vem. Precisa de mais 3 horinhas, mas vem. A força se triplica. De onde ela vem? Do amor, da vontade, do desejo, da espera, da dor! Ela vem! Força, muita força... E junto com ela vem a explosão! O amor em forma de um neném...", descreveu a artista em seu Instagram

  • Reprodução/Instagram

    Mayra Cardi

    O parto da famosa deu pano para a manga nas redes sociais pelo fato de ter durado cinco dias! A empresária mostrou tudo em seu Instagram e impressionou os fãs com os relatos da chegada de Sophia ao mundo em 2018. "Depois de dias sem dormir e horas sem comer, tivemos que ir até o hospital. Fim da linha para nós. Não pudemos mais seguir com o parto humanizado por ela ainda estar muito alta. Choramos, sofremos, amamos e nos entregamos até entender que humanizado deve ser até onde é seguro, saudável possível", confessou Mayra na rede social. Seus planos eram para que a menina nascesse em casa por meio de um parto natural, mas o desenrolar da situação a levou a recorrer a uma cesárea pela sua saúde e da bebê

  • Reprodução/Instagram

    Rafa Brites

    A repórter compartilhou no Instagram a experiência que não saiu conforme o planejado de dar à luz Rocco em fevereiro de 2017: "A maior e melhor experiência que eu poderia viver: 20 horas animalescas trouxeram meu filho ao mundo. Durante toda a gestação fiz exercícios preparatórios para o parto normal. Era um sonho! Só imaginava ter um filho assim. Minha bolsa rompeu no exato dia das 39 semanas e 6 dias. Às 2 da manhãs as contrações já eram muito fortes estava com 5 de dilatação sem anestesia. Aguentei firme até os 7. E pedi (por favor) por uma... 16 horas depois de romper a bolsa, eu cheguei nos 10. Na sala um clima de festa! Agora vai!!! Eu havia estudado que essa parte era a mais rápida. Dei tudo de mim. Vomitei de tanta força. Até que em um certo momento, a Vivian, minha médica, disse: 'Rafa, você já está há 3 horas empurrando. Ele não está passando no seu osso do púbis. Vamos pra cesárea'. Na hora eu senti uma alegria! Não, não foi frustração. Eu cheguei no meu limite... 19 horas, 10 cm de dilatação. Eu havia dado o meu melhor e sabia. O resto foi tudo muito rápido e indolor"

  • Reprodução/Instagram

    Bárbara Borges

    O segundo filho da atriz veio ao mundo em 2016 depois de 12 horas de parto humanizado sem intervenção médica. "Meu Theo Bem nasceu com 53 cm, 4,5 kg e 38 cm só de cabeça, um bebezão olímpico!", brincou a artista em sua conta no Instagram. "Estou muito feliz e em paz, sentindo verdadeiramente o 'entrego, confio, aceito e agradeço'. Cumpri a minha batalha interna! Estou de alma lavada! Foram aproximadamente 12 horas de trabalho de parto ativo. Cheguei ao máximo da dilatação naturalmente, sem intervenção médica, tranquila, concentrada, entregue e na companhia de uma equipe de mulheres incríveis pelo parto humanizado que me ajudaram nessa caminhada. Fiz tudo o que pude para que fosse parto normal, mas a cabeça do Theo não encaixava e estava bem suspensa, mesmo com as fortes contrações e então a cesárea fez-se necessária!!! E foi lindo!!!"

  • Reprodução/Instagram

    Fernanda Machado

    "O momento mais lindo e iluminado da minha vida levou 18 horas de trabalho de parto para chegar! Se não fosse o fato de que ele estava numa posição chamada OP posição posterior, a coluna dele estava contra a minha coluna e a cabeça dele de frente para o meu abdômen, o que gera contrações ainda mais doloridas que as normais e dificulta a saída do bebê, se não fosse isso, o fato de que tive um Back Labor, meu parto teria sido com certeza bem mais curto. Foi doloroso sim, foi exaustivo sim, foi difícil sim, mas foi também avassalaDOR e extraordinário, com certeza, o dia mais inesquecível da minha vida!!!! Depois de dar à luz o meu filho sinto que tenho forças para qualquer desafio!", desabafou a atriz sobre a sua experiência no Instagram

Mais Listas