Topo

"Estão roubando a corrida" e "tom de advogado": as frases do GP do Canadá

 Charles Coates/Getty Images/AFP
Hamilton puxa Vettel para o lugar mais alto do pódio no GP do Canadá Imagem: Charles Coates/Getty Images/AFP
do UOL

Do UOL, em São Paulo

2019-06-10T04:00:00

10/06/2019 04h00

O Grande Prêmio do Canadá parecia tranquilo até Sebastian Vettel ser punido, por uma escapada, com o acréscimo de 5 segundos em seu tempo final, cruzar a linha de chegada primeiro, mas não ficar no lugar mais alto do pódio. O alemão foi o protagonista dos protestos de ontem (09) contra a Fórmula 1 e o resultado da corrida em si.

  • No momento que soube da punição, Vettel gritou

    Sebastian Vettel foi punido porque na volta 48 escapou da pista e voltou fechando a porta para Lewis Hamilton, manobra que causou a punição. "Eu não tinha para onde ir. Eu não o vi. Onde eu deveria ir?", disse no rádio para a equipe da Ferrari, que pediu para que o piloto tivesse calma e continuasse focado. "Eu estou focado, mas estão roubando a corrida de nós!", gritou.

  • Hamilton lamenta maneira como ganhou

    O britânico da Mercedes lamentou a maneira como chegou ao lugar mais alto do pódio no Canadá. "Não era o jeito que eu gostaria de ganhar. Eu estava pressionando no final para tentar passar e eu forcei o erro dele, ele espalhou e quase batemos. É triste, mas isso é corrida. Eu tomei a curva normalmente. Quando você voltar à pista, você não deve voltar direto para a linha de corrida, você deve voltar em segurança".

  • "Não deveriam vaiar Lewis"

    Apesar da raiva e da tristeza por ter perdido o primeiro lugar, Sebastian Vettel pediu para que não vaiassem Hamilton. "As pessoas não deveriam vaiar Lewis. Eu gostei da corrida e do público. Lewis estava um pouco mais rápido, mas eu consegui mantê-lo atrás. Pergunte às pessoas o que elas acham".

  • "Parecemos advogados falando"

    O alemão da Ferrari também criticou as regras relacionadas ao contato entre piloto e equipe pelo rádio. Ele usou como referência a linguagem que advogados usam quando estão em tribunais. "Eu amo corridas antigas, carros antigos e pilotos antigos. Hoje em dia ... eu não gosto disso, todos nós soamos um pouco como advogados usando a língua oficial. Eu acho que está errado. Não é o esporte que eu me apaixonei quando assistia".

  • O único feliz em meio à polêmica foi Leclerc

    Tranquilo na terceira colocação no pódio, Charles Leclerc não escondeu sua felicidade. Parecia até o único a comemorar. "Eu estou muito feliz com a minha performance. Fomos muito rápidos. A corrida foi forte. Estou desapontado pelo time. Não sei o que aconteceu com Seb (Sebastian Vettel), mas a equipe merecia a vitória hoje".

Mais Listas