PUBLICIDADE
Topo

Desde antes de "Perdidos na Noite": 12 fatos que marcaram a vida de Faustão

Colaboração para o BOL

02/05/2018 08h21

"Ô loco, meu! Essa fera aí, bicho". Filho do senhor Amauri e da dona Cordélia, Fausto Corrêa da Silva completa 68 anos nesta quarta-feira (2). O garoto, que um dia foi coroinha no interior de São Paulo, cresceu e se tornou um dos apresentadores mais conhecidos do país, tem uma trajetória de peso na comunicação brasileira. Sua primeira experiência na TV foi na Gazeta, mas também passou por Record e Bandeirantes até que, em 1989, entrou para a Globo de onde não saiu mais. Alguns fatos marcaram e ainda marcam a personalidade forte e a carreira desse famoso e você nem precisa aguardar os reclames do plim plim para conferir; leia agora:

  • Reprodução/Skandinavisk

    Antes de ser global

    Apesar de ter talento para a comunicação, Faustão resolveu cursar Direito. Porém, prestes a se formar, largou o curso para se dedicar ao que realmente mexia com seu coração. Começou a carreira como repórter esportivo no rádio, segmento no qual já havia trabalhado ainda bem jovem tanto em Araras, quanto em Campinas, ambas cidades do interior de São Paulo. Apesar dos 10 anos em que se dedicou à mídia impressa trabalhando para O Estado de S. Paulo, foi na televisão que o profissional se descobriu. Porém, na infância, por incrível que pareça, Fausto era dono de um perfil tímido: "Tenho inveja dos meus filhos. Eu era mais retraído. Só fui mudar meu jeito quando comecei a trabalhar na rádio", revelou em entrevista ao "Estrelas"

  • Reprodução/Globo

    TV na veia

    Na Gazeta, veio o primeiro grande sucesso: o programa "Perdidos na Noite", de 1984, cujo nome fazia referência a um filme de 1969, que foi uma verdadeira sensação nos anos 70. O bom desempenho do apresentador chamou a atenção do público e dos produtores da época. Apenas seis meses depois, Fausto Silva já havia assinado contrato com a Record, de onde saiu para passar dois anos na TV Bandeirantes. Em todas essas emissoras, manteve o comando do "Perdidos". A repercussão e os resultados obtidos pelo profissional eram tão impressionantes que não demorou para despertar o interesse da gigante Rede Globo, pela qual foi contratado em 1989

  • Divulgação

    Faustão: Globo e você, tudo a ver!

    Ele começou na emissora de maneira discreta. Em um quadro, intitulado "Camarote do Faustão", o recém-contratado aparecia entrevistando personalidades conhecidas do grande público no Carnaval. Deu certo! Apenas um mês depois, ele já era o trunfo da Globo para deter a audiência fenomenal de Silvio Santos aos domingos e ganhou um programa para chamar de seu, o "Domingão do Faustão". Na nova atração, o apresentador comandava musicais, brincadeiras, participações de famosos e todo o tipo de variedades que rapidamente o levaram para a liderança do horário. Outras emissoras tentaram imitar o formato e também a fórmula de nortear a audiência de Fausto Silva, mas nada parecia tirá-lo do posto de queridinho do público. O paulista logo passou a ser dono do maior salário da televisão brasileira até então

  • Wikipedia

    Altos e baixos no ramo do entretenimento

    Se na TV não tinha para ninguém além dele, no cinema foram "outros quinhentos". Em 1991, no auge do sucesso na Globo, Fausto Silva resolveu se arriscar nas telonas ao lado de Sérgio Mallandro e protagonizou a comédia "Inspetor Faustão e o Mallandro", que foi ignorada pelo público e pela crítica. Depois da experiência, ele optou por ser mais cauteloso ao se aventurar na dramaturgia. Participou de seis novelas, mas todas no papel de apresentador

  • Reprodução/Instagram

    Em casa

    Sempre discreto, o apresentador mantém sua vida particular, bem como seus entes mais queridos, longe dos holofotes. Fausto foi casado por 11 anos com a artista plástica Magda Collares, com quem tem a filha Lara (foto). Já com a ex-modelo e jornalista Luciana Cardoso, sua atual esposa, 27 anos mais jovem do que ele, o famoso tem dois filhos, João Guilherme e Rodrigo. "Acordo todos os dias às 6h para tomar café da manhã com meus filhos antes deles saírem para a escola. Eles me fazem de gato e sapato. Mas quem sempre dá a última palavra é a minha esposa. É ela quem manda em casa, ela é a chefe! Hoje em dia as pessoas são até irresponsáveis, não levam a sério. Educar os filhos é o que vale", ponderou em conversa com Angélica. De suas quatro irmãs, apenas uma também resolveu trilhar o caminho da fama, a ex-apresentadora Leonor Côrrea, que atualmente trabalha como diretora e autora de novelas

  • Reprodução/Rede Tiradentes

    "Você está demitido"? Roberto Justus da Globo

    Durante sua trajetória, Fausto Silva acabou rompendo relacionamento e deixando algumas velhas amizades para trás. Segundo a mídia especializada, o perfeccionismo e o perfil profissional rigoroso seriam os principais fatores para tais separações. A diretora Lucimara Parisi, parceira do apresentador por cerca de 30 anos e considerada por muito tempo o braço direito dele, acabou demitida por telefone por um membro da equipe após reclamar do acúmulo de tarefas. Caçulinha, por sua vez, foi mandado embora, depois de 20 anos de relacionamento com o apresentador, por criticar o programa - mas um ano depois, o músico afirmou que apesar dos pontos de vista diferentes, não tinha nada contra o ex-colega. Leia mais.

  • Montagem/BOL

    Relação abalada

    Outros rompimentos aconteceram na vida de Fausto por conta de seu programa. Entre os mais marcantes está a amizade com Maitê Proença, que ficou abalada depois de o apresentador expor um drama familiar vivido por ela no quadro "Arquivo Confidencial", em 2005. Depois do episódio, tornou-se de conhecimento público que o pai matou a mãe de Maitê a facadas, quando ela tinha 12 anos. Quase duas décadas depois, com câncer no cérebro, o genitor se matou com dois tiros no coração. Maitê e Faustão ficaram um tempo sem se falar, mas ao aceitar ser jurada do quadro "Dança dos Famosos", a atriz resolveu aproveitar a oportunidade para lavar a roupa suja, afirmando, contudo, que já perdoou o amigo: "Quando você trouxe aquelas histórias à tona, eu fiquei muito brava com você. Durante 27 anos, eu nunca abri a boca para falar, porque acho que uma carreira não se faz com a piedade de ninguém". Mais do que depressa, Fausto pediu perdão: "Por ter sido aluno de Filosofia de sua mãe e ter convivido com vocês de perto, achei que podia falar. Peço desculpas públicas pela minha inconfidência. Eu me desculpo pessoalmente"

  • Reprodução/TV Globo

    Palavras fora de tom

    Em tantos anos de profissão, nem sempre Faustão acerta. Além de gafes como lamentar a morte da vivíssima Renée de Vielmond e mandar recado para o já falecido Ariano Suassuna, o apresentador já foi acusado de racismo por internautas ao afirmar que as madeixas no estilo "black power" da dançarina Arielle Macedo eram "cabelo de vassoura de bruxa". Em mais um momento que não foi bem visto pelo público, Fausto sugeriu que a modelo plus size Janaína Gracielle, convidada de seu programa em janeiro de 2016, deveria emagrecer. Pouco tempo depois, no entanto, ela resolveu seguir a dica. Outra vítima de comentários indelicados foi uma assistente de palco, que segundo ele, nunca havia lido um livro na vida. Depois da repercussão negativa, o famoso resolveu voltar atrás na semana seguinte: "Temos que ter caráter e o mínimo de educação. Portanto, estou pedindo desculpas a minha amiga Carol Sanches, que recebe a homenagem [da plateia] e as minhas sinceras desculpas. Grosseria não se justifica, mesmo com a correria. Leia mais.

  • Divulgação/TV Globo

    Bom coração

    "Se você tem saúde, trabalha com o que gosta e é feliz, tem que espalhar. Temos que ter a consciência que dividir a felicidade com os outros só vai nos trazer mais alegria ainda", afirmou Faustão em entrevista ao "Estrelas". O apresentador é conhecido por seu espírito generoso e coleciona amizade e gratidão de pessoas com quem cruzou ao longo de todos esses anos. Giovanna Ewbank já afirmou que, graças aos conselhos e um empurrãozinho do amigo, mudou os rumos da carreira e encontrou-se profissionalmente. Quem também passou pela mesma situação foi Ana Hickmann, que contou com o apoio de Fausto para virar apresentadora. Já Gusttavo Lima definiu o global como "um anjo" em sua vida: "Tudo o que eu estou vivendo hoje, acho que devo a metade a ele. A gravadora não iria lançar [o DVD gravado pelo cantor], não gostou do trabalho e acho que também por falta de oportunidade. O Faustão recebeu, adorou e me levou no programa dele. De lá para cá, com certeza o palco do 'Domingão' é sagrado e eu sou muito grato". Quando Rafael Ilha mais precisou, Fausto, que escreveu a orelha da biografia do ex-Polegar, foi quem providenciou um tratamento de ponta para garantir a reabilitação do amigo: "Salvou minha vida", declarou Rafael. Ele também não economiza na hora de defender "os seus" e ao ouvir da ex-BBB Tatiele Polyana que se nada desse certo viraria bailarina, rebateu na lata: "Para ser bailarina, precisa começar desde cedo. Olha, não é assim, não. As bailarinas tem que estudar bastante". Leia mais.

  • Reprodução/TV Globo

    Mediador

    Além do bom coração, Fausto, realmente, vai à luta pelo que acha certo e, algumas vezes, já chegou a atuar como um verdadeiro lobista dentro da Globo. Ele não só convenceu Fátima Bernardes a tornar-se apresentadora, como, na contramão, persuadiu a emissora a exibir o programa de variedades comandado pela amiga. Outro momento em que mexeu os pauzinhos foi para fazer o meio de campo entre a família Marinho e Tom Cavalcante. Os comandantes globais ficaram magoados com o fato de o humorista ter dado as costas à casa diante de uma oferta melhor da Record, mas com muito esforço e tempo investido, o apresentador das tardes de domingo curou as feridas do passado e fez com que o amigo fosse aceito novamente pelo canal carioca

  • Greg Salibian/Folhapress

    Safadeza aos domingos

    Faustão também é um dos poucos profissionais da televisão brasileira que tem o "aval" do público para soltar sonoros palavrões em meio a suas falas nas tardes de domingo. Constantemente trocando seu "orra, meu", por outra expressão menos suave, ele solta o verbo sempre que tem a oportunidade. Inclusive, criticando o governo de Michel Temer a respeito da reforma educacional em certa ocasião. Porém, nem só de verdades e vocábulos de baixo calão se faz uma atração ao vivo. Fausto, que para quem não se lembra já apresentou um programa chamado "Safenados e Safadinhos", na TV Bandeirantes, foi o responsável por brindar as tardes da família brasileira com o quadro "Sushi Erótico", já no "Domingão", em que mulheres nuas tinham os corpos cobertos com a iguaria da comida oriental. Pegadinhas e cassetadas também nunca faltaram para animar o público. Leia mais.

  • Reprodução/UOL

    Saúde

    Em 2009, por conta do excesso de peso e da preocupação com a saúde, Faustão, cujo aumentativo do apelido tem relação com os quilos a mais, optou pela cirurgia bariátrica, perdendo cerca de 40 quilos. Na época, ele se submeteu a uma técnica experimental. Já em fevereiro deste ano, o apresentador passou por uma cirurgia cardíaca por conta de uma artéria obstruída. Tudo correu bem e Fausto recebeu alta já no dia seguinte, fazendo questão de tranquilizar os fãs

Listas