PUBLICIDADE
Topo

Nove curiosidades sobre São Judas Tadeu, o santo das causas impossíveis

Reprodução/Facebook/saintjudepasig
Imagem: Reprodução/Facebook/saintjudepasig

Colaboração para o BOL

28/10/2018 07h00

No dia 28 de outubro, a igreja católica celebra o dia de São Judas Tadeu. Primo de Jesus, ele é o santo das causas impossíveis ou perdidas. Confira a razão para isso e outras curiosidades abaixo.


Leia também:

  • Reprodução/Horóscopo Virtual

    Em família

    São Judas Tadeu era primo de Jesus. Algumas interpretações dizem que seu pai, Alfeu, era irmão de São José, e Maria de Cleofas, irmã de Maria - a mãe de Jesus. Dessa forma, o filho de Deus e seu apóstolo seriam também primos-irmãos. Além disso, o santo era também irmão de Tiago, que assim como ele tornou-se discípulo e era chamado de "o Menor"

  • Wikipedia

    Causas perdidas ou impossíveis

    São Judas Tadeu ficou conhecido assim depois que Santa Brígida, padroeira da Suécia e copadroeira da Europa, escreveu que Jesus havia lhe recomendado pedir a intercessão do santo quando necessitasse de favores muito difíceis de se conseguir

  • Reprodução/Aleteia

    Magnânimo

    Enquanto Judas significa "Deus seja louvado", Tadeu, nome pelo qual é chamado por São Mateus e São Marcos, quer dizer "magnânimo"

  • Reprodução/Cleofas

    Semelhança física com o primo, Jesus

    Como já vimos, Jesus e São Judas Tadeus eram parentes. O santo é constantemente retratado com uma medalha com o rosto de Cristo no peito. Essa seria uma referência ao fato de os dois se parecerem, não apenas espiritualmente, mas fisicamente

  • Reprodução/Facebook/StJudeNM

    Visão antes da morte

    Antes de morrer, São Judas Tadeu teria olhado para São Simão e lhe revelado uma visão - que antecedeu a sua morte. Segundo o santo, o Senhor os estava chamando para Ele. De acordo com estudos da época, São Simão teve seu corpo cortado em dois, já São Judas Tadeu teve a cabeça decepada. Ambos os santos são celebrados na mesma data, 28 de outubro

  • Wikimedia Commons

    Mártir

    São Judas Tadeu fez parte do primeiro Concílio de Jerusalém, evangelizando Mesopotâmia, Síria, Armênia e Pérsia, justamente onde se juntou ao apóstolo Simão e despertou o ódio dos sacerdotes locais por conta dos pagãos que estava convertendo com suas pregações. No local, ele teria sido morto a golpes de lanças e machados

  • Levi Bianco/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo

    Carta de São Judas

    Apesar de a Bíblia citar São Judas Tadeu poucas vezes, é atribuída a ele a autoria de uma pequena carta no Novo Testamento, que adverte contra os falsos mestres e estabelece a reflexão sobre pontos fundamentais para uma vida cristã

  • Levi Bianco/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo

    Símbolos

    Além da medalha, já citada nesta lista, São Judas é representado também com um livro, que simboliza o seu trabalho de pregação, com um cajado, por conta das grandes distâncias que percorria quando espalhava a palavra e com uma machadinha, que retrata a forma como ele foi assassinado, depois de ter despertado o ódio nos sacerdotes da Pérsia por ter convertido muitos pagãos. Já a chama de fogo em sua cabeça mostra que ele recebeu o Espírito Santo em Pentecostes

  • Levi Bianco/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo

    Confusão com Judas Iscariotes

    Ambos foram apóstolos de Cristo e o primeiro nome igual faz com que muita gente confunda os dois. Mas a fama de Iscariotes, que traiu o filho de Deus, não era tão boa nem entre os colegas, se observarmos as escrituras. Ele aparece como o último nome citado entre os seguidores de Jesus e no evangelho de João, é chamado de ladrão. Já o primo, também chamado de Tadeu, além de ter uma carta de sua autoria no livro sagrado é apontado por alguns estudiosos como o noivo, em cujo casamento Jesus fez seu primeiro milagre, transformando água em vinho

Listas