Topo

Conheça o kefir, kombucha e outras comidas vivas que melhoram sua saúde

do BOL

24/04/2018 16h00

Nosso corpo é formado, entre outras coisas, por bactérias. Alguns alimentos, como os probióticos, ajudam a manter nossa saúde em dia e povoar nosso organismo com esses seres do bem. Além disso, algumas correntes de alimentação viva tentam mostrar os benefícios que comer alimentos crus (e, afinal, vivos) pode trazer ao nosso corpo, como uma melhora na digestão e na disposição física em geral.

  • Reprodução/Huffington Post Canada

    Kefir

    Um dos probióticos mais famosos, o kefir é uma colônia de bactérias e leveduras formada em grãos de polissacarídeos (um tipo de carboidrato) que se reproduz no leite ou na água. Ao fermentar, o kefir libera ácido láctico, ácido acético, vitamina B, vitamina C e alguns aminoácidos, fazendo um bem danado para nosso organismo e ajudando a dar uma turbinada na nossa imunidade. Mantê-lo é fácil: basta cultivá-lo em leite ou água, sempre renovando o líquido e extraindo um pouco para o consumo

  • Reprodução/Radio2.be

    Leite fermentado

    O leite fermentado que encontramos nos mercados também é comida viva ótima para nosso organismo. A fermentação se dá de forma industrial e isso pode evitar ainda que ocorra qualquer contaminação indesejada ao processo. Porém, prefira as versões mais naturais possíveis e com menos açúcares

  • Reprodução/Thebitingtruth.com

    Kombucha

    O kombucha é um disco gelatinoso onde moram 13 diferentes fungos, leveduras e bactérias. O nome desse disco é scoby e ele só faz bem para nosso corpo. Ao fermentar, o kombucha vira uma espécie de chá, feito a partir do chá preto, mate ou verde. Ele pode ser um importante aliado no controle do colesterol

  • Reprodução/Epicurious

    Levain

    Levain corresponde a um fermento que pode ser cultivado artesanalmente por muitos anos. Ele é composto pelo fungo Saccharomyces cerevisiae, o mesmo que se usa na produção cervejeira, e é cultivado a partir da farinha de trigo. Você pode usá-lo para fazer massas e pães, aumentando o magnésio, ferro e zinco de tais receitas

  • Reprodução/Plodorodie74.ru

    Grãos germinados

    Os grãos germinados nada mais são do que o início do processo de germinação que passam as sementes e grãos, podendo ser consumidos nesta etapa. Para germiná-los, basta regar bem as sementes com água, em um pote limpo, e deixá-las no escuro. Os grãos germinados podem trazer vários benefícios, como o aumento da imunidade e possuem mais nutrientes do que quando cozidos

  • Reprodução/Thinkstock

    Brotos

    Assim como os grãos germinados, também é possível consumir leguminosas, vegetais e outras espécies em sua forma de broto. Eles dão uma ótima salada, e o ideal é comê-los crus, para que se mantenham os inúmeros nutrientes. Uma comida viva e deliciosa, que pode ainda ajudar no controle e na perda de peso

  • Reprodução/Healthy For Good

    Frutas e legumes crus

    Já que estamos falando de comida viva, vale ressaltar que frutas, legumes e verduras são seres vivíssimos e incluí-los sem cozimento na sua dieta pode garantir que você aproveite ao máximo todas as vitaminas, minerais e nutrientes que eles podem proporcionar

  • Reprodução/Sopro Verde

    Conservas

    Por fim, uma outra forma de manter a alimentação super viva é fazer conservas de vegetais. Basta colocá-los em salmoura e depois mantê-los fechados em um pote de vidro. Sem oxigênio, os probióticos se reproduzem em um ambiente com o pH propício apenas para bactérias boas ao nosso organismo

Mais Listas