Topo

Assim como Katie Bouman, conheça mais 11 mulheres que marcaram a astronomia

Reprodução/Facebook
Katie Bouman, uma das cientistas responsáveis pelo algoritmo que levou à imagem do buraco negro Imagem: Reprodução/Facebook

do BOL,

em São Paulo

2019-04-15T16:03:43

15/04/2019 16h03

Katherine Louise Bouman, engenheira elétrica e cientista da computação de 29 anos, virou assunto mundial na última semana por ajudar a desenvolver um algoritmo que permitiu a captura da primeira imagem de um buraco negro, que é uma enorme quantidade de massa em um espaço muito reduzido, cuja gravidade é tão forte que "engole" tudo que passa por perto, inclusive a luz.

Embora ela mesma já tenha dito que o feito inédito é resultado do trabalho de toda uma equipe, com colaboração mundial que envolveu cerca de 200 pessoas, sendo 40 mulheres, a foto de Katherine sorrindo diante da imagem na tela correu o mundo, e a cientista acabou sendo apontada como a responsável pela descoberta.

Ainda que Katherine não seja a "dona" da foto do buraco negro, ela deixou sua marca na astronomia ao participar do projeto. Veja a seguir outras mulheres que, assim como a jovem cientista, também contribuíram para o avanço da astronomia.

  • Reprodução Vimeo

    Carolyn Shoemaker

    A astrônoma de 84 anos descobriu mais de 800 asteroides e detém o recorde de descoberta de cometas: 32. Em 1996, ela foi homenageada pela NASA com a Medalha Excepcional de Realização Científica. A pesquisadora também recebeu um doutorado honorário em Ciências da Northern Arizona University de Flagstaff

  • Reprodução/Youtube

    Jocelyn Bell Burnell

    Enquanto cursava pós-graduação, a astrofísica britânica fez a descoberta mais importante da Física nos anos 60: as pulsares, estrelas de nêutrons com intenso campo magnético que transformam a energia rotacional em energia eletromagnética. Surpreendentemente, quem ganhou o prêmio Nobel da Física pelo feito foi o orientador de Jocelyn, Antony Hewish, em 1974. Em 2018, a cientista recebeu US$ 3 milhões do Prêmio Especial de Inovação em Física Fundamental e disse que doaria o dinheiro para fundos de bolsa de estudos para mulheres e minorias. Jocelyn tem hoje 75 anos

  • Reprodução/Youtube

    Vera Rubin

    A cientista foi responsável pela confirmação da existência da matéria escura, uma espécie de matéria que não emite luz, compõe 23% do Universo e só pode ser observada por seus efeitos gravitacionais. Vera viveu entre 1928 e 2016 e foi pioneira no estudo de rotação de galáxias espirais

  • Reprodução/Wikimedia Commons

    Cecilia Payne-Gaposchkin

    A astrônoma e astrofísica nascida na Inglaterra viveu entre 1900 e 1979. Foi a primeira cientista a apontar o hidrogênio como principal componente do Sol. Ela se mudou para os Estados Unidos em 1923 para continuar sua carreira de pesquisadora em Harvard, onde foi a primeira mulher a ocupar uma cátedra no departamento onde trabalhava

  • Reprodução/Youtube

    Williamina Fleming, Antonia Maury e Annie Cannon

    As três eram colegas na equipe de Edward Charles Pickering (1846-1919), que foi diretor do Observatório de Harvard. Williamina (1857-1911), Antonia (1866-1952) e Annie (1863-1941) foram responsáveis por um sistema de classificação de estrelas usado até hoje

  • Reprodução/Youtube

    Maria Mitchell

    Conhecida como a primeira astrônoma profissional dos Estados Unidos, ela descobriu um cometa que leva seu nome. Maria viveu entre 1818 e 1889, foi professora, produziu fotografias de estrelas e pesquisou as superfícies de Júpiter e Saturno

  • Reprodução/Youtube

    Caroline Herschel

    Primeira mulher a identificar um cometa e a se tornar membro da Sociedade Real de Astronomia na Grã-Bretanha, Caroline viveu entre 1750 e 1848. Um dos oito cometas que descobriu leva seu nome, o 35P/Herschel-Rigollet. Ela também descobriu várias estrelas, uma galáxia, uma nebulosa (nuvens de poeira, hidrogênio, hélio e plasma, que são gazes muito quentes), e o planeta Urano, junto com o irmão, William

  • Reprodução/Youtube

    Maria Margaretha Kirch

    A cientista viveu entre 1670 e 1720. Seu trabalho em astronomia se destacou por seus escritos sobre a conjunção do Sol com Saturno, Vênus e Júpiter

  • Reprodução/Youtube

    Maria Cunitz

    Uma das mais notáveis astrônomas de sua época, Maria escreveu "Urania propitia" em 1650. O livro forneceu novas tabelas para os catálogos de estrelas e planetas publicadas pelo cientista Johannes Kepler em 1627. Seu livro também é elogiado pela contribuição para o desenvolvimento do idioma alemão na ciência. A cratera Cunitz, em Vênus, e o planeta 12624 Mariacunitia foram nomeados em sua homenagem. Ela viveu entre 1610 e 1664

  • Reprodução

    Wang Zhenyi

    A cientista viveu na China entre os anos 1768 e 1797. Ela é autora do livro "Disputa da procissão de equinócios", em que descreve e prova como os equinócios se movem. Os equinócios acontecem quando os hemisférios da Terra estão igualmente perpendiculares e recebem a mesma quantidade e intensidade de luz do Sol. Também escreveu "A explicação de um eclipse lunar", descrevendo com precisão o eclipse lunar. Wang Zhenyi discorreu sobre o número de estrelas, a direção giratória do Sol, a Lua e os planetas Vênus, Júpiter, Marte, Mercúrio e Saturno, e ainda descreveu a relação entre eclipses solares e lunares

  • Reprodução/Youtube

    Hipácia

    Astrônoma, matemática e filósofa, Hipácia (ou Hipátia) foi uma das principais intelectuais da antiga Alexandria. Nascida entre 350 e 370, a cientista construiu seu próprio astrolábio, instrumento desenvolvido por meio de teorias matemáticas para medir a distância dos astros acima do horizonte. Ela inventou o planisfério, esfera celeste planificada que deixa à mostra a parte do céu que é visível ao longo do ano em uma determinada região da Terra, e o hidrômetro.

    Hipácia recebeu diversas propostas de casamento, mas nunca as aceitou. Ela costumava dizer que era casada com a verdade. Acusada de bruxaria pelos cristãos da época, Hipácia teve uma morte trágica: ela foi despedaçada por uma multidão armada com cacos de telhas e conchas de ostras, usadas para corta-la viva

Mais Listas