Topo

Açaí, jambu e a Amazônia: 10 curiosidades sobre o Pará

do BOL

08/01/2018 10h00

O Pará é o segundo maior Estado do Brasil, sendo sua área maior que toda a região Sudeste, com seus quatro Estados. Altamira, a maior cidade paraense, é o quinto maior município de todo o mundo. Com toda essa extensão, é claro que o Pará guarda muitas maravilhas e jeitos próprios de viver o cotidiano. Conheça agora algumas dessas curiosidades:
 

  • Wikimedia

    O famoso açaí

    O Pará é a terra do açaí. Por ser um dos polos produtores, é lá que se consome a versão mais pura da fruta. Mas, diferentemente de outras partes do Brasil, o açaí, nas terras paraenses, é consumido, geralmente, sem tanto açúcar e com comidas salgadas, como peixe frito e farinha

  • Wikimedia

    Tacacá e jambu

    O tacacá é um dos pratos mais famosos do Pará, também consumido em outros Estados da região. Basicamente, é um caldo feito a partir da goma da mandioca e pimenta, chamado de tucupi, que leva camarão e o famoso jambu, uma erva típica da região que causa um formigamento nos lábios

  • Pixabay

    Círio de Nazaré

    Essa é uma das maiores festas religiosas do mundo e acontece no Pará. Devotos da Nossa Senhora de Nazaré tomam as ruas em cultos e procissões. O evento já chegou a reunir mais de dois milhões de pessoas e acontece em outubro

  • Wikimedia

    Égua!

    Égua é uma expressão usada praticamente para tudo no Pará. Espanto, alegria, raiva, surpresa. Quase tudo pode levar "égua"! Na novela "Força do Querer", exibida em 2017 pela Globo, a expressão ficou bem famosa ao ser usada pela atriz Isis Valverde, que interpretava uma paraense

  • Wikimedia

    Belém de ilhas

    Belém, a capital paraense, é formada por 39 ilhas que ocupam 65% de todo o território. A cidade é banhada pelo Rio Guamá e pela Baía do Guarajá

  • Wikimedia

    A Paris brasileira

    Além disso, algumas construções em Belém são inspiradas na arquitetura francesa, dando o apelido para a capital de "a Paris brasileira"

  • Wikimedia

    Maniçoba, a feijoada paraense

    A maniçoba é considerada a feijoada paraense, mesmo sendo bem diferente dessa última. No lugar do feijão, o prato é feito a partir das folhas da mandioca, as manivas, que são trituradas e acompanhadas de carne suína. Mas a maniva é uma planta tóxica e, para preparar essa iguaria, é preciso cozinhá-la por uma semana para tirar todo o ácido cianídrico presente na planta

  • Wikimedia

    Mercado Ver-o-Peso

    Você pode encontrar de tudo no Mercado Ver-o-Peso, em Belém, considerado a maior feira livre de toda a América Latina. Frutas típicas da região, peixes amazônicos e até "poções mágicas", feitas com ervas locais e que prometem desde acabar com o mau olhado até encontrar o amor

  • Wikimedia

    Alter do Chão

    Essa praia fica nas margens do Rio Tapajós e foi considerada pelo jornal britânico "The Guardian" como a praia mais bonita de todo o Brasil. A beleza dessa aldeia de pescadores localizada próximo a Santarém realmente encanta. O melhor mês para visitar Alter do Chão é setembro, quando o volume das águas do rio diminui e formam-se bancos de areia

  • Wikimedia

    Tapajós e a divisão do Pará

    Em 2010, os paraenses foram às urnas para votar a divisão do Pará e a proposta de uma nova unidade federativa do Brasil, que seria o Estado de Tapajós. A proposta, que já tinha até uma bandeira pronta para o novo Estado, foi recusada pelos eleitores, mas o movimento separatista tenta levantar pautas até hoje

Mais Listas