PUBLICIDADE
Topo

7 casos de ETs (ou óvnis) brasileiros que ficaram sem explicação

do BOL

01/09/2017 16h00

Não estamos sós. Ou será que estamos? Por agora temos o apoio uns dos outros e devemos lembrar que quando o assunto é alguém de fora querendo ditar regras do nosso planeta, os ETs podem parar de graça, porque aqui já tem quem manda.
 
Embora, muitos casos tenham acontecido no mundo todo, vamos falar sobre histórias incríveis que aconteceram aqui mesmo, em território verde e amarelo, e sobre como cada um desses casos levantaram tanta polêmica e, de certa forma, permanecem no imaginário do povo e sem solução até hoje.
 
 

  • ET de Varginha

    Acredite se quiser! De acordo com investigação do exército, um morador da região teria sido confundido com um ser de outro planeta. Um dos casos de maior destaque a respeito de alienígenas no Brasil não passou de um mal entendido, segundo versão oficial posteriormente divulgada. Mas é fato que Varginha, em Minas Gerais, entrou de vez para o mapa após três garotas terem relatado um encontro com um ET em 1996. O episódio, cuja investigação durou sete meses, fez com que os especialistas em ufologia fizessem uma verdadeira romaria até o local da aparição e ainda levantou rumores de que o exército, os bombeiros e polícia militar teriam capturado duas criaturas de outro planeta para análise. Diversas autoridades e civis precisaram prestar esclarecimentos em Inquérito Policial Militar, entre eles, o ufólogo Ubirajara Rodrigues, que inicialmente era um dos mais engajados em desvendar e divulgar o caso. Em entrevista à revista "IstoÉ" algum tempo depois de ter sido interrogado, no entanto, ele foi taxativo: "Não há prova de que foi capturado um ser extraterrestre em Varginha". O caso todo começou quando um casal de agricultores afirmou ter visto um objeto não identificado sobrevoando o pasto. Um dia depois do episódio, uma criatura estranha foi capturada em um barranco e outra em um local diferente da cidade. No mesmo dia em que os seres foram pegos, três jovens avistaram um ET. A mãe de duas delas confirmou a existência de pegadas e de um odor forte no local e meses depois revelou que desconhecidos ofereceram dinheiro em troca do silêncio sobre o caso. Apesar de até hoje o ET ser o mascote local, a história deixou muitas explicações a desejar e fez com que Kátia Andrade Xavier, uma das testemunhas da aparição do alienígena preferisse não ter revelado nada sobre o contato, como explica no vídeo acima

  • Reprodução/Fenomeno UFO

    Luzes em Colares

    A cidade de Colares, no Pará, foi centro de um episódio do outro mundo em 1977. Mais de duzentas pessoas, entre civis e militares, testemunharam episódios estranhos no local. Supostas luzes misteriosas vindas do céu começaram a causar ferimentos e queimaduras nos habitantes e pelo menos um dos moradores na época relatou o encontro com um extraterrestre. O pânico foi tamanho que a prefeitura precisou recorrer à aeronáutica para pedir ajuda para investigar o caso. Médicos cooperaram com as investigações fornecendo depoimentos sobre as queimaduras dos pacientes, além de diversas fotos que mostram as luzes sobre a cidade. Depois de vinte anos, o encarregado pelas investigações a respeito do caso, o coronel Uyrangê Bolívar Soares de Hollanda Lima, cometeu suicídio em casa, o que só elevou o mistério em torno do caso

  • Reprodução/Daily Mail

    Voo 169

    Em 1982, os ETs resolveram dar um showzinho particular quando permaneceram ao lado de um Boeing 727 durante um voo. Durante a madrugada do dia 8 de fevereiro, o comandante da aeronave percebeu uma luz forte à esquerda da aeronave. Inicialmente, ele imaginou que tudo fosse um mal entendido, mas ao comunicar o caso para o controle aéreo, soube que para eles não havia nenhuma aeronave por perto. O caso teve grande repercussão pelo fato de que apesar de a aeronáutica não ter admitido, a tripulação, que estava a bordo, afirmou que controladores aéreos notaram o sinal do objeto não identificado no radar. Além, é claro, do fato de que quase todos os passageiros tiveram a chance de observar a nave

  • Reprodução/Above top secret

    Trindade

    Na Ilha de Trindade, no litoral do Espírito Santo, em 1958, o fotógrafo Almiro Baraúna estava acompanhando uma missão de pesquisa. Tudo estava indo bem até que a tripulação se alvoroçou e o capitão pediu que Almiro registrasse imagens tanto do objeto quanto da situação em que se encontravam, uma vez que um objeto sobrevoava o navio em que estavam. A história toda acabou tornando-se um enigma anos depois, quando, apesar de as imagens terem sido consideradas autênticas por muitos pesquisadores brasileiros e estrangeiros e de a tripulação ter confirmado a existência do objeto rondando o navio na ocasião, uma amiga do profissional garantiu, em entrevista ao "Fantástico", em 2010, que tudo não havia passado de um truque com colheres

  • Reprodução/YouTube/fitasjoias

    Passeio dos óvnis

    Em 1986, entre São Paulo e Goiás, até os ufólogos brasileiros ficaram surpresos quando diversas testemunhas relataram a presença de 21 objetos luminosos voadores não identificados. A Força Aérea foi acionada para perseguir as naves, que apareceram nos radares e foram vistos por pilotos. O caso jamais foi explicado devidamente e é considerado por especialistas como um dos episódios envolvendo seres extraterrestres mais confiáveis do Brasil

  • Reprodução/Fato e farsa!

    Abduzido

    A história de Antônio Villas Boas ficou famosa no Brasil todo, quando, em 1957, ele relatou ter avistado pela janela de casa uma luz forte do campo em que trabalhava. Dias depois, o episódio se repetiu e novamente ele teria se deparado com a luz. Logo na madrugada seguinte, ele foi levado por ETs para dentro de uma nave, onde passou por exames físicos e fez sexo com uma criatura de outro planeta. Apesar de ser a única testemunha da própria história, Antônio viu seu caso ganhar credibilidade por ter se submetido a sessões de hipnose, nas quais conseguiu dar mais detalhes sobre a experiência. Depois de um tempo, ele começou a apresentar manchas negras pelo corpo, que, segundo os médicos, seriam resultado de radiação

  • Bilu, o ET brasileiro

    O extraterrestre mais fofo do Brasil surgiu em 2010 e aproveitou como ninguém os 15 minutinhos de fama, participando de todos os programas televisivos possíveis. Ele apareceu em Mato Grosso do Sul no alto de 1,40 metro de altura e uma fluência na língua portuguesa de deixar até o professor Pasquale espantado. Assim como o ser de outro planeta, todo o Projeto Portal, desenvolvido por Urandir Fernandes, que desvenda esse tipo de coisa, tornou-se um sucesso e tanto. Porém, logo rumores afirmaram que Bilu nada mais seria do que o próprio Urandir disfarçado

Listas