Topo

23 dicas de boas maneiras e etiqueta para o uso do WhatsApp

Reprodução/tamairaestateagency
Imagem: Reprodução/tamairaestateagency

do BOL

10/07/2017 16h00

O WhatsApp realmente veio para facilitar a vida das pessoas, porém, com um comunicador à mão capaz de conectar qualquer um em tempo real, é fácil cometer deslizes. As mesmas regras de etiqueta e bom senso da vida real e virtual valem também para o aplicativo, portanto, fique atento para não ser invasivo ou excessivo e acabar sendo mal visto pelos contatos.

  • Reprodução/UOL

    Imediatismo e risquinhos azuis

    Ninguém é obrigado a responder mensagens assim que ler, portanto, ficar cobrando respostas só porque viu os risquinhos azuis de confirmação de leitura é um atestado de ansiedade, desrespeito e falta de bom senso. A outra pessoa realiza inúmeras atividades diárias que impossibilitam responder na hora, como dirigir, conversar com outras pessoas ou trabalhar. Se é urgente mesmo, faça uma chamada ou escreva que é urgente

  • Reprodução/betech

    Áudio

    Escutar áudios em viva voz ou no aparelho requer intimidade, privacidade e tempo. Se é uma conversa longa, opte por fazer uma chamada, e sempre que possível prefira mensagens de texto, assim você não irá pressionar uma resposta ou irá lotar a memória do telefone da outra pessoa. As mensagens de voz devem ser curtas, concisas e reservadas para emergências, quando é mais fácil falar do que digitar

  • Reprodução/androidpit

    Emoticons

    Os emoticons, ou emojis, devem ser usados com parcimônia, pois além de poluir visualmente a tela da conversa dão um tom informal e infantilizado à comunicação. Em mensagens empresariais não utilize estes ícones, pois passam a impressão de falta de profissionalismo

  • Reprodução/Pixabay

    Fotos banais

    Ninguém está interessado em ver a foto do seu almoço ou do seu cafezinho; reserve as fotos banais do dia a dia para outras redes sociais e não para lotar o celular dos seus contatos

  • Reprodução/topfrasesbonitas

    Atenção para o conteúdo

    Correntes, piadinhas, conteúdo de teor pornográfico, orações e conversas escritas palavra por palavra, mensagens motivacionais enchem o saco de qualquer um nos grupos. Ninguém merece abrir o aplicativo e ter trezentas mensagens não lidas sobre banalidades. Não seja o "tio do pavê" no Whats

  • Reprodução/thejournal

    Mensagens no grupo

    Só escreva nos grupos o que for de interesse comum a todos e que estiver relacionado ao tema do grupo, da forma mais sucinta possível. A quantidade excessiva de mensagens acaba com a bateria dos participantes e as notificações na tela incomodam

  • Reprodução/Pixabay

    Desviar do objetivo do grupo

    É extremamente irritante entrar num grupo de estudos, profissional, ou até de algum tema específico e ver que todo mundo conversa sobre tudo, menos sobre o tema. Pior ainda quando as pessoas enviam vídeos que acabam com a bateria dos participantes e podem prejudicar as pessoas no ambiente profissional. Por incrível que pareça, existem pessoas que têm a cara de pau de vender produtos nos grupos

  • Reprodução/Twitter

    Relações comerciais

    Você sai do trabalho, mas o trabalho não sai de você! Seja nas férias, jantares, encontros, finais de semana e até na hora do sono, aquela notificação do chefe ou dos clientes chega a dar calafrios, afinal, se você não abrir será questionado, e se ler será cobrado em dar uma resposta. Não seja essa pessoa mala, use o aplicativo para fins comerciais em horário comercial

  • Reprodução/thepool

    Adicionar todo mundo no grupo

    Quando você adiciona alguém a um grupo sem consentimento, além de deixar a pessoa confusa quanto ao motivo, ainda acaba expondo seu número de telefone. É uma "sinuca de bico", pois quando a pessoa decide sair do grupo, se não der satisfação aos participantes, acaba sendo vítima de rumores e fofocas

  • Reprodução/Pixabay

    Checar mensagens

    Em uma reunião profissional é de péssimo tom ficar checando mensagens do WhatsApp, primeiro porque é um desrespeito com os outros participantes e também passa uma imagem de desinteresse para a empresa. O mesmo vale para quando você está conversando pessoalmente com alguém - deixe para checar as notificações mais tarde

  • Reprodução/UOL

    Bom dia, bom dia, bom dia

    Nem todo mundo acorda empolgadão dando bom dia aos quatro ventos, pelo menos não na vida real. E quem abre o aplicativo de manhã e lê quinhentas mensagens de bom dia e suas variações, ou piora o mau humor, ou acaba esvaindo a cota matinal de felicidade, ainda mais se receber essas mensagens às cinco da madrugada

  • Reprodução/UOL/Revista Trip

    Discussão nos grupos

    Quando tiver um assunto pessoal com algum membro do grupo, lave a roupa suja por mensagem privada. Os outros participantes não merecem ficar assistindo o bate boca de camarote, exibido em trocentas notificações na tela

  • Reprodução/Pixabay

    Administrador de grupos

    O administrador não é aquele que quer reunir os amigos para jogar conversa fora. Antes de formar um grupo, pense em um objetivo claro e de interesse comum a todos. Ao convidar as pessoas, explique o motivo do convite, a finalidade do grupo e quem são os novos participantes

  • Reprodução/Pixabay

    Público ou privado

    Quando te perguntarem algo por mensagem, responda no privado, e quando te perguntarem em um grupo, responda por ali. Também nunca fale de alguém do grupo como se a pessoa não estivesse lá - é uma tremenda falta de educação

  • Reprodução/Pixabay

    Grupo de amigos íntimos

    Os grupos de amigos são ótimos para marcar encontros, passeios, compartilhar informações de compras, promoções e de conhecimentos gerais. Compartilhar vídeos pesados, mensagens motivacionais, áudios imensos, trocentas fotos, críticas, reclamações ou narrar tudo o que você faz no dia a dia são atitudes indesejáveis e que esgotam a paciência das pessoas

  • Reprodução/impressaodigital126

    Grupo família

    Os familiares geralmente são os que se ofendem e discutem mais facilmente, portanto seja gentil, evite dar indiretas ou criticar algum parente. Também não envie toneladas de fotos de viagem, de bebês e muito menos de partos, velórios e hospitais. Há que se ter um pouco de paciência com os familiares idosos: as orações, erros de digitação e confusão nas mensagens devem ser relevados

  • Reprodução/Pixabay

    Grupos com profissionais da mesma empresa

    Nos grupos profissionais vale a hierarquia da empresa real. Respeite os superiores, use um vocabulário adequado e deixe as questões mais pontuais para conversas olho no olho. Nem é preciso comentar que fazer fofocas ou falar mal de superiores é pedir para ser demitido

  • Reprodução/UOL

    Uso nos ambientes

    Lembre-se de colocar ao celular no silencioso em ambientes fechados, reuniões, almoços, missas, velórios, cinema, consultas médicas, viagens, aulas etc. As mesmas regras de silêncio e convívio da vida real valem para o uso do aplicativo. Recomenda-se deixar os grupos na opção de "silenciar" pela quantidade de horas que estiver no evento

  • Reprodução/Facebook

    "Seduzência"

    Por incrível que pareça, é cada dia mais comum profissionais abordarem clientes no aplicativo e mudarem a conversa para uma cantada, chegando ao ponto até de solicitarem fotos nuas ou as enviarem sem o consentimento. Alguns casos já viraram meme nacional, como funcionários da NET e empresas de telefonia adicionavam o número dos clientes no aplicativo e, se achavam a foto da pessoa interessante, puxavam papo

  • Reprodução/UOL/Pixabay

    Caixa baixa

    As mesmas regras para textos, e-mails, e redes sociais valem para o aplicativo. Só use "caps lock", letras maiúsculas, se estiver enfatizando algo ou gritando com a pessoa; caso contrário, passará uma imagem grosseira e deselegante

  • Reprodução/mdemulher

    Nome estranho

    É muito chato ser abordado por desconhecidos, ainda mais quando usam um nick estranho ou só o número de telefone. Ninguém é obrigado a descobrir com quem está falando, portanto, se apresente ao adicionar alguém

  • Reprodução/UOL/Brainpix

    Fotos comprometedoras

    Não se engane: uma vez na rede, sua foto é pública. Portanto, muito cuidado com suas fotos pessoais e não compartilhe fotos comprometedoras dos outros. Não seja o "tiozão" da pornografia - ninguém merece queimar o filme no trabalho por um vídeo, foto ou áudio pornô que nem solicitou. E lembre-se: expor fotos nuas dos outros é crime virtual

  • Reprodução/tvguaiamum

    Fotos de acidentes

    Nada mais indigesto do que receber fotos de acidentes, cirurgias, animais doentes e pessoas sendo decapitadas. Não seja essa pessoa deselegante com gostos mórbidos; não há motivo algum que justifique o compartilhamento de tragédias

Mais Listas