Topo

15 problemas de saúde que podem ser causados pela falta de vitamina D

Reprodução/femkedegrijs
Imagem: Reprodução/femkedegrijs

do BOL

2016-09-30T10:00:00

30/09/2016 10h00

A Vitamina D é essencial para a saúde óssea do ser humano, mas pesquisas mostram que ela tem outras funções importantes no organismo, como proteção contra resfriados e até combater a depressão. O corpo humano adquire a vitamina D através da exposição à radiação ultravioleta da luz solar natural, mas essa absorção não é fácil e, muitas vezes é necessário repor a vitamina no organismo. A única maneira de saber com certeza se você tem deficiência de vitamina D é através de exames de sangue, no entanto, existem alguns sinais e sintomas que podem indicar que está na hora de fazer um exame e verificar o nível de vitamina D em seu organismo. Veja alguns sintomas que podem indicar falta dessa em seu organismo e saiba como adquiri-la naturalmente. 

Sintomas que podem indicar falta de vitamina D

  • Reprodução/safalnews

    Aumento na pressão arterial

    A vitamina D é um aliado à saúde do coração e estimula a circulação sanguínea. Sua falta pode causar aumento da pressão arterial

  • Reprodução/Blog Azules Medicas

    Osteoporose

    A vitamina D no organismo é essencial para a absorção de cálcio pelos ossos, sua falta pode deixar os ossos frágeis, aumentando a probabilidade de apresentar osteoporose. A deficiência de vitamina D na infância causa o raquitismo, falta de calcificação dos ossos

  • Reprodução/ABC Home Remedies

    Saúde bucal

    Níveis baixos de vitamina D podem ocasionar problemas como gengivite, sangramento, acúmulo de placa e enfraquecimentos dos dentes

  • Reprodução/Blog Marine Essentials

    Diabetes

    A deficiência de vitamina D pode agravar o diabetes tipo 2 e prejudicar a produção de insulina pelo pâncreas. Bebês que receberam suplementação de vitamina D apresentaram 80% menos risco de desenvolver diabetes tipo 1 até atingirem 20 anos de idade

  • Reprodução/Hungarytoday

    Obesidade

    As pessoas obesas precisam de duas vezes mais vitamina D, pois ela é solúvel em gordura. Sendo assim, a obesidade prejudica a utilização de vitamina D pelo organismo

  • Reprodução/healthination

    Depressão e esquizofrenia

    Pessoas com deficiência de vitamina D são mais suscetíveis à depressão e a sintomas de esquizofrenia. A depressão sazonal de inverno, muito comum em países de clima frio ou temperado, é causada pelo desequilíbrio da melatonina, devido à menor exposição ao sol

  • Reprodução/Bioquicknews

    Câncer de próstata, mama, ovário e cólon

    Pessoas com níveis normais de vitamina D são menos propensas a apresentar estes quatro tipos de cânceres

  • Reprodução/VeryWell

    Psoríase

    A vitamina D é utilizada no tratamento da psoríase, doença inflamatória crônica da pele

  • Reprodução/acudocz

    Fraqueza muscular e dores

    A deficiência crônica de vitamina D é muitas vezes diagnosticada erradamente como fibromialgia, pois os sintomas são muito semelhantes

  • Reprodução/epainassist

    Doenças renais ou hepáticas

    A vitamina D é ativada pelos rins e fígado antes de ser utilizada pelo organismo, por isso, doenças renais ou hepáticas podem prejudicar muito a ativação da vitamina D

  • Reprodução/Mymarylandauto

    Fadiga e sonolência

    O indivíduo com baixo nível de vitamina D no organismo pode apresentar sintomas como fadiga e sonolência. A deficiência dessa vitamina reduz os níveis de energia e enfraquece os músculos

  • Reprodução/oknamaste

    Produção de serotonina

    A serotonina é um neurotransmissor encarregado de manter equilibrado o estado de ânimo do indivíduo, estabilizando o humor. A vitamina D auxilia na produção da serotonina

  • Reprodução/healthination

    Doenças intestinais

    Pessoas com distúrbios intestinais como doença de Crohn, colite, alergia ao glúten ou intestino irritável apresentam baixos níveis de vitamina D

  • Reprodução/Reference

    Sudorese na cabeça

    Pessoas com baixos níveis de vitamina D apresentam transpiração excessiva na cabeça

  • Reprodução/Parents

    Intensificação das alergias

    A falta de vitamina D no organismo humana deixa as pessoas mais suscetíveis a sintomas alérgicos

11 fontes naturais, ou quase, de vitamina D

  • Reprodução/Ecouterre

    Através da exposição ao sol

    A luz solar estimula o organismo a produzir vitamina D e uma pequena quantidade de exposição ao sol, sem protetor solar, pode ser suficiente. Seu corpo vai repor as necessidades de vitamina D se for exposto ao sol por cerca de 20 a 25 minutos diariamente. Porém, quanto maior a distância da linha do equador for o lugar onde você vive, será necessário mais tempo de exposição ao sol para gerar a vitamina D, pois depende do ângulo de incidência dos raios solares. Pessoas com pigmentação escura da pele podem necessitar de até 30 vezes mais exposição à luz solar do que pessoas com pele de pigmentação clara para gerar a mesma quantidade de vitamina D

  • Reprodução/FoodNetwork

    Peixes

    Os peixes são ricos em gorduras, fontes de vitamina D. 100 gramas de filé de salmão contêm cerca de 450 unidades internacionais (UI) de vitamina D. Além do salmão, essa vitamina é encontrada na truta, cavala, no atum e sardinha em conserva. 100 gramas de atum enlatado e conservado em água apresenta 154 UIs de vitamina D. Já a lata de sardinha contém 46 UIs, cerca de 13% do valor recomendado diariamente

  • Reprodução/beforeitsnews

    Gema de ovo

    Muito popular nas mesas brasileiras, os ovos são uma forma de obter vitamina D, que é encontrada na gema. Uma gema tem cerca de 40 UIs de vitamina D

  • Reprodução/cooklikejapanese

    Fígado bovino

    Muitas pessoas torcem o nariz ao pensar em comer fígado bovino, mas é importante saber que ele é fonte de vitamina D. Uma porção de 100 gramas contém cerca de 12% das necessidades diárias para um ser humando. O fígado também é rico em vitamina A, ferro e proteína, porém é necessário ter cuidado pois também é rico em colesterol

  • Reprodução/cepolina

    Cereais

    Os cereais também podem ser enriquecidos com vitamina D. É necessário conferir as informações nos rótulos das embalagens

  • Reprodução/eblogfa

    Suco de laranja

    O suco de laranja é ricos em vitaminas, dentre elas, a vitamina D. Cada copo de 200 ml de suco contém cerca de 88 a 150 UIs de vitamina D

  • Reprodução/Rebelcircus

    Leite

    Além do cálcio, o leite é uma ótima fonte de vitamina D. Cada 100 ml de leite contém cerca de 100 UIs de vitamina D. A mesma quantidade é encontrada em leites a base de soja, arroz e amêndoas

  • Reprodução/fullhdpictures

    Cogumelos

    A maioria dos cogumelos é cultivada à sombra, mas algumas espécies são cultivadas especialmente sob luz ultravioleta para estimular a produção de vitamina D. A variedade prima apresenta 178 UIs, a morel, 173 UIs e o maitake 243 UIs em cada três porções

  • Reprodução/vaidyamishra

    Óleo de fígado de bacalhau

    Uma colher de sopa desse óleo contém cerca de 1.300 UIs de vitamina D, que é mais do que o dobro da ingestão diária recomendada, que é de 600 UIs por dia

  • Reprodução/inoustudio

    Luz ultravioleta e lâmpadas

    Quem tem deficiência de vitamina D pode recorrer ao uso de lâmpadas que emitem luz UV. Estas lâmpadas apresentam pequeno risco de câncer de pele. É necessário utilizar óculos de sol quando estiver exposto à luz

  • Reprodução/Smokeybay

    Ostras

    As ostras são excelente fonte de vitamina D, além da vitamina B12, zinco, ferro, manganês, selênio e cobre. Cada 100 gramas do alimento contém cerca de 80 UIs de vitamina D

Mais Listas