Topo

Sexo: 20 perguntas curiosas ou bizarras feitas para Laura Muller

Reprodução/Instagram @lauramulleroficial
Imagem: Reprodução/Instagram @lauramulleroficial

do BOL

28/12/2017 10h00

Especialista em sexo, Laura Muller está acostumada a escutar as perguntas mais cabeludas e as propostas mais indecentes. Duvida? Relembre 20 questões que ela, que é a jornalista, psicóloga e sexóloga do programa de Serginho Groisman há 10 anos, precisou responder no "Altas Horas".

  • Reprodução/Instagram

    Dar a roda

    Quem não se lembra da pergunta de Simone, dupla de Simaria? Assim que viu Laura, a cantora já não conseguiu disfarçar a emoção. "Tinha o sonho de conhecer essa mulher. Tenho muitas dúvidas", disse, rindo. Sem pudor, ela tratou logo de fazer a pergunta que agitou as redes sociais: "Tem alguma forma que facilite a gente dar a roda?", o que deixou a sexóloga surpresa. Assim que começou a responder que havia, sim, uma técnica para facilitar o sexo anal, a profissional foi interrompida por Simone. "Mentira, colega, passe em nome de Jesus. Para ver se agrada em casa mais um pouco". Novamente recuperada, Laura continuou: "A penetração tem que acontecer na hora em que a excitação esteja em alta. A ideia é não começar logo de cara nessa prática". Leia mais

  • Reprodução/TV Globo

    Ânus de tamanho misterioso

    A pergunta que ficou marcada pela falta de resposta de Laura veio de um jovem que questionou o tamanho do ânus. "Quantos centímetros de dilatação máxima que o ânus pode ter? E quantos centímetros de comprimento cabem [no ânus]?". "Olha, essa me pegou porque eu não sei qual é a dilatação máxima [do ânus]. Não sei, Serginho [Groisman]. Vou pesquisar [o assunto]", prometeu a sexóloga. Leia mais

  • Reprodução/Instagram @mariliamendoncacantora

    Beijo grego

    Outra famosa que resolveu ousar na pergunta foi Marília Mendonça, que questionou a sexóloga sobre beijo grego. "Uma pessoa da banda falou que gosta, os meninos ficaram zoando com ele. Tem a ver com a sexualidade gostar de beijo grego?", quis saber a sertaneja. "O ânus é uma região cheia de terminações nervosas, e práticas por ali podem trazer prazer para homens e mulheres, héteros ou gays. É para todos os gêneros e possibilidades", respondeu Laura didaticamente

  • Reprodução/UOL

    Saliva de cachorro

    Durante mais uma participação no "Altas Horas", Laura ficou em choque ao ouvir a dúvida de um rapaz da plateia, que disse ter recebido a pergunta de um "amigo". "Eu tenho um amigo que tem vários cães, certo? E ele pediu para perguntar se saliva de cachorro em excesso faz mal pro pênis". Depois de alguns segundos de silêncio, a sexóloga respondeu: "Bom? Tem uma galera que defende os animais e vai ficar louca com essa história, né? Mas vamos lá... É meio nojento, na verdade, né, gente? Poxa? Mal para a saúde do pênis não vai fazer". "Nem para a do cachorro?", perguntou Serginho. "Nem para a do cachorro, se o pênis estiver saudável. Mas para a cabeça vai fazer", disse Laura. Leia mais

  • Reprodução/GShow

    Cio masculino

    O cantor Tiago Iorc também já teve sua chance de surpreender a sexóloga, quando a questionou sobre a existência de um cio masculino. "Deixa eu te explicar. Eu sinto que às vezes estou no cio. E outras vezes... É esporádico. Uma semana sim, uma semana não, uma semana fora do cio. O que acontece?", indagou. "Uma coisa biológica como cio a gente não tem, é mais para o mundo animal. O sexo é muito motivado pelo emocional da gente, provavelmente você pode ter uma base, um abstrato emocional. O que pode ocorrer é que tem semana que você está mais à vontade, fazendo coisas mais prazerosas. Aí abre espaço para sentir mais prazer e ficar mais gostoso. E isso pode coincidir com o momento da vida", disse Laura. Leia mais

  • Reprodução/Globo

    Garganta profunda

    "Eu sou Mateus e a minha pergunta é: afinal, fazer a tão famosa garganta profunda pode trazer algum problema se feito frequentemente?", perguntou um garoto da plateia. Serginho, então, pediu que o rapaz explicasse do que se tratava a garganta profunda - prática sexual que consiste em inserir a maior parte possível do pênis do parceiro na boca. "Posso usar o microfone?", questionou o garoto simulando sexo oral com o aparelho. "Explica! Não falei mostra. Verbaliza! Mas já entendi", disse o apresentador. Na resposta, Laura ressaltou a importância de respeitar os limites de cada um: "Tá muita coisa lá dentro... Então, a gente precisa ver quais são os limites do corpo de cada um em todos os orifícios. Às vezes as pessoas têm mania de colocar muita coisa onde não cabe tanta coisa assim. Precisa ver". Leia mais

  • Reprodução/TV Globo

    Sonho erótico

    Em dezembro, foi a vez de Serginho ser surpreendido por uma pergunta direcionada a Laura Muller. Na ocasião, um jovem questionou: "É normal você ter um ídolo e sonhar diversas vezes com ele fazendo sexo? Por diversas vezes, é normal?", quis saber. A sexóloga disse que sim, é normal. A surpresa veio quando o apresentador perguntou ao rapaz quem era seu maior ídolo. "Você", disse o rapaz para Serginho, que caiu na gargalhada. Leia mais

  • Reprodução/Instagram @karolconka

    Boca na flor

    Quem também já mandou a real na presença de Laura Muller foi a cantora Karol Conka. "Por que alguns meninos não gostam de pôr a boquinha na flor? Explica pra eles que é normal. Que a vagina é normal, igual ao pênis", disse a bela em participação no "Altas Horas". Quando Laura começou a dizer que é importante usar camisinha feminina, Carol cortou: "Já era, então. Eu acho a camisinha feminina muito feia. O cara vê aquilo e diz: a sacola de lixo parou aqui". "É complicado. Para fazer certinho, teria que usar camisinha no homem e na mulher. Mas o principal é: por que não fazer essa troca entre homem e mulher? O sexo é uma troca", respondeu a sexóloga

  • Reprodução/TV Globo

    Gemidão do zap

    Em setembro, quando o gemido erótico estava em alta nas mensagens trocadas por WhatsApp, Laura se surpreendeu ao ser questionada se já havia caído na pegadinha do "gemidão do zap" e respondeu que nunca tinha ouvido falar sobre o assunto. "Estou por fora", disse ela. Nem Serginho Groismann acreditou que a sexóloga não tivesse se deparado com o áudio. Depois que alguém da plateia mostrou a ela do que se tratava, Laura comentou: "Vocês recebem isso pelas redes sociais? Ah, eu gostei do gemidão", disse ela, aos risos. Leia mais

  • Reprodução

    Velocidade do esperma

    Luan Santana também resolveu tirar uma dúvida com a sexóloga do programa "Altas Horas". "Diz que a ejaculação sai a 45 km/h, é verdade? Eu li isso aí", perguntou o cantor. Laura, para surpresa da plateia, confirmou a informação. "É verdade, mas é 40 km/h", disse. "Existem pesquisadores que ficam medindo tudo, o tamanho do pênis, a quantidade ejaculada", revelou. "Rapaz, é ligeiro, hein", comentou Luan. Pabllo Vittar, que também participava da atração não se conteve e comentou: "Pode cegar esse negócio aí". Leia mais

  • TV Globo/Reprodução

    Quando dá aquele encaixe

    Aproveitando a oportunidade de encontrar a sexóloga, Pabllo Vittar resolveu tirar uma dúvida também. "Faz muito tempo que transei com um cara e foi incrível, orgasmos múltiplos. E nunca mais aconteceu de novo daquele mesmo jeito. Queria saber se foi o boy ou o problema é comigo". "Não é um problema, pode ser que esse encontro deu um encaixe", afirmou Laura. "Deu um encaixe", confirmou Pabllo. Leia mais

  • Reprodução/TV Globo

    Dupla penetração

    No mesmo programa em que Simone quis dicas para "dar a roda", Laura Muller recebeu outra pergunta quente. "Gostaria de saber se a dupla penetração é prejudicial para a mulher", ouviu. A atriz Fabiana Karla, uma das convidadas da atração, não se conteve e comentou: "Menina, hoje o negócio tá pra frente, hein?"

  • Divulgação

    A vida sexual de Laura

    O lutador note-americano de MMA, Jon Jones, não conseguiu sair imune da atração e usou as perguntas para investir na sexóloga. "Você já ficou com um negro?", perguntou ele, com um olhar sedutor. E Laura respondeu não ter preconceito. Sem pudores, ele ainda insistiu em saber mais sobre as preferências da profissional. "Com que frequência você faz sexo?", perguntou ele. Laura respondeu sem jeito, tentando se esquivar: "Como a gente faz sexo é do campo do privado". E completou: "Que saia justa, hein?". Incentivados pela plateia, eles trocaram beijinhos no rosto. Ainda mais à vontade, o lutador continuou caprichando nas questões. "O pênis sendo um músculo, se exercitar, pode ficar maior?". "Não é um músculo, é um órgão, então não adianta fazer musculação, botar pesinho", respondeu Laura. "Sempre quero mais", afirmou o lutador

  • Reprodução/Instagram @lauramulleroficial

    Mexe e remexe

    Em 2015, foi a vez de um jovem questionar Laura se era possível mexer o pênis sem mexer o ânus junto. Os risos tomaram conta da plateia e Laura afirmou que precisava pensar sobre a resposta, pois nunca havia sido perguntada sobre o assunto

  • Esperma para engrossar a voz

    Em uma das perguntas consideradas "clássicas" do programa e constantemente relembrada, Serginho leu a questão de alguém da plateia: "Tenho a voz fina. Meus amigos falaram para eu me masturbar e tomar o líquido um mês seguido. Faço isso há dois meses e nada mudou. Por quê?". Aos risos, Laura esclareceu: "Não adianta, porque o esperma não é para isso"

  • Reprodução/Instagram @vanessagiacomo

    Criança gosta de ver peitos

    Vanessa Giácomo contou que o filho, aos quatro anos, viu uma amiga da mãe amamentando e revelou que gostava de ver peitos e meninas peladas. Declarando-se assustada, a atriz disse acreditar que a fala do menino tinha cunho sexual. Laura, contudo, afirmou que a criança tende a opinar com base no que conhece por meio da infância sem malícia e que é importante conversar com naturalidade, respeitando a faixa etária da criança. "A gente já pensa em sexo, mas ele pode gostar porque lembra amamentação, porque acha bonito esteticamente. Pode ter uma referência de identificação com a mãe", pontuou

  • Reprodução/Instagram @mariaaribeiro

    Transar com um pensando em outro

    A atriz Maria Ribeiro resolver tirar uma dúvida com Laura e perguntou se é ruim transar com o parceiro pensando em outras pessoas. "Às vezes, você está envolvida com o rapaz da novela, filme... E você fica com aquela pessoa na cabeça", justificou. Segundo Laura, não há problemas. Fantasias são inofensivas e normais, além de ajudarem a estimular a libido e o sexo

  • Reprodução/Instagram @ddlovato

    Demisexual

    Este ano, um jovem indagou Laura se havia um sinônimo para demisexual. A palavra é usada para definir quem só sente atração sexual por alguém com quem já tem um vínculo emocional. O problema é que, por conta da cantora Demi Lovato, algumas pessoas associam o termo a ela. Ao relatar que os amigos se confundiam com a ideia, Serginho perguntou ao jovem se ele, de fato, sentia tesão por Demi, e uma garota sentada ao lado do garoto roubou a cena a pegar o microfone e responder afirmativamente à pergunta

  • Divulgação

    Anticoncepcional e machismo

    Junior, o irmão de Sandy, resolveu falar sobre prevenção. "Falando sobre métodos anticoncepcionais, sobre tomar a pílula. Hoje em dia existe uma discussão forte sobre machismo. Isso me gera uma pergunta. O anticoncepcional, o comprimido, é uma dose de hormônios que a mulher vai receber diariamente por anos na vida dela. Isso pode trazer consequências? Existe outro método que pode ser aliado à camisinha, que pode ser uma alternativa à mulher? Por que cabe à mulher se encher de hormônios? Isso não é um pouco de machismo?", indagou. "Os métodos mais eficazes são os que utilizam os hormônios. As pílulas de hoje não são as mesmas dos anos 1960. Mas, infelizmente, não existe uma pílula masculina ainda. Fica aí na mão da mulher", respondeu Laura. E Junior disse: "Em relacionamentos mais sólidos, talvez seria interessante buscar outros métodos para aliviar a mulher disso. Eu vi [isso na] minha esposa. Quando ela parou de tomar anticoncepcional, a vida dela melhorou muito".

  • Montagem/Reprodução/TV Globo

    Proposta de um aprendiz

    Um adolescente surpreendeu Laura ao pedi-la em namoro durante o programa. "Sei que você é muito experiente nesse assunto, eu sou um mero aprendiz de 16 anos ainda. Você não gostaria de namorar comigo para me passar um pouco dessas experiências?", perguntou o jovem. Desorientada, a sexóloga comentou: "Meu Deus do céu!", mas acabou dando um fora no rapaz. "Vamos lá... Então, Pedro, eu tenho 46 anos, você tem 16. É uma diferença muito grande e aí cada um precisa ficar em uma praia. Então, é bacana namorar, transar e ter as experiências e os aprendizados com 16, então cada um na sua praia funciona muito mais", pontuou. Leia mais

Mais Listas