Topo

10 momentos do esporte nos anos 90 que poderiam alimentar novela da Globo

Reprodução/TV Globo
Imagem: Reprodução/TV Globo
do UOL

31/01/2019 04h00

A novela "Verão 90" estreou na TV Globo cheia de referências ainda na abertura. A nostalgia deve marcar o folhetim, e o UOL Esporte se propõe a ajudar os autores a inserir referências esportivas na obra. Afinal não faltaram polêmicas, vitórias e casos para alimentarem a trama. Tem até um dos maiores dramas da história esportiva nacional para ser abordado...

E no esporte

  • Morte de Ayrton Senna

    Talvez o maior ídolo do esporte brasileiro nos anos 1990, Ayrton Senna morreu no dia 1º de maio de 1994 de maneira trágica. O acidente fatal na curva Tamburello, em Ímola, parou o país e se tornou um dos grandes acontecimentos do esporte na história brasileira. Difícil não imaginar a idolatria de alguns personagens para com o ex-piloto, que teria 58 anos se estivesse vivo.

  • É, tetra! É, tetra!

    Em contrapartida ao momento triste com a tragédia de Ayrton Senna, o Brasil viveu nos anos 1990 o fim do jejum de quase 30 anos sem uma Copa do Mundo. A seleção brasileira de Romário, Bebeto e Dunga venceu a Itália nos pênaltis e conquistou o tetracampeonato. A Globo pode aproveitar a narração de Galvão Bueno que imortalizou o erro de pênalti de Roberto Baggio.

  • Quer show? Time dos sonhos

    Poucas equipes ditaram tanta tendência na década de 1990 quanto o Dream Team dos Estados Unidos nos Jogos Olímpicos de Barcelona. Em uma das eras mais gloriosas da NBA, Michael Jordan, Magic Johnson, Larry Bird e Charles Barkley levaram o show das quadras americanas para a competição de seleções. Foram vitórias arrasadoras e um ouro que imortalizou nomes anteriormente restringidos a apenas os fãs da liga americana da modalidade.

  • "Vocês vão ter que me engolir"

    Não se tratava de Copa do Mundo. Entretanto, uma das frases mais célebres do futebol brasileiro também envolveu a seleção e virou bordão. Na Copa América de 1997, Zagallo conviveu com críticas e desabafou depois de garantido mais um troféu para o país. "Vocês vão ter que me engolir" é uma frase que pode se encaixar em qualquer contexto em uma novela...

  • Ronaldo passa mal

    Ainda no meio do futebol, um dos maiores mistérios da história da seleção ocorreu no fim da década: em 1998. Afinal, o que aconteceu com Ronaldo horas antes da final da Copa do Mundo da França? O Fenômeno teve uma convulsão no hotel e chegou a ser descartado para a decisão, mas entrou em campo e teve atuação apática na derrota por 3 a 0 para os franceses. Virou assunto durante meses, anos e até hoje você vê uma teoria nova sobre o assunto.

  • Romário, o "suco" da década de 90

    O nome do craque e hoje político já apareceu nas primeiras chamadas da novela. Se há alguém tão anos 1990 no futebol quanto Romário, desconhecemos. O Baixinho decidiu boa parte da Copa do Mundo para o Brasil, envolveu-se em polêmicas, curtiu e marcou gols, muitos gols. O eterno camisa 11 é um "suco" de tudo o que envolve a década retratada na tela da Globo.

  • É ouro

    A década de 1990 serviu para o vôlei se tornar um dos esportes mais popular no Brasil. Lá em 1992, próximo aos acontecimentos da novela, José Roberto Guimarães levou a geração de Carlão, Marcelo Negrão, Tande e Maurício ao ouro na Olimpíada de Barcelona. A partir daí abriu-se a porteira para inúmeras conquistas do esporte coletivo que mais venceu nos últimos 20 anos.

  • Manezinho da Ilha

    O tênis voltou a ganhar as manchetes com força na década de 1990. Após Maria Esther Bueno fazer história lá atrás, Gustavo Kuerten conquistou o país dentro e fora das quadras. Na segunda metade da década, Guga alcançou o auge da carreira ao conquistar Roland Garros e virou moda no Brasil. O estilo tranquilão, cabeludo e good vibes tomou conta dos quatro cantos da nação. É um dos grandes ícones que podem ser retratados.

  • Mulheres campeãs

    Hortência e Paula dominaram o basquete mundial na década. Não satisfeitas de conquistarem ninguém menos do que Fidel Castro com o ouro no Pan-Americano de 1991, a parceria ainda levou o Brasil ao título mundial três anos depois, na Austrália. Referências femininas na década em que as mulheres conquistaram resultados muito expressivos, como o ouro inédito de Jaque Silva e Sandra Pires no vôlei de praia dos Jogos de Atlanta-1996.

  • Cerveja para o macaco

    Não sabemos até que ano a novela abordará, mas o fim da década de 1990 reservou um dos episódios mais bizarros envolvendo o esporte. Depois de já pedir dispensa para a Fiorentina a fim de comemorar o Carnaval, Edmundo fez uma grande festa para o seu filho Júnior no ano de 1999 e terminou acusado de dar cerveja para um macaco. Até o Ibama entrou em ação, indignado. A foto circulou o mundo e pode ser vista até hoje em um meme por aí.

Mais Esporte