Topo
Esporte

Se despedindo da seleção, Di María se emociona ao falar de trajetória pela Argentina

10/07/2024 09h39

Com gols de Julián Álvarez e Lionel Messi, a Argentina venceu o Canadá nesta terça-feira por 2 a 0 e se classificou para a grande final da Copa América. A decisão da competição continental marcará a última partida de Ángel Di María pela seleção argentina. O atacante de 36 anos já havia informado publicamente que o torneio realizado nos Estados Unidos seria o seu último com os hermanos. Ao falar do seu jogo de despedida, o jogador foi às lágrimas e destacou que sempre honrou a camisa da Albiceleste.

"Espero terminar da melhor maneira. Aconteça o que acontecer na final, acho que vou sair pela porta da frente. Fiz de tudo para sair dessa forma. Faço o trabalho que tenho de fazer e tento sempre dar o meu melhor. Dei a minha vida por essa camisa. Houve algumas coisas que não ocorreram bem, mas ultimamente elas foram acontecendo", disse Di María, em lágrimas após o jogo contra o Canadá.


O treinador da Argentina, Lionel Scaloni, disse que tentará convencer o atacante a seguir na seleção. Entretanto, Di María garantiu que a sua decisão está tomada e que este é o momento de parar.

"Não estou preparado para o meu último jogo com a seleção, mas está na hora. Sonhei com isto desta maneira e foi o que consegui, chegar a mais uma final. Os meus companheiros sabem que não há volta, que a minha decisão está tomada. Apoiam a decisão que tomei. Só falta um jogo e é o que eu queria. Eu tinha condições para continuar, mas acho que é o momento perfeito, está decidido. Dei tudo o que tinha para dar", finalizou o jogador.

Di María possui 144 jogos pela seleção argentina, onde marcou 31 gols. O atacante foi campeão da Copa América em 2021, além da Finalíssima e da Copa do Mundo em 2022.

Esporte