Topo
Esporte

"Quando os resultados não aparecem, ninguém é bom", diz Renato Gaúcho após derrota para o Cruzeiro

10/07/2024 21h46

Nesta quarta-feira, pela 16ª rodada do Brasileirão, o Grêmio foi derrotado por 2 a 1 pelo Cruzeiro e, assim, se complicou ainda mais na tabela. Agora, a equipe de Renato Gaúcho é a antepenúltima, com 11 pontos.

O treinador, que confirmou sua permanência mesmo após mais um revés, comentou sobre a partida, e afirmou que o Grêmio teve momentos bons no duelo.

"Sim, continuo. Hoje a gente até começou o jogo bem, até tivemos uma grande oportunidade, mas infelizmente desperdiçamos. Depois, infelizmente, em dois minutos sofremos dois gols. Nossa equipe até estava bem no jogo, mas mudou totalmente o rumo da partida".

"Fiz algumas trocas no intervalo pois perdi dois jogadores por lesão, e depois ainda perdemos o Kanneman com a expulsão. Mesmo assim ainda tivemos duas oportunidades pelo menos para diminuir o placar e tentar sobreviver na partida, mas isso não aconteceu e infelizmente veio mais uma derrota", completou.

Renato Gaúcho ainda deixou claro que sente falta de um centroavante no elenco, já que Diego Costa segue se recuperando de lesão.

"Eu ainda posso extrair muita coisa desse grupo, o problema é que faltam jogadores de área que façam os gols. Infelizmente nós temos jogadores, como Soteldo, que estava em sua seleção, infelizmente perdemos o Diego Costa por lesão, num momento que precisávamos muito dele. No momento que o André estava voltando, ele também se lesionou novamente, então no momento que você precisa vencer as partidas e não tem esse homem de área que sabe fazer gol, fica mais difícil".

"Mas o presidente falou hoje que vão chegar outros jogadores para nos ajudarem, jogadores de área e que sabem fazer gols, e acho que o mais importante neste momento são exatamente esses jogadores. Que no momento que a bola chega próxima da área do adversário a gente possa fazer as jogadas e os gols. Nós estamos criando, mas dificilmente conseguimos fazer os gols, pois não temos esses homens de área que sabem proteger, segurar uma bola, cabecear, enfim. Estamos precisando disso e é esse tipo de jogador que vai chegar", concluiu.

Por fim, afirmou que a pressão e as críticas dos torcedores fazem parte do futebol.

"Infelizmente quando vivemos um momento desse, ninguém é bom, todo mundo é ruim, treinador tem que ir embora, jogador não pode vestir a camisa do Grêmio, tudo é ruim. Até uns dias atrás, nós estávamos vencendo os jogos e estava tudo bem, então não é da noite para o dia. O Grêmio está bem na parte física. Infelizmente os resultados não estão aparecendo, e no futebol quando os resultados não aparecem, ninguém é bom. Faz parte, quem vive no futebol conhece esse tipo de situação".

O Tricolor gaúcho retorna aos gramados neste domingo, contra o Operário, pelo jogo de volta da Copa do Brasil. A bola rola às 11h (de Brasília), na Arena do Grêmio. Já pelo Brasileirão, o time joga contra o São Paulo na próxima quarta-feira. A bola rola às 20h (de Brasília), no MorumBIS.

Esporte