Topo
Esporte

Euro: Inglaterra é salva por herói improvável, bate Holanda e volta à final

do UOL

Do UOL, em São Paulo

10/07/2024 17h55

A Inglaterra contou com um herói improvável, venceu a Holanda por 2 a 1, de virada, nesta quarta-feira (10), e está de volta à final da Eurocopa.

Ollie Watkins foi o herói da noite no Signal Iduna Park, em Dortmund, na Alemanha. O atacante saiu do banco, substituiu Kane no segundo tempo e marcou o gol da classificação inglesa nos minutos finais.

No primeiro tempo, Xavi Simons havia colocado a Holanda na frente. Kane, de pênalti, deixou tudo igual ainda nos 45 minutos iniciais.

A Inglaterra vai encarar a Espanha na final. As duas seleções se enfrentam no próximo domingo (14), às 16h (de Brasília), no Estádio Olímpico de Berlim.

A final de 2024 será a segunda seguida da Inglaterra. Em 2021, os ingleses chegaram à decisão em casa, mas perderam para a Itália, nos pênaltis. A seleção busca um título inédito, já que nunca conquistou a Eurocopa.

Como foi o jogo

O começo de jogo foi frenético: teve golaço e VAR ativo. A Inglaterra começou o jogo pressionando, mas a Holanda foi letal na primeira chegada e abriu o placar com um chutaço de Xavi Simons. A pressão inglesa aumentou logo após o gol holandês e resultou em empate em cobrança de pênalti de Harry Kane — o lance foi marcado depois do VAR acionar o árbitro Felix Zwayer para revisar o lance.

O segundo gol de cada seleção só não saiu por um mesmo motivo: a trave. Melhor no jogo, a Inglaterra seguiu pressionando e pareceu mais próxima da virada no primeiro tempo, porém parou na trave e em corte salvador de Dumfries. Dentro da sua estratégia, a Holanda só levou perigo na etapa inicial por meio da bola parada e foi desta maneira que parou no travessão de Pickford.

Harry Kane comemora gol marcado pela Inglaterra contra a Holanda, na Eurocopa - Friso Gentsch/picture alliance via Getty Images - Friso Gentsch/picture alliance via Getty Images
Harry Kane comemora gol marcado pela Inglaterra contra a Holanda, na Eurocopa
Imagem: Friso Gentsch/picture alliance via Getty Images

A etapa final foi morna, mas teve gol no fim de herói improvável. As duas seleções voltaram mais cautelosas para o segundo tempo. A Holanda começou dominando mais a bola e aparecendo no ataque. Quando tudo parecia encaminhado para a prorrogação, um susto: Saka fez o segundo gol inglês, mas teve o lance anulado por impedimento de Walker na origem da jogada. O tento anulado, no entanto, não fez diferença. Nos acréscimos, um herói improvável apareceu. Watkins, que substituiu Kane, mostrou habilidade e matou o jogo, colocando os ingleses na final.

Lances importantes e gols

Xavi Simons abre o placar com uma pedrada. A primeira chegada da Holanda foi letal. Aos 7 minutos, Xavi Simons desarmou Declan Rice no campo defensivo inglês, avançou e, de fora da área, soltou a bomba de pé direito. A bola morreu no canto direito alto de Pickford, que não alcançou.

Xavi Simons comemora gol marcado pela Holanda contra a Inglaterra, na Eurocopa - Roy Lazet/Soccrates/Getty Images - Roy Lazet/Soccrates/Getty Images
Xavi Simons comemora gol marcado pela Holanda contra a Inglaterra, na Eurocopa
Imagem: Roy Lazet/Soccrates/Getty Images

Kane tenta a primeira. Pouco depois do gol holandês, Harry Kane recebeu a bola na entrada da área e arriscou chute firme no canto direito de Verbruggen, que caiu bem e espalmou.

Kane empata em cobrança de pênalti. Após sobra de bola na área, Kane finalizou e foi atingido por Dumfries com uma solada. O árbitro Felix Zwayer não marcou no campo, mas foi chamado pelo VAR para checar o lance. Ele confirmou a penalidade, e o atacante inglês foi para a cobrança aos 17 minutos. O camisa 9 bateu rasteiro, no canto direito de Verbruggen, que até acertou o lado, mas não chegou.

Salva em cima da linha. Foden recebeu dentro da área e, cara a cara com Verbruggen, tocou por baixo do goleiro. A bola parou em corte de Dumfries, que salvou em cima da linha e evitou a virada inglesa.

No travessão! Após cobrança de escanteio, Dumfries subiu mais alto que a defesa da Inglaterra e cabeceou. A bola bateu no travessão e saiu em tiro de meta.

Toma lá, dá cá. O troco inglês veio na mesma moeda. Foden recebeu pelo lado direito, levou para a perna esquerda e bateu colocado. A bola beijou a trave direita de Verbruggen e saiu.

Pickford faz defesaça na primeira boa chance da etapa final. Após cruzamento, Van Dijk completou de joelho próximo à pequena área, mas Pickford reagiu rápido, caiu no canto esquerdo e espalmou.

Pickford comemora durante jogo entre Inglaterra e Holanda, na Eurocopa - Alex Livesey/Getty Images - Alex Livesey/Getty Images
Pickford comemora durante jogo entre Inglaterra e Holanda, na Eurocopa
Imagem: Alex Livesey/Getty Images

Não valeu. Walker recebeu pela direita e cruzou rasteiro para Saka. O atacante do Arsenal completou para as redes, mas o gol inglês foi anulado por impedimento antes do cruzamento.

Watkins sai do banco e vira herói. Reserva de Harry Kane, o atacante do Aston Villa recebeu passe na área aos 45 minutos, girou sobre a marcação e finalizou cruzado, na bochecha da rede, sem chances para Verbruggen.

Ollie Watkins, da Inglaterra, celebra gol marcado sobre a Holanda em jogo da Eurocopa - Alex Livesey/Getty Images - Alex Livesey/Getty Images
Ollie Watkins, da Inglaterra, celebra gol marcado sobre a Holanda em jogo da Eurocopa
Imagem: Alex Livesey/Getty Images

FICHA TÉCNICA
HOLANDA 1 X 2 INGLATERRA

Data e horário: 10 de julho de 2024, às 16h (de Brasília)
Competição: Semifinal da Eurocopa 2024
Local: Signal Iduna Park, em Dortmund (ALE)
Árbitro: Felix Zwayer (ALE)
Assistentes: Stefan Lupp (ALE) e Marco Achmuller (ALE)
VAR: Bastian Dankert (ALE)
Gols: Xavi Simons (7'/1°T), Kane (17'/1°T), Watkins (45'/2°T)
Cartões amarelos: Dumfries, Van Dijk, Xavi Simons (HOL), Bellingham, Saka, Gallagher (ING)

HOLANDA: Verbruggen; Dumfries (Zirkzee), De Vrij, Van Dijk e Aké; Schouten, Reijnders e Xavi Simons (Brobbey); Gakpo, Malen (Weghorst) e Depay (Veerman). Técnico: Ronald Koeman

INGLATERRA: Pickford; Walker, Stones, Guéhi e Trippier (Shaw); Rice, Mainoo (Konsa) e Bellingham; Saka (Gallagher), Foden (Palmer) e Kane (Watkins). Técnico: Gareth Southgate

Esporte