Topo
Esporte

Colômbia e Uruguai superam 'Brasil europeu' com vários do Brasileirão

Militão, do Brasil, disputa a bola com De La Cruz durante jogo contra o Uruguai pela Copa América - Ethan Miller/Getty Images
Militão, do Brasil, disputa a bola com De La Cruz durante jogo contra o Uruguai pela Copa América Imagem: Ethan Miller/Getty Images
do UOL

Do UOL, em Las Vegas (EUA) e Santos (SP-BRA)

09/07/2024 04h00

Colômbia e Uruguai superaram o Brasil na Copa América com times "menos europeus".

O que aconteceu

O Brasil teve apenas três jogadores do Brasileirão na competição sul-americana: os goleiros Bento e Rafael, e o lateral-esquerdo Guilherme Arana.

Rafael só foi convocado por causa da lesão de Ederson, do Manchester City. Endrick, ex-Palmeiras, já é do Real Madrid.

O técnico Dorival Júnior convocou outros da Série A para os amistosos contra Espanha e Inglaterra, mas os preteriu para a Copa América: Léo Jardim, Ayrton Lucas, Fabricio Bruno, Murilo e Pablo Maia foram chamados anteriormente. André se lesionou.

Nenhum do Campeonato Brasileiro foi titular absoluto da seleção. Arana se alternou com Wendell na lateral esquerda, enquanto Bento e Rafael foram reservas de Alisson.

A Colômbia, que ficou à frente do Brasil, tem cinco do Brasileirão: três titulares (Richard Rios, Arias e James Rodríguez) e dois no banco (Santiago Arias e Rafael Borré).

O Uruguai, que eliminou a seleção, tem seis da Série A: três titulares (Rochet, Viña e De La Cruz) e três reservas: Varella, Arrascaeta e Canobbio.

O "Brasil europeu" decepcionou novamente e acumula fracassos nos últimos anos. A expectativa é de um time diferente, e talvez "mais brasileiro", nas Eliminatórias. O próximo compromisso ocorrerá diante do Equador, em setembro.

Esporte