Topo
Esporte

Veiga no lugar certo e Estêvão em alta: como Palmeiras cresceu após Endrick

do UOL

Do UOL, em São Paulo

25/06/2024 04h00

O Palmeiras chegou a cinco vitórias seguidas na temporada, assumiu a vice-liderança do Brasileirão e soma atuações consistentes. A repórter Carolina Alberti e Leo Suzuki, do Análise Verdão, analisam como a melhora do time de Abel Ferreira está relacionada à saída de Endrick e aos desfalques pela Copa América.

O que aconteceu

Raphael Veiga reassumiu o lado direito do ataque do Palmeiras e retomou a 'fase garçom'. O camisa 23 viu a concorrência pelo setor diminuir após as saídas de Endrick e Luis Guilherme, deu uma assistência na vitória contra o Juventude e tem participado mais das jogadas ofensivas do Alviverde.

Já os desfalques por conta da Copa América "ajudaram" Abel a encontrar a melhor formação para o meio-campo. Sem Richard Ríos (convocado pela seleção colombiana), Zé Rafael se tornou o companheiro de Aníbal Moreno, e Leo Suzuki acredita que essa é a formação ideal para o setor. Já Gabriel Menino ganhou oportunidade pela esquerda após a lesão de Lázaro.

O Palmeiras voltou a produzir ofensivamente e conta com um "estrelado" Estêvão. O jovem de 17 anos — que já está vendido ao Chelsea (ING) — tomou conta da ponta direita e já soma dois gols e duas assistências nos últimos quatro jogos do Brasileirão.

O Palmeiras encara o Fortaleza nesta quarta-feira (26), às 21h30 (de Brasília), pela 12ª rodada do Brasileirão. Na sequência, o time de Abel Ferreira recebe o Corinthians. O jogo será na próxima segunda-feira (1º), às 20h (de Brasília).

Canal do Palmeiras no WhatsApp

Quer saber tudo o que rola com o Palmeiras sem precisar se mexer? Conheça e siga o novo canal do UOL dedicado ao time no WhatsApp.

Esporte