Topo
Esporte

São Paulo: Zubeldía explora grupo, mas sofre para acertar formação ofensiva

do UOL

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

24/06/2024 04h00

Entre testes e mudanças na equipe, o "do 1 ao 11" do São Paulo tem dúvidas na formação do setor ofensivo, e o técnico Zubeldía explora o elenco na busca por soluções.

O que aconteceu

Contra o Vasco, o treinador escalou André Silva ao lado de Carelli. O time teve ainda os meias Rodrigo Nestor e Lucas.

O Tricolor paulista atuou no 4-4-2. Lucas jogou mais centralizado, onde tem tido um melhor desempenho.

Titular com Zubeldía, Luciano não jogou em São Januário. Ele não ficou nem sequer no banco de reservas.

As dúvidas ganham ainda mais um elemento: Rodrigo Nestor. Outro jogador que vem sendo muito utilizado por Zubeldía, o meia teve de sair do jogo de sábado ainda no primeiro tempo, após acusar dores musculares na coxa esquerda — Michel Araújo foi o escolhido para a vaga.

O argentino também fez outro teste com jogadores de diferentes características. Ele tirou o centroavante Calleri e colocou Wellington Rato, que atua mais aberto e tinha sido titular contra o Cuiabá. A alteração, porém, não correspondeu à expectativa.

São decisões minhas, de ninguém mais. As decisões não têm sido boas evidentemente, porque afetaram o time, mas sem dar nomes assumo como responsável e vamos dar tempo a quem merece e faremos autocrítica internamente Zubeldía

O posicionamento de Luciano e Lucas ainda gera debate no São Paulo. Com os dois em campo, o treinador tem optado por Luciano mais pelo meio, e Lucas próximo à ala, onde o camisa 7 tem rendido menos.

Há ainda a questão envolvendo os volantes, que tem reflexo na formação do meio de campo. Zubeldía já admitiu considerar uma posição carente de opções, e o São Paulo analisa Thiago Mendes. A chegada de reforços para a posição pode alterar o desenho do time em campo.

O Tricolor paulista enfrenta desfalques. Além dos convocados para a Copa América, Rafinha e Pablo Maia estão lesionados. Nas alas, por exemplo, Zubeldía colocou Patryck na esquerda — uma das novidades na escalação contra o Vasco.

O técnico não vai ter muito tempo na tentativa de driblar a primeira crise no São Paulo. Ele enfrenta o Criciúma, quinta-feira, no MorumBis, fator que pode ajudar nesta retomada. "Assumo a responsabilidade e trabalharemos a partir de segunda para o jogo de quinta", disse o técnico no último sábado.

Esporte