Topo
Esporte

Brigando por espaço no Santos, Serginho vive "sonho de criança" por defender o time após 14 anos

24/06/2024 21h48

Contratado pelo Santos para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro, o meia Serginho está vivendo um sonho de criança por defender o time. Revelado pelo clube em 2010, o jogador não conseguiu agarrar as oportunidades que teve no início de sua trajetória pelo Peixe e só conseguiu atuar pela equipe 14 anos depois.

Serginho fez parte da mesma geração de Neymar e de Ganso. Ele, inclusive, é amigo do craque do Al-Hilal, da Arábia Saudita.

Porém, o meia sofreu com uma lesão na posterior da coxa quando subiu ao time principal, o que fez o jogador perder espaço com Dorival Júnior, então técnico do Santos. O atleta acabou rodando por diversos times e retornou ao Peixe neste ano, logo após o vice-campeonato no Paulista.

Brigando por espaço na equipe de Fábio Carille, Serginho se diz honrado com a oportunidade de defender o clube da Vila Belmiro e agradece a confiança do atual treinador.

"Jogar aqui sempre foi um sonho de criança. É uma honra muito grande ter feito parte de uma geração tão especial no Santos. Quando surgiu a oportunidade de voltar para a Vila, vestir novamente essas cores, foi uma emoção e aceitei na hora. Estou aqui, brigando pelo meu espaço e em busca de ajudar no que precisarem de mim. Fico feliz que o professor veja toda minha dedicação e que isso vem sendo recompensado", comemorou o jogador.

Anunciado em abril, Serginho já participou de quatro jogos com a camisa do Santos, nenhuma como titular, e entrou no segundo tempo das últimas duas partidas - contra Operário e Goiás.

Com passagens por Oeste, Palmeiras, Paysandu e pelo futebol japonês, o jogador veio do Maringá, onde marcou três gols e distribuiu quatro assistências ao longo de 16 compromissos disputados em 2024.

Serginho está relacionado por Carille para o jogo desta terça-feira, diante do Mirassol, pela 12ª rodada da Série B. Os times se enfrentam a partir das 19h (de Brasília), no Estádio Campos Maia.

O Santos vinha em crise, mas amenizou a pressão com a vitória sobre o Goiás na última quarta-feira e agora ocupa o sexto lugar da tabela, com 18 pontos, três a menos que o líder América-MG. A equipe, portanto, pode voltar ao G4 da Segunda Divisão em caso de vitória em Mirassol.

Esporte