Topo
Esporte

PSG e Mbappé terão de resolver imbróglio na justiça francesa antes de irem à Fifa

23/06/2024 17h26

Mbappé e o Paris Saint-Germain encerraram uma parceria de sete temporadas no meio deste ano. Apesar do longo período do atacante em Paris, o fim da passagem do jogador no PSG foi marcado por imbróglios judiciais, que estão perdurando na justiça. O atleta de 25 anos alega que o clube francês não realizou o pagamento de salários e bônus desde abril. Os valores passariam dos 100 milhões de euros. Entretanto, a briga entre as partes deve ser resolvida primeiro com a justiça francesa, segundo o jornal espanhol Mundo Deportivo.

Como o imbróglio é entre um jogador francês e um clube do mesmo país, a questão deve ser resolvida na justiça local e não pela Fifa, que entra em ação em questões internacionais. Se Mbappé fizer outra denúncia como jogador do Real Madrid, o problema pode ser considerado um conflito internacional entre um jogador que joga na Espanha e um clube francês e assim, a entidade máxima do futebol poderia ser envolvida. Porém, mesmo neste cenário, não seria garantido a entrada da FIFA no caso.

O Paris Saint-Germain alega que Mbappé fez um acordo no ano passado onde o atacante iria abrir mão de 80 milhões de euros se saísse de graça do clube francês, o que de fato aconteceu na saída ao Real Madrid.

Caso a ação fique com a Fifa, a entidade possui um artigo que deixa claro que "aqueles clubes que atrasarem os pagamentos por mais de 30 dias poderão ser sancionados sem que exista, em princípio, uma base contratual que o contemple". Ou seja, caso seja comprovado uma irregularidade cometida pelo PSG, o clube poderia ficar proibido de contratar em um os dois mercados de transferências.

Esporte