Topo
Esporte

Danilo detalha demissão do sub-20 do Corinthians e diz que não deu aval em reforços

Danilo foi demitido do cargo de técnico do sub-20 do Corinthians na última semana - Fabio Giannelli/Agência Estado
Danilo foi demitido do cargo de técnico do sub-20 do Corinthians na última semana Imagem: Fabio Giannelli/Agência Estado

23/06/2024 21h15

O técnico Danilo, que recentemente foi desligado do Corinthians sub-20, revelou alguns bastidores de sua saída do clube. Em entrevista, o comandante afirmou que não deu o aval para nenhuma das 16 contratações para a categoria nesta temporada, como a Gazeta Esportiva antecipou em abril.

Danilo era uma das heranças da gestão anterior, chefiada por Duilio Monteiro Alves. O presidente Augusto Melo prometeu que faria uma reformulação completa na base, mas como Danilo liderou o Corinthians ao título da Copinha em janeiro, permaneceu no cargo em um primeiro momento.

"A gente foi preparando para a Copinha, assim que a nova diretoria ganhou, o boato que tinha é que eles trocariam as comissões de todas as categorias. Antes mesmo de ver o nível do profissional, o que eu não concordo. Se você é bom e faz seu trabalho, não tem o que fazer. A nova diretoria foi com a gente na Copinha, acompanharam de perto. Ganhamos a Copinha. Houve uma reformulação, muita gente subiu para o profissional e tivemos que transitar muitos meninos do sub-17. Já tinha falado para eles que esse ano seria difícil. Três meninos que estavam jogando comigo têm 16 anos (Gui Negão, Luizinho e Denner). Estavam no sub-17 e eu puxei", explicou Danilo em entrevista à TV Bandeirantes.

Logo após a Copinha, o Corinthians sub-20 perdeu alguns atletas para o profissional, contou com a subida de jovens que estavam no sub-17 e viu a diretoria trazer 16 novos jogadores. Danilo afirmou que encontrou dificuldades para gerir tantas peças e, por isso a categoria sub-18 foi criada.

"Em relação às contratações, nenhuma passou por mim. Do grupo que eu tinha, que apresentamos pós-Copinha, mais os do sub-17 que subiram, tínhamos 35 atletas, o que já é muito. E aí mais jogadores chegaram. Quando vi, chegamos a 40 atletas. Aí chamei eles, chamei o Nei, o Valmir (diretores da base). Não dá para a gente trabalhar em competições com esse tanto de atleta e não conseguimos nem avaliar. E optaram por fazer esse sub-18 que está lá hoje", comentou.

Danilo afirmou que, ao ser avisado de seu desligamento, a própria diretoria disse que a situação não estava definida após o título da Copinha. Nas palavras do técnico, quem comunicou sua saída foi Claudinei Alves (Nei), principal diretor das categorias de base.

"Em relação à demissão, quem comunicou foi o Nei. Fomos jogar contra o Cruzeiro, perdemos de 6 a 0, mas é um jogo, um histórico que passamos para eles, que faz parte. Ele disse que isso já era para ter definido pós-Copinha... Mas tipo, como ganhamos a Copinha e tiveram que aguentar a gente lá?", questionou.

Por fim, Danilo revelou que desde que Augusto Melo assumiu a presidência, ele perdeu elo com o profissional, algo que era comum na gestão anterior, com diferentes treinadores. O profissional disse que "não frequentou" o CT do profissional este ano. "Agora não, agora é o Chicão que está lá", comentou.

Danilo deixou o Corinthians em situação delicada, na 18ª posição do Campeonato Brasileiro sub-20. Pelo comando do Timão, além do título da Copinha deste ano, o comandante chegou ao vice-campeonato do Brasileirão e do Paulistão, ambos em 2022.

Esporte