Topo
Esporte

Abel exalta jogo coletivo do Palmeiras, valoriza retorno de Dudu e diz: "Vai ter que dar a vida"

23/06/2024 22h12

O Palmeiras venceu o Juventude por 3 a 1 neste domingo em duelo da 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Allianz Parque. Flaco López, Estêvão e Mayke anotaram os gols do quinto triunfo palmeirense consecutivo na competição. O técnico Abel Ferreira exaltou a insistência da equipe para marcar os gols e valorizou o retorno de Dudu ao time depois de dez meses.

"É importantíssimo o Dudu ter entrado hoje, perder o medo. Sempre que for possível vamos dar sequência para que ele jogue 15 ou 20 minutos para que consiga voltar a forma dele. Mas não posso deixar de dizer que o Dudu vai entrar com o comboio em andamento. Agora, ele vai ter que dar a vida e apanhar o comboio. Sempre que pudermos, vamos ajudá-lo, ninguém tem privilégios aqui. Dou privilégios a todos. Estamos, acima de tudo, conscientes do trabalho de forma coletiva, como foi hoje e conto com todos. Precisamos de todos os jogadores e eles sabem que para mantermos esse espírito essa responsabilidade é deles", disse.

Dudu retornou aos gramados depois de dez meses de recuperação de cirurgia no joelho direito. O camisa 7 entrou aos 32 minutos do segundo tempo na vaga de Flaco López. Mesmo após a polêmica envolvendo sua quase saída para o Cruzeiro, o ídolo palmeirense foi ovacionado pela torcida aos gritos de "Dudu, guerreiro".

O jogo foi decidido no segundo tempo, quando saíram todos os quatro gols do jogo. O Palmeiras abriu o placar com Flaco López e Erick Farias fez para o Juventude. O Verdão buscou a vitória e marcou o segundo e terceiro gols com Estêvão e Mayke, respectivamente. Na primeira etapa, a equipe encontrou dificuldades e esbarrou na "cera" feita por jogadores do adversário.

"Acho que os jogadores do Palmeiras querem jogar e serem melhores. Pelo menos peço a eles que não façam esse tipo de antijogo. Não vou colocar isso em causa, é uma gestão de tempo que o árbitro tem que fazer. O árbitro que tem que parar o jogo, não nós. Não estou habituado ao árbitro deixar jogar, mas o critério foi igual o jogo todo. Particularmente gostei. Acho que deu a compensação que tinha que dar no primeiro tempo pelo tempo perdido. Foi um jogo semelhante aos últimos quatro", disse.

'"Acho que a equipe entrou bem, sabe o que produziram no primeiro tempo. Infelizmente não conseguimos fazer o jogo. Falei para eles que é um jogo que chamo "jogo de martelo", tentar até conseguir, foi preciso fazer 28 finalizações para fazer três gols. Acho que foi uma vitória justa de uma equipe que sabe o que fazer dentro de campo. Não vamos ganhar sempre, mas é uma atitude que nossos jogadores mostram sempre. Os torcedores ficaram chateados quando os jogadores ficaram passando tempo. Precisávamos ter uma posse de bola intencional e às vezes era preciso fazer alguma pausa. Fizemos uma boa dupla, nós dentro de campo e os torcedores apoiando", seguiu.

Mais uma fez, o Palmeiras teve um bom volume ofensivo. Abel citou o número de finalizações da equipe nos últimos jogos e agradeceu o apoio da torcida, principalmente, após o gol do empate.

"Temos média de mais de vinte finalizações e temos que mostrar em nossa casa, com nosso público e agradecer a eles pelo apoio. Eles apoiam por fora e nós por dentro. Estávamos ganhando 1 a 0 e sofremos um gol bobo e eles continuaram nos apoiando, isso nos dá força. Foi um jogo em que fomos melhores, mostramos nossa força. Mais uma vez com um adversário com mais um dia do que o Palmeiras e isso faz muita diferença no rendimento físico dos jogadores. Hoje tive que trocar um em cada setor. Tem que ser assim, não há outra forma. Foi um jogo bem conseguido. Todos jogos trazem dificuldades, e hoje mostramos nossa força enquanto equipe e isso é o mais importante", finalizou.

Com esse resultado, o Palmeiras assumiu a vice-liderança do Brasileirão, com 23 pontos conquistados. Agora, fica atrás apenas do Flamengo, que bateu o Fluminense, por 1 a 0, nesta rodada, e garantiu a ponta da tabela, com 24 pontos. O Verdão enfrenta o Fortaleza, na Arena Castelão, em Fortaleza (CE), na próxima quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), pela 12ª rodada do Brasileirão.

Esporte