Topo
Esporte

Santos acelera busca por reforços, mas age com cautela após 'erro' de Carille

Fábio Carille, técnico do Santos, admitiu que cometeu um erro grave no planejamento da Série B - Abner Dourado/AGIF
Fábio Carille, técnico do Santos, admitiu que cometeu um erro grave no planejamento da Série B Imagem: Abner Dourado/AGIF

21/06/2024 05h00

Após a sequência de derrotas na Série B, a diretoria do Santos tomou ciência de algumas carências no elenco e busca reforços para encorpar o time no segundo semestre desta temporada. O clube, porém, age com cautela no mercado e evita repetir o "erro" de Fábio Carille.

Após a vitória sobre o Goiás, na Vila Belmiro, o treinador admitiu que cometeu um 'erro grave' de planejamento para a Série B. O comandante disse que deveria ter "insistido mais" em certas situações, dando indício que ele se arrependeu de não pedir mais reforços antes do começo da competição.

Ele afirmou que prefere trabalhar com um elenco inchado, com mais opções, do que sofrer com a falta de alternativas.

O "desabafo" de Carille está muito ligado às dificuldades que o Santos teve no ataque no período de ausência de Julio Furch, Guilherme e Pedrinho, que se lesionaram após o começo da Série B.

Sem o trio, o técnico precisou recorrer a Weslley Patati, Willian Bigode, Morelos e até Hayner improvisado. Contudo, nenhum deles convenceu. Por isso, o treinador opta por rechear o plantel de mais jogadores, tomando cuidado para não repetir os mesmos erros que levaram o clube à crise e quase ocasionaram na demissão do treinador, que ganhou sobrevida com a vitória sobre o Goiás.

O técnico entende que teve poucas opções para repor os desfalques e que o clube não aproveitou a janela de exceção após o Paulistão, quando contratou apenas Escobar, Serginho e Patrick. Dos três, os últimos dois não engrenaram e fizeram com que a diretoria tomasse cuidado para não cometer equívocos.

"Tive um erro muito grave, sei onde errei e preciso corrigir isso. Na virada do Paulista eu errei, mas a gente aprende. Tinha que ser mais persistente, insistir mais em algumas coisas. E não fiz. Agora daqui alguns dias vai abrir a janela, e não podemos errar", analisou Carille.

O técnico deve ganhar reforços na próxima janela de transferências, que reabre dia 10 de julho. Além de um atacante de referência, o clube busca goleiro, zagueiro e um ponta de velocidade.

O próximo compromisso do Santos está marcado para a próxima terça-feira (25). O time enfrenta o Mirassol, a partir das 19h (de Brasília), no Estádio Municipal José Maria de Campos Maia, pela 12ª rodada da Série B.

Esporte