Topo
Esporte

Repórter da Band fala em ataque à honra após polêmica de Ronaldo Giovaneli

do UOL

Do UOL, em São Paulo

21/06/2024 19h46

O repórter Paulo do Valle, da Rádio Bandeirantes, criticou a postura polêmica de Ronaldo Giovaneli durante a transmissão de Corinthians x São Paulo, no último domingo (16).

O que aconteceu

Paulo do Valle estava na transmissão em que aconteceu a polêmica envolvendo o ex-goleiro. Durante o pré-jogo, Ronaldo criticou a bancada, que falava sobre as dívidas do Corinthians. Ele se manifestou logo após o repórter Pedro Ramiro falar sobre as principais informações do Timão.

Paulo, que atuou cobrindo o São Paulo no jogo, condenou o 'ataque' de Ronaldo. Segundo ele, em entrevista ao "Deu Zebra Cast", o ex-goleiro "atacou o trabalho, a honra e a integridade".

O repórter também destacou como um ídolo do Corinthians, como é Ronaldo, pode influenciar na atitude dos torcedores com os jornalistas.

Ele não vê o acontecido como uma brincadeira. Paulo, no entanto, disse não saber se o 'ataque' foi proposital ou apenas coisa do momento.

Cada coisa tem sua hora, tem seu momento de acontecer. Eu não vi como uma brincadeira e continuo não vendo. Aquilo ali não foi brincadeira, foi um ataque ao nosso trabalho, à nossa honra e nossa integridade. Eu senti que passou do ponto, fico chateado. Foram dias que eu fiquei bem chateado. Ele tentou jogar o torcedor contra o Ramiro, que estava ali no estádio, vulnerável. O cara [torcedor] podia comprar a ideia de que o Ramiro está querendo fazer crise no Corinthians.

É complicado quando você estimula o torcedor a ir contra a informação. Me senti na obrigação de defender o Ramiro. O que me surpreendeu foi ele voltar a falar depois e me colocar no meio.

A gente não está lá brincando, estamos trabalhando. Aquilo soou como um ataque ao nosso trabalho. Depois, falar que é resenha... Quem ouviu, vai ver que não. Eu entendo o personagem, dá para fazer algo estilo Jogo Aberto no rádio, mas essa fala não caberia. Não existiu brincadeira, foi [ofensivo]. Não sei [se teve a intenção]. Paulo do Valle

Polêmica em transmissão

Ainda antes de a bola rolar, Ronaldo criticou a bancada por falar apenas das dívidas do Corinthians. Segundo o ex-jogador, os repórteres presentes na transmissão deveriam falar também sobre as questões financeiras do Tricolor.

E vem cá, não vai falar nada que o São Paulo deve para o Rogério Ceni, para o Dorival? Só vai falar mal do Corinthians, é? É isso? [...] Fala das dívidas... É só o Corinthians? Fala aí! [...] A chamada aqui hoje foi falando da dívida do Corinthians. Do São Paulo, foi falando do time. Tem que ser igual. Eu penso assim. O certo é fazer uma abertura igual. Tem que falar das dívidas dos dois clubes. A abertura aqui já é diferente para cima do Corinthians. Ronaldo Giovaneli, à Rádio Bandeirantes

O comentarista Claudio Zaidan respondeu ao ex-goleiro: "O repórter trouxe a informação que ele acha relevante. É obrigação dele, e fez muito bem o trabalho dele. Tem que trazer as coisas boas e as ruins. O repórter que cobre o Corinthians não tem que falar do São Paulo".

O debate seguiu após a partida, e Ronaldo afirmou que "fico à disposição da diretoria" da Bandeirantes. O ex-jogador explicou que se sentiu desconfortável e que "achei que ia fazer o jogo".

Só me desculpa pela intensidade no começo do jogo, porque fala-se do Corinthians, do lado ruim, só que tem que falar do São Paulo também. Se você quer colocar no começo de uma jornada que o Corinthians deve, acho que o máximo que você tem que fazer é colocar que o outro lado também está devendo. Parece que só o Corinthians deve. Ronaldo Giovaneli

Eu me senti desconfortável para fazer o jogo. Achei que ia fazer o jogo. Eu fico à disposição da diretoria. [...] Eu estou aqui como torcedor também. Eu tenho uma análise de que eu faço dentro de campo.. a minha visão é outra de futebol.

Ricardo Capriotti, coordenador de esportes da Band, destacou a "obrigação de levar todas as informações para o nosso ouvinte". Ele, porém, deixou Ronaldo livre para emitir suas opiniões.

Nós temos a obrigação de levar todas as informações para o nosso ouvinte, e a reportagem da Bandeirantes prima por isso diariamente. Aqui a gente noticia tudo, é que nesta semana o noticiário do Corinthians tem sido muito mais fora de campo do que dentro dele. [...] Nós vamos agir como jornalistas. A gente tem essa missão. Você [Ronaldo], como torcedor, pode emitir a sua opinião. Tem o direito de não gostar. Nós temos o direito de colocar o que achamos que é o correto. Ricardo Capriotti, à Rádio Bandeirantes

Já o repórter Paulo do Valle criticou Giovaneli: "Você atacou a nossa integridade no ar, Ronaldo". O ex-jogador rebateu e pouco depois se despediu da transmissão.

Procurado pelo UOL, Ronaldo afirmou que está "tudo resolvido" e que "faz parte da transmissão".

Pedro Ramiro, repórter que foi criticado por Ronaldo, se manifestou nas redes sociais ao longo da semana.

Sou jornalista. É meu dever apurar e informar. Faço isso, muitas vezes, 12h/13h por dia. E ralo muito pra isso. No pré-jogo, antes dos temas político e policial, já havia informado tudo o que envolvia o futebol dentro de campo. E se precisasse, também iniciaria a transmissão com o assunto político. Como meu colega setorista do São Paulo sempre fez. Enquanto jornalista - e não torcedor - informo o que é importante ao clube. Está tudo bem você não gostar. Está tudo bem me criticar. O que te adianto é: não vou abandonar o compromisso com a informação/verdade! Pedro Ramiro, nas redes sociais

Esporte