Topo
Esporte

Abel cobra eficiência no ataque do Palmeiras, mas compreende: "Sei que não querem falhar"

21/06/2024 07h00

O Palmeiras venceu o Red Bull Bragantino na noite da última quinta-feira por 2 a 1, no Allianz Parque, em duelo válido pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar da vitória, o técnico Abel Ferreira elogiou o desempenho e volume ofensivo do Verdão no jogo, mas cobrou eficácia maior do ataque palmeirense.

"O Palmeiras entrou muito forte no jogo, belíssima primeira parte, grande nível, pena não podermos traduzir nosso volume. A eficácia é fundamental no futebol. O adversário do outro lado bem treinado, fresco e leve. Nossa intenção era entrar forte para não deixar que o jogo fosse para um nível mais físico. Não foi um jogo picotado. Foi um jogo em que as duas equipes procuraram olhar para o gol do adversário", disse.

"Deveríamos ter chegado ao intervalo com o jogo resolvido. O futebol é assim, mas o adversário arriscou mais no segundo tempo, colocou um segundo centroavante. Sofremos o gol, futebol é assim mesmo. Estava frustrado porque tanto volume temos que traduzir em gols. O Palmeiras ganhou, parabéns e não podemos esquecer que o Bragantino é uma equipe que tem ambição de lutar pelo título como foi no ano passado", seguiu.

O Palmeiras abriu o placar aos 20 minutos do primeiro tempo com um gol de dentro da área de Raphael Veiga. O Verdão desprdiçou outras chances de levar o jogo para o intervalo com uma vantagem maior. Um lance memorável foi uma boa jogada de Estêvão que deixou a defesa do Bragantino para trás, mas na conclusão, parou em boa defesa de Cleiton, evitando o que seria um golaço da joia.

"O volume foi muito grande, jogadas belíssimas. Aquela do Estêvão, seria selada se a bola entrasse. Tivemos momentos de pressão, Rony de cabeça. O Veiga fez o gol, mas perdeu chances. Sei que eles não querem falhar. Poderíamos chegar ao final com 1 a 1 ou 2 a 2 e iríamos lamentar por não traduzir o volume ofensivo. Os protagonistas são os jogadores. Hoje conseguimos encontrar as rotas quer em bolas paradas, em transições, ações individuais, jogadas combinadas. O Menino entrou muito bem, deu-nos consistência e qualidade. Chegou mais na área. Fiquei contente pela intensidade, pela dinâmica. Mas devíamos ter resolvido na primeira parte para controlar na segundo, mas foi gastar mais energia, finalizou Abel.

No segundo tempo, o Red Bull Bragantino empatou com Matheus Fernandes. Contudo, Rony acabou com a empolgação do Massa Bruta minutos depois ao fazer o gol que decretou a vitória palmeirense. Com mais três pontos, o Verdão subiu para terceiro lugar na tabela, com 20 pontos, apenas um atrás do líder Flamengo.

Tentando melhorar o desempenho ofensivo, o Palmeiras volta a campo neste domingo para enfrentar o Juventude pela 11ª rodada do Brasileirão. A bola rola às 18h30 (de Brasília), no Allianz Parque.

Esporte