Topo
Esporte

Sem brilho, Fortaleza aproveita pênalti e expulsão para vencer Grêmio

do UOL

Colaboração para o UOL, em Bragança Paulista

19/06/2024 22h04

Depois de começar mal o jogo, o Fortaleza se aproveitou de cinco minutos de descontrole do Grêmio para vencer o adversário por 1 a 0, em duelo na Arena Castelão, nesta quarta-feira (19), válido pela 10ª rodada do Brasileirão.

O que aconteceu

Lucero abriu o placar para o Fortaleza, de pênalti, no fim do primeiro tempo. A penalidade acabou sendo um castigo ao Grêmio, que foi melhor durante boa parte dos 45 minutos iniciais. Além disso, os gaúchos perderam Pepê, expulso minutos depois do gol dos anfitriões.

Com um homem a mais, o Fortaleza criou muitas chances no segundo tempo, mas não conseguiu aumentar o placar. Jogando no ataque boa parte do tempo, os donos da casa ainda sofreram no fim para manter a vitória.

O Fortaleza soma agora 13 pontos, e é o 11º colocado. O time cearense tem nove jogos no Brasileirão.

Com seis pontos, o Grêmio caiu uma posição e agora é o 18º, ainda na zona de rebaixamento. O tricolor gaúcho soma apenas seis pontos em oito jogos e pode terminar a rodada na lanterna, dependendo dos resultados de Fluminense e Vitória.

A equipe do Fortaleza volta a campo no próximo domingo (23), quando encara o Atlético-MG. O jogo, na Arena MRV, é às 18h30 (de Brasília).

Já o Grêmio tem Gre-Nal pela frente. Os arquirrivais se enfrentam no próximo sábado (22), às 17h30 (de Brasília), no Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

Grêmio é melhor no primeiro tempo, mas perde o controle em cinco minutos

Mesmo fora de casa, os gremistas foram mais organizados na maior parte do primeiro tempo. Neste período, eles dominaram a posse de bola e criaram as melhores chances. Rodrigo Ely, aos 11' quase marcou de cabeça, mas João Ricardo salvou. Aos 28', Du Queiroz teve boa oportunidade, mas errou o alvo.

Na reta final, um pênalti e uma expulsão deram boa vantagem ao Fortaleza. Aos 35 minutos, Tinga tentou um gol de bicicleta; a bola desviou em Rodrigo Ely e foi para escanteio. Após cinco minutos de revisão, o árbitro marcou pênalti, que Lucero converteu. Dois minutos depois, Pepê chegou mais forte em Martínez e recebeu cartão vermelho direto.

Fortaleza aperta por mais e administra vitória

Com um homem a mais, o Fortaleza teve paciência para buscar as melhores chances, mas não foi eficiente. A primeira delas veio logo aos 4 minutos, quando Pochettino recebeu na área e tocou na saída de Marchesín. A defesa afastou, mas Martínez chegou cabeceando e acertou o travessão.

Lucero e Breno Lopes erraram o alvo por pouco. Aos 7', Lucero aproveitou sobra de cruzamento e bateu de primeira; a bola passou perto do gol. Mais perto ainda, ela passou aos 20', quando Breno Lopes fez boa jogada individual e bateu forte, para fora.

Na reta final do jogo, os donos da casa continuaram em cima, mas não conseguiram mexer no placar. Ao menos, a estratégia de buscar aumentar a vantagem serviu para evitar a pressão do Grêmio e administrar a vantagem mínima.

Nos acréscimos, o Grêmio assustou e poderia ter empatado. Aos 48 minutos, Rodrigo Ely chutou rasteiro e acertou a trave. No rebote, a defesa do Fortaleza afastou como pôde.

No último minuto, o árbitro marcou pênalti para o Fortaleza após Machuca ser derrubado na área. O lance foi revisado e a penalidade foi anulada

FICHA TÉCNICA
Fortaleza 1 x 0 Grêmio

Competição: Campeonato Brasileiro - 10ª rodada
Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data e horário: 19 de junho de 2024 (quarta-feira), às 20h (de Brasília)
Árbitro: João Vítor Gobi
Cartões amarelos: Pedro Augusto, Calebe e Lucero (FOR); Rodrigo Ely, Edenílson, Reinaldo e Marchesín (GRE)
Cartão vermelho: Pepê (GRE)

Gol: Lucero, aos 41 minutos do primeiro tempo.

Fortaleza: João Ricardo, Tinga, Tómas Cardona, Titi e Felipe Jonatan; Pedro Augusto (Lucas Sasha), Hércules (Zé Welison), Martínez (Calebe) e Pochettino (Yago Pikachu); Breno Lopes (Machuca) e Lucero. Técnico: Juan Pablo Vojvoda

Grêmio: Marchesín, João Pedro (Cristaldo), Rodrigo Ely, Gustavo Martins e Reinaldo; Dodi (Nathan), Pepê, Du Queiroz (Felipe Carballo); Pavón (Edenílson), Gustavo Nunes e JP Galvão (Nathan Fernandes). Técnico: Renato Portaluppi.

Esporte