Topo
Esporte

Pai de piloto defende campeonato e vê morte em Interlagos como 'fatalidade'

do UOL

Do UOL, em São Paulo

19/06/2024 04h00

Maurício Laranjeira, pai de Enzo Laranjeira, piloto que participou do mesmo treino livre em que ocorreu o acidente que matou Lorenzo Somaschini em Interlagos, vê a morte do garoto de 9 anos como uma "fatalidade". Eles estavam na pista na última sexta-feira (14) pela Honda Júnior Cup, categoria do SuperBike Brasil.

O que aconteceu

Maurício vê o campeonato seguro. Ele, que também corre em provas de motovelocidade, disse confiar na organização e nos serviços médicos oferecidos.

Segundo ele, o acidente "poderia ter acontecido em qualquer outro lugar ou situação". Lorenzo Somaschini sofreu o acidente na sexta e morreu na segunda-feira (17).

A única coisa que tenho a dizer é que jamais deixaria meu filho correr em um campeonato no qual eu não confiasse, no mínimo, 1000% na organização, segurança e serviço médico, e esse é o caso no SuperBike Maurício Laranjeira, ao UOL

O que aconteceu foi uma fatalidade, que poderia ter acontecido em qualquer outro lugar ou situação

Interlagos, confederação e SuperBike: o que dizem

Procurada pelo UOL, a administração do Autódromo de Interlagos afirmou que a pista tem homologação da Confederação Brasileira de Motovelocidade (CBM) para receber provas nacionais da modalidade.

Já a Confederação Brasileira de Motovelocidade informou que o SuperBike Brasil não homologado pelo órgão e diz não ter vínculo com a competição.

O SuperBike Brasil é um campeonato da APM (Associação dos Pilotos da Motovelocidade). Ambos foram criados pelo empresário Bruno Corano. O evento é um dos principais de motovelocidade no Brasil.

Em nota, o SuperBike Brasil disse que "está prestando total assistência à família" e lamentou a morte de Lorenzo.

Veja as notas enviadas ao UOL

Administração do autódromo de Interlagos

"A administração do Autódromo de Interlagos lamenta profundamente a perda do jovem piloto argentino Lorenzo Somaschini, de 9 anos, em decorrência de um acidente no primeiro treino livre da Jr Cup, da 4ª etapa do SuperBike Brasil. O evento tem a supervisão da Associação dos Pilotos de Motovelocidade.

A gestão do autódromo informa que realiza a cessão onerosa da pista para eventos mediante a exigência de dispositivos de segurança rigorosos, conforme acordo com o Ministério Público. O local também possui homologação nacional da Confederação Brasileira de Motociclismo para provas de motovelocidade.

A administração reitera que segue à disposição para contribuir para apuração das circunstâncias do acidente."

Confederação Brasileira de Motovelocidade

"A Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), através de seu Presidente, vem, por meio deste expressar seu mais profundo pesar pelo falecimento do jovem piloto argentino, Lorenzo Somaschini.

A CBM gostaria de esclarecer que a competição SuperBike Brasil, na qual o acidente ocorreu, não é homologada por esta entidade, conforme nota oficial amplamente divulgada, no dia 27 de março de 2024 (AQUI), e enviada através de ofício aos autódromos e entidades relacionadas. A CBM não possui vínculos com a organização do evento em questão.

Neste momento de dor, estendemos nossas sinceras condolências à família, amigos e a todos que compartilharam da trajetória de Lorenzo. Que possam encontrar conforto e força para superar esta perda inestimável."

SuperBike Brasil

"O SuperBike Brasil comunica, com muita tristeza e pesar, o falecimento do piloto Lorenzo Somaschini nesta segunda-feira (17/6), às 19h43. O argentino, natural de Rosário, estava internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP), sob cuidados médicos intensivos e, infelizmente, não resistiu.

A organização do SuperBike Brasil está prestando total assistência à família do piloto desde sexta-feira (14/6), quando o argentino teve uma queda durante o primeiro treino livre da Jr Cup, válido pela 4ª etapa do SuperBike Brasil, no Autódromo de Interlagos. Logo que caiu na saída do Pinheirinho, o piloto foi prontamente atendido no local pela equipe médica em ambulância UTI. Na sequência, foi encaminhado para a sala de emergência do autódromo, onde houve a estabilização do seu quadro clínico. Após esse procedimento, foi realizada a remoção médica, em unidade de suporte avançada (UTI móvel) para o Hospital Geral da Pedreira, onde permaneceu até a madrugada de sábado (15/6), seguindo todos os protocolos médicos até ser feita a transferência para o Hospital Albert Einstein.

Todos da equipe do SuperBike Brasil estão consternados com o acontecimento e manifestam sinceros sentimentos a todos familiares e amigos de Lorenzo."

Morte de Lorenzo Somaschini

Lorenzo Somaschini, argentino de nove anos, se acidentou durante um treino livre da Honda Junior Cup na última sexta-feira (14). A categoria é destinada a pilotos entre 8 e 16 anos, com motocicletas de 160 cilindradas.

Ele sofreu uma forte pancada na cabeça, segundo mostrou o jornal argentino Clarín. Lorenzo foi socorrido na pista e levado até o Hospital Geral da Pedreira. No sábado (15), foi transferido para o Hospital Albert Einstein em estado grave e morreu na noite da última segunda-feira (17).

No dia do acidente, Lorenzo publicou nas redes que estava "realizando um sonho" ao treinar em Interlagos.

A morte de Lorenzo foi a sétima mais recente envolvendo pilotos de motovelocidade na pista de Interlagos.

Esporte