Topo
Esporte

São Paulo: Zubeldía bate nova marca, mas sofre com encaixe pré-clássico

do UOL

Do UOL, em São Paulo

14/06/2024 04h00

Luis Zubeldía ampliou sua sequência de invencibilidade no empate sem gols contra o Inter e bateu nova marca no comando do São Paulo, mas se vê diante de um problema cada vez mais manifesto antes do clássico com o Corinthians, marcado para o domingo (16), na Neo Química Arena, pelo Campeonato Brasileiro.

Copo meio cheio...

O Tricolor alcançou a marca de cinco jogos sem ser vazado depois de três anos. O último gol sofrido pela equipe ocorreu há mais de um mês, diante do Fluminense, quando Igor Vinícius acabou marcando contra as próprias redes no MorumBis.

Em abril de 2021, o clube ficou intacto nos duelos contra Palmeiras, Sporting Cristal, Santo André, Ituano e Rentistas — os embates foram válidos pelo Campeonato Paulista e pela Libertadores, e o time era comandado por Hernán Crespo.

Curiosamente, a partida que furou a defesa na temporada em questão ocorreu diante do Corinthians, próximo oponente de Zubeldía no atual São Paulo. Naquela época, os rivais empataram por 2 a 2 em Itaquera, palco do clássico do fim de semana.

A nova marca atingida contra o Inter também ampliou a invencibilidade do argentino: agora, são 11 duelos no comando do clube paulista, com oito vitórias e três empates.

O que mais me chamou a atenção é que o Inter não teve oportunidade de gol. Isso, contra um time que está entre os melhores do Brasileirão, é algo muito importante. [...] Para nós, chegar aqui e competir bem nos dá tranquilidade. A equipe não só depende de jogar bem com a bola, mas também de fazer bom planejamento tático Luis Zubeldía

Zaga do São Paulo vem mostrando segurança nos últimos jogos de Zubeldía - Marcello Zambrana/AGIF - Marcello Zambrana/AGIF
Zaga do São Paulo vem mostrando segurança nos últimos jogos de Zubeldía
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

... ou copo meio vazio?

Enquanto a defesa funciona, Zubeldía vive um impasse no encaixe de Lucas no setor ofensivo de seu time, que contou com dois retornos pesados nos últimos dias.

O técnico vinha utilizando Lucas na direita, mas o craque não rendeu o esperado tanto contra o Talleres quanto contra os gaúchos — quando protagonizou jogadas pelo meio, o camisa 7 causou perigo aos adversários nas duas oportunidades. Enquanto isso, Luciano, bastante elogiado pelo comandante, ocupou o setor central.

Já Nestor voltou a atuar após grave lesão no joelho e retomou a titularidade na ponta esquerda. O camisa 11 é considerado dono da posição e, cumprindo uma função tática importante, voltou a ser um pilar do elenco.

Wellington Rato é outro nome disponível. Também recuperado de contusão, o jogador, que atua pela ponta direita, não chegou a ser acionado contra o Inter, mas virou uma sombra e pode retornar aos 11 iniciais do Tricolor na sequência da temporada.

Lucas tenta se desvencilhar de Renê em Inter x São Paulo, duelo do Campeonato Brasileiro - Leonardo Hubbe/AGIF - Leonardo Hubbe/AGIF
Lucas tenta se desvencilhar de Renê em Inter x São Paulo, duelo do Campeonato Brasileiro
Imagem: Leonardo Hubbe/AGIF

Para o duelo diante do Corinthians, todos os atletas citados estão à disposição. Com quatro nomes para três vagas, o argentino enfatizou que, independentemente de quem entrar em campo, quer manter o São Paulo criando "oportunidades de gol" — o momento de turbulência do rival, aliás, foi minimizado pelo treinador.

Clássicos não dependem de como cada time vem: o Corinthians tem bons jogadores e vai tratar de usar sua força como mandante. Já nós temos que seguir o caminho de ser uma equipe séria, que tenha suas oportunidades de gol e que cuida das diferentes situações do jogo. O caminho é esse Luis Zubeldía

Esporte