Topo
Esporte

Sub-20 do Palmeiras participa de palestra sobre manipulação de resultados; veja detalhes

12/06/2024 18h53

Nesta quarta-feira, os jogadores e membros da comissão técnica do sub-20 do Palmeiras estiveram presentes em uma palestra que debateu sobre manipulação de resultados e responsabilização dos infratores organizada pela Federação Paulista de Futebol (FPF). O evento foi realizado na sede da entidade.

A reunião foi solicitada pelo Palestra, que considera fundamental a conscientização dos atletas sobre o tema. O assunto, inclusive, tem estado em alta no mundo do futebol desde as declarações de John Textor. O dono da SAF do Botafogo indicou que o Palmeiras era um dos times que vinha sendo beneficiado pela manipulação de jogos há pelo menos duas temporadas.

A palestra foi ministrada por Renato Renatino, Gerente Jurídico da FPF, e Mariana Chamelette, Procuradora do TJD/SP (Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo). O evento foi acompanhado pela equipe completa de assistentes sociais do Alviverde.

"O objetivo foi trazer conhecimento para os atletas em relação à manipulação de resultados. Não só sobre apostas esportivas, mas todos os tipos de manipulações que podem ser enquadradas como crime. Nosso intuito é proporcionar condições para que os jogadores possam tomar melhores decisões e não prejudiquem suas carreiras. A prioridade do clube é oferecer instrumentos para a formação de nossos atletas dentro e fora de campo", destacou Fernando Truyts, assistente social do Alviverde.

Em novembro de 2023, cerca de 70 jogadores do sub-15, sub-16 e sub-17 do Palmeiras também participaram de palestra a respeito da manipulação de resultados.

A presidente Leila Pereira, inclusive, prestou depoimento à CPI da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas na última semana. A mandatária palmeirense compareceu ao Senado, em Brasília, e não só cobrou John Textor por provas sobre supostas manipulações, como também defendeu uma punição para os envolvidos com apostas.

"É com essas denúncias irresponsáveis, criminosas, que ele afeta toda credibilidade do produto que é o futebol brasileiro. As penas precisam ser duras e eficazes para que quando se pense em fazer algo, lembre de quem foi punido. É uma forma de educar. Sou a favor do banimento. Sem punição você não chega a lugar nenhum", afirmou a mandatária na ocasião.

As recentes declarações de Leila Pereira, somadas às palestras que o clube tem levado às categorias de base, mostram todo o cuidado que o Palmeiras tem tomado para debater o tema.

Esporte