PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Conheça o novo homem mais rápido do mundo

01/08/2021 11h51

TÓQUIO, 1 AGO (ANSA) - Pela primeira vez na história, o homem mais rápido do mundo é italiano. Marcell Jacobs, 26 anos de idade, completou os 100m rasos em 9s80 e conquistou um ouro inédito para o time azzurro na prova mais nobre e veloz do atletismo.   


O italiano superou o americano Fred Kerley (9s84) e o canadense Andre de Grasse (9s89), estabelecendo ainda os novos recordes nacional e europeu da modalidade.   


Quem viu as eliminatórias dos 100m em Tóquio não se surpreendeu com Jacobs, que sempre avançou entre os primeiros colocados, mas, de certa forma, sua conquista não deixa de ser inesperada.   


O mais badalado velocista italiano dos últimos anos sempre foi Filippo Tortu, quatro anos mais jovem que Jacobs e que detinha o recorde nacional até pouco tempo atrás.   


No entanto, já na etapa de Monte Carlo da Diamond League, em 9 de julho, Jacobs terminou os 100m em terceiro, enquanto Tortu foi apenas o sétimo, mostrando que a aguardada medalha olímpica para a Itália poderia chegar com outras pernas.   


Nascido em El Paso, no Texas (EUA), Jacobs é filho de pai americano e mãe italiana, mas vive desde pequeno no país materno e sempre competiu pela Azzurra. Desde 2014, é atleta das Fiamme Oro (Chamas Douradas), equipe esportiva da Polícia de Estado da Itália.   


Inicialmente, Jacobs tentou a sorte no salto em distância e sonhava em participar da Rio 2016 nessa modalidade, mas foi impedido por uma lesão e depois resolveu se concentrar nas provas de velocidade.   


Durante o lockdown imposto pela pandemia em 2020, treinou em uma pista de 90 metros na propriedade de um vizinho às margens do Lago de Garda, famoso destino turístico do norte da Itália, para não perder o ritmo.   


Logo após conquistar o ouro olímpico, Jacobs disse à RaiSport que vencer os 100m rasos era seu sonho desde criança. "Não vejo a hora de escutar amanhã [2] o hino italiano", afirmou.   


Já sua mãe, Viviana Masini, que acompanhou a prova pela TV em Desenzano del Garda, disse que seu filho é o "novo Usain Bolt", homem mais rápido da história do atletismo.   


"A vida de Marcell foi um grande sacrifício. Ele viveu sem pai, e eu fiz as vezes de papai e mamãe. Superou muitas dificuldades e merece tudo", declarou Masini. (ANSA).   


Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Notícias