PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Presidente do Barça nega ter tentado facilitar saída de Messi

27/10/2020 10h29

ROMA, 27 OUT (ANSA) - O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, negou que queria facilitar a saída do craque Lionel Messi para ajustar as contas do clube do catalão.   


O atacante quis deixar o Barça no início de agosto, no entanto, não conseguiu um acordo com a diretoria e decidiu ficar na Catalunha até junho de 2021 para evitar uma briga judicial. O argentino, contudo, atacou Bartomeu e deixou claro sua insatisfação com a diretoria.   


"Não é verdade. Aliás, não faz sentido dizer que eu queria facilitar a saída de Messi para colocar as contas do clube em ordem. E, também, nunca pensei em pedir minha demissão", afirmou o dirigente em uma coletiva de imprensa.   


Bartomeu, de 57 anos, é cada vez menos popular entre os membros do conselho e a torcida. No verão passado, a imprensa espanhola informou que sua demissão foi solicitada por diversos comitês, que surgiram espontaneamente depois que Messi pediu para mudar de clube.   


"Decidi não enfrentar uma discussão, porque Messi estava incluído no novo projeto e ele é o nosso capitão. Leo teve essa oportunidade em 10 de junho, o prazo havia expirado e, portanto, seu contrato foi renovado. Sua raiva é boa, significa que ele não quer perder. Espero que Messi fique aqui por muito tempo, e que feche a carreira no Barça", declarou Bartomeu.   


As eleições para a presidência do Barcelona estão marcadas para os dias 20 e 21 de março de 2021. Um dos candidatos é o empresário Jordi Farré, que já recebeu apoio de outros candidatos ao cargo, como Victor Font e Lluis Fernández Ala.   


(ANSA).   


Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Notícias