PUBLICIDADE
Topo

Tóquio diz não ter plano B em caso de novo adiamento da Olimpíada

Sol atrás dos aros olímpicos no parque Odaiba em 24 de março em Tóquio no dia em que os Jogos Olímpicos de 2020 foram adiados - Clive Rose/Getty Images
Sol atrás dos aros olímpicos no parque Odaiba em 24 de março em Tóquio no dia em que os Jogos Olímpicos de 2020 foram adiados Imagem: Clive Rose/Getty Images
do UOL

Do UOL, em São Paulo*

14/04/2020 07h43

Não há "plano B" para a Olimpíada se ela precisar ser adiada novamente por causa da pandemia de coronavírus, disseram os organizadores de Tóquio hoje.

Masa Takaya, porta-voz da Olimpíada de Tóquio, disse que os organizadores estão seguindo o pressuposto de que o evento terá início em 23 de julho de 2021. A Paraolimpíada ocorre a partir de 24 de agosto.

Essas datas foram definidas no mês passado pelo Comitê Olímpico Internacional e pelas autoridades japonesas depois que a pandemia de coronavírus deixou claro que os Jogos de Tóquio não poderiam ser realizados conforme programado para este ano.

"Estamos trabalhando para o novo objetivo", disse Takaya, durante teleconferência. "Não temos um plano B."

A gravidade da pandemia e o número de mortes levantaram questões sobre a possibilidade de a Olimpíada ser realizada em pouco mais de 15 meses.

"Tudo o que posso dizer hoje é que as datas para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos acabaram de ser definidas", disse Takaya. "Nesse sentido, Tóquio e todas as partes envolvidas estão fazendo o possível para entregar os jogos no próximo ano."

*Com informações da agência AP

Esporte