PUBLICIDADE
Topo

Empresa que construirá autódromo no Rio quer comprar Fox Sports no Brasil

Microfones do Fox Sports; emissora deve ser vendida no Brasil - Divulgação
Microfones do Fox Sports; emissora deve ser vendida no Brasil Imagem: Divulgação
do UOL

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

07/04/2020 08h39Atualizada em 07/04/2020 13h14

A Rio Motorsports, empresa que venceu a licitação para construir um autódromo no Rio de Janeiro e que adquiriu os direitos de transmissão da MotoGP no Brasil, quer comprar o Fox Sports no país. O grupo enviou ontem (6) toda a documentação para fazer uma proposta financeira firme para a Disney.

O UOL Esporte teve acesso a documento anexado ao processo de concentração entre Disney e Fox no Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) que mostra que a Rio Motorsports enviou comprovantes de sua capacidade financeira e técnica e descreveu os principais executivos da empresa americana.

UOL Esporte teve acesso a documento que prova a intenção da Rio Motorsport no Fox Sports do Brasil - Reprodução
UOL Esporte teve acesso a documento que prova a intenção da Rio Motorsport no Fox Sports do Brasil
Imagem: Reprodução

A holding diz que espera uma resposta da empresa intermediária designada pela Disney para ter acesso aos dados sigilosos que detalham a situação da compra da Fox pela Disney no Brasil. Uma vez que tiver as informações em mãos, a Rio Motorsports tem 45 dias para analisar e fazer uma proposta financeira pelo canal esportivo.

O documento é assinado por JR Pereira, CEO da empresa que tem sede nos Estados Unidos, mais exatamente na cidade de Dover, no estado de Delaware, mas é composta apenas por brasileiros. JR é o nome usado por José Antonio Soares Pereira Júnior, fundador da holding.

A Rio Motorsports ficou conhecida no Brasil por ter sido a única que entrou na licitação para a construção de um novo autódromo no Rio de Janeiro em 2019. O fato gerou polêmica, já que faz parte de um projeto que tenta negociar com a Fórmula 1 a transferência do Grande Prêmio do Brasil de São Paulo para a capital fluminense.

A empresa também já tem uma relação próxima com o Fox Sports. Em fevereiro, a holding comprou os direitos de transmissão da MotoGP no Brasil e negociou sua entrada na programação do canal esportivo no início deste ano.

Segundo apurou a reportagem, ao negociar com o Fox Sports o licenciamento da MotoGP, a Rio Motorsports entendeu a situação do canal esportivo e se interessou pela TV ao notar que seria importante ter uma emissora no Brasil para ampliar a capacidade de promoção de seus planos no país. O UOL Esporte procurou a empresa, que não quis se manifestar.

Além da Rio Motorsports, pelo menos outras duas empresas estão interessadas em comprar o Fox Sports no Brasil. A plataforma de streaming DAZN e o Mediapro, grupo espanhol que negocia direitos de transmissão do Campeonato Espanhol pelo mundo, também estão na disputa.

Benja sobre as brigas no Fox Sports Radio: "Nada é combinado"

UOL Esporte

Esporte