PUBLICIDADE
Topo

Marcinho projeta retorno ao Botafogo em julho e ganha tempo com paralisação

Marcinho está em meio a recuperação em lesão no joelho direito e prevê retorno em julho - Thiago Ribeiro/AGIF
Marcinho está em meio a recuperação em lesão no joelho direito e prevê retorno em julho Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF
do UOL

Do UOL, no Rio de Janeiro

29/03/2020 04h00

A paralisação do futebol pegou muitos jogadores de surpresa. Um, no entanto, está se beneficiando desse tempo sem entrar em campo —se possível colocar dessa maneira. Marcinho sofreu uma lesão no joelho direito nos primeiros dias de pré-temporada do Botafogo e teve que passar pela terceira cirurgia no local.

A lesão foi uma péssima notícia para o clube, que tinha um atleta muito valorizado no mercado da bola. Após a cirurgia, os rumores esfriaram e o lateral passou a se dedicar apenas ao tratamento do machucado.

A rotina de Marcinho durante a quarentena o obriga a dar umas pequenas saídas de casa. É que ele precisa realizar fisioterapia para seguir evoluindo os movimentos do joelho. Vale ressaltar que uma cicatrização mal feita pode atrapalhar, e muito, o rumo da carreira de um atleta, como ocorreu com Adriano Imperador, por exemplo.

"Dentro do possível, tenho feito atividades para tentar evoluir o pouco que posso na minha recuperação. Trabalhei hoje um pouco mais cedo, quando dá faço caminhada na praia, três vezes por semana vou à academia do meu fisioterapeuta. Tenho feito o que posso. Faço dez semanas [de tratamento] domingo, devo estar com previsão de mais três meses e meio", disse Marcinho à Band.

A ausência de Marcinho tem sido muito sentida no Botafogo. Fernando é o titular, mas tem atuações que desagradam parte da torcida. O uruguaio Barrandeguy é a opção, mas não deu conta do recado nessas primeiras oportunidades que recebeu. Assim, o lateral direito convocado para a seleção brasileira deve retomar a vaga se voltar em boa forma.

De acordo com Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FFERJ), o futebol carioca está paralisado pelo até 30 de abril. Ou seja, pelo menos um mês sem a bola rolar. O Botafogo deu férias antecipadas a seus atletas em meio à indefinição.

Esporte