PUBLICIDADE
Topo

Landim chama Jesus de 'Messi dos treinadores' e mostra otimismo por 'fico'

Título de Cidadão Honorário Carioca a Jorge Jesus: técnico Jorge Jesus e o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, durante a entrega do título, no Plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Thiago Ribeiro/AGIF
Título de Cidadão Honorário Carioca a Jorge Jesus: técnico Jorge Jesus e o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, durante a entrega do título, no Plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF
do UOL

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

27/03/2020 15h06

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, demonstrou otimismo em relação à permanência do técnico Jorge Jesus, afirmando, inclusive, que o português é o "Messi dos treinadores" e que "vale todo o dinheiro do mundo". O mandatário rubro-negro, porém, admitiu que algumas questões financeiras ainda devem ser ajustadas nas negociações e ressaltou que, ao menos por enquanto, a cúpula não tem outro nome em pauta.

As tratativas entre as partes começaram no começo deste mês. O atual vínculo vai até o fim de maio.

"Estão muito bem encaminhadas. Temos contrato até o fim de maio e temos absoluta certeza de que vamos chegar a um bom denominador. Precisamos acertar os últimos detalhes e tenho certeza quer isso vai acabar acontecendo", disse Landim, em entrevista à Fox Sports.

O presidente rubro-negro apontou que a diretoria trabalha com um prazo para a decisão de cerca de um mês antes do término do contrato e só pensará em outro nome caso, ao chegar neste período, as tratativas não tenham tido um final feliz.

"Temos expectativas positivas, mas acordamos um prazo com 30, 40 dias antes do final do contrato, para caso não se chegasse a um acordo, dar tempo de ambos os lados de buscar uma alternativa. Seja um outro clube, no caso de Jesus, seja um novo treinador, no caso do Flamengo. Esse prazo ainda não chegou, portanto, não trabalhamos com outra solução. Caso chegue a essa data, teremos de trabalhar a partir daí".

Landim chamou Jorge Jesus de "Messi dos treinadores" e assegurou que o técnico "vale todo o dinheiro do mundo", mas salientou que a realidade do Flamengo não é essa e que, para ficar na Gávea, ele terá de se adaptar.

"Não questiono, jamais questionarei uma pedida de um jogador, um técnico, um profissional. Principalmente quando é da qualidade do Jesus. Quem sou eu para falar que o contrato dele vale ou não tal valor? Considero um dos maiores técnicos do mundo, vale muito dinheiro. A questão é saber se o Flamengo tem condição de pagar o que ele esta querendo receber e ele entender que, para ficar, terá de se adaptar à capacidade de pagamento", afirmou o mandatário, que completou:

"Mas falar que vale ou não vale... Acho que vale todo o dinheiro do mundo. É quase um Messi entre os treinadores. Quanto vale o Messi?".

Esporte