PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Redução de 85% com salários permitirá ao Cruzeiro aumentar folha na Série B

Ocimar Bolicenho, diretor de futebol do Cruzeiro, analisa mercado e deve trazer novidades para a Série B do Cruzeiro - Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Ocimar Bolicenho, diretor de futebol do Cruzeiro, analisa mercado e deve trazer novidades para a Série B do Cruzeiro Imagem: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
do UOL

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

27/02/2020 04h00

Desde o final do ano passado, a diretoria do Cruzeiro vem trabalhando para adequar seu elenco a uma nova realidade financeira. As saídas de vários jogadores tarimbados — já 14 até o momento — confirmaram a urgência em reduzir drasticamente sua folha salarial, hoje com menos de um quinto do que era. Agora, ainda atenta ao mercado da bola, a diretoria faz planos para ser mais ousada para disputar o Campeonato Brasileiro da Série B.

Em 2019, o Cruzeiro tinha uma folha de R$ 15 milhões mensais. Hoje, Ocimar Bocilenho, diretor de futebol, afirma que os valores foram reduzidos para R$ 2,2 milhões por mês. Como a intenção da cúpula era de estabelecer um teto de até R$ 3 milhões, essa 'folga' permitirá que novos reforços cheguem em breve.

"Pretendemos jogar a Série B com uma folha de R$ 3 milhões. É um quinto do que estava sendo praticado. Mas, mesmo assim, garanto que é uma cinco maiores folhas da Série B. No Londrina, era de R$ 400 mil", comentou Ocimar, em recente entrevista ao canal SporTV.

Passadas as festividades do Carnaval, Ocimar deverá se reunir com outros diretores do Cruzeiro e com a comissão técnica celeste. Um lateral direito, um volante e um meia são as posições que o clube quer investir. A lateral esquerda também está carente, mas deverá receber o reforço de Patrick Brey, hoje emprestado à Ferroviária. É possível que outros futuros contratados venham do Campeonato Paulista, torneio que está sendo monitorado pelos diretores.

Até o momento, o Cruzeiro já trouxe seis atletas: João Lucas, Filipe Machado, Jhonata Robert, Everton Felipe, Roberson e Marcelo Moreno. Do departamento médico deverá sair também outro "reforço", já que Robinho ainda se recupera de lesão, mas entrou em acordo salarial com a diretoria e permanecerá na Toca da Raposa.

Esporte