PUBLICIDADE
Topo

Marquinhos pede desculpas ao PSG por festa após derrota: "foi erro fimar"

do UOL

João Henrique Marques

Do UOL, em Paris

22/02/2020 09h28

Marquinhos foi o porta-voz do elenco do Paris Saint-Germain neste sábado (22) e pediu desculpas ao torcedor pela festa de aniversário de Cavani, Icardi e Di Maria realizada 48 horas após a derrota por 2 a 1 para o Borussia Dortmund, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. O zagueiro afirmou que a comemoração estava agendada e independia do resultado da partida. Mas admitiu que superexposição da celebração em redes sociais não foi o melhor para a imagem do time.

"Foi um erro divulgar imagens como essas. Nem todos estavam de acordo", lamentou Marquinhos.

"Agora, o aniversário estava previsto antes do jogo. Não é questão de resultado. Pedimos desculpas ao torcedor que se sentiu desrespeitado, mas ninguém aqui está de brincadeira. É um momento em que a gente tenta esquecer um pouco o futebol, passar um bom momento juntos para dar risada, pensar em outras coisas.", complementou.

Nos bastidores, a diretoria do PSG tratou a festa como vida pessoal dos jogadores, ao passo que entendem a necessidade de agir com calma depois da derrota para o Borussia Dortmund. A avaliação, porém, também foi de que os vídeos divulgados foram desrespeitosos aos torcedores. Em um deles, Keylor Navas, Cavani e Neymar aparecem girando a camisa, dançando e se abraçando, e são acompanhados pelo grito de um convidado: "Assim se ganha a Champions".

"Eu fiquei realmente surpreso com os vídeos. Nós falamos internamente e isso vai continuar interno. Prefiro não falar dessa coisa. É dia livre do jogador e por mim isso vai continuar interno. Mas claro que não ficamos contentes", disse o treinador Thomas Tuchel.

Outro tema comentado nos bastidores foi de que a festa de Neymar teve proibição do uso de celular. A diretoria do PSG entendeu isso como zelo necessário e uma preocupação coma imagem do clube —os dirigentes ficaram decepcionados e preferiam que a festa não tivesse sido realizada, mas ao menos aprovaram a decisão do estafe do brasileiro.

Foram muitos jogadores presentes na mais recente festa: Neymar, Mbappé, Navas, Cavani, Icardi, Di Maria, Herrera, Paredes, Kurzawa, Marquinhos, Dagba são os que aparecem unidos na foto do elenco na festa.

"Passamos por uma semana complicada. E é o momento de ficar calmo, continuar o trabalho. O mais importante é focar nos jogos e treinamento. Manter-se tranquilo com as coisas que vêm de fora", finalizou Marquinhos.

Esporte