PUBLICIDADE
Topo

"Desesperado" por gols, Guerrero vive pressão e ganha concorrente no Inter

Paolo Guerrero não vive sua melhor fase pelo Internacional e ganha concorrente no clube - Divulgação/Internacional
Paolo Guerrero não vive sua melhor fase pelo Internacional e ganha concorrente no clube Imagem: Divulgação/Internacional
do UOL

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

21/02/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Paolo Guerrero não vive sua melhor fase no Inter.
  • Com um gol em cinco jogos completos, ele se diz "desesperado" para voltar a marcar.
  • Enquanto isso, ganhará a concorrência de Gustagol, que chega por empréstimo do Corinthians.
  • Eduardo Coudet poderá abrir disputa no time ou mesmo escalar os dois juntos no ataque.

Paolo Guerrero está "desesperado". O peruano não tem rendido o esperado por ele durante os jogos do Inter e, enquanto se cobra e procura o retorno do melhor futebol, vê a chegada de um concorrente no time.

"Fico um pouco chateado, claro. Os zagueiros não me deixam virar? Se eu viro, fica muito fácil. Vou poder servir meus companheiros ou finalizar. Eles não me deixam virar, esse é o jogo que estão fazendo. Professor me pede para ficar como nove e isso também dificulta. Sou um nove fixo e isso é mais difícil, pois quando a bola chega tem dois zagueiros ali. É ir me adaptando, entrosando. Trabalhar bem mais para ajudar. Quando eu não finalizo, não marco, fico um pouco mais desesperado", disse após o jogo contra o Tolima, na Colômbia, pela fase preliminar da Libertadores.

Guerrero marcou um gol em 2020. São cinco jogos completos, ou seja, 450 minutos disputados para balançar as redes apenas contra o Pelotas, em sua estreia na temporada.

E os gols fizeram falta nos últimos jogos do Colorado. O time de Eduardo Coudet não marcou nos últimos dois jogos. Fez quatro nos últimos cinco compromissos.

Enquanto oscila, Guerrero vê a chegada de um concorrente. Gustavo, conhecido como Gustagol, chegou do Corinthians e será apresentado nos próximos dias. Com características semelhantes, a presença dele poderá abrir disputa por vaga no ataque.

Por outro lado, não seria novidade na carreira do técnico argentino a utilização de dois centroavantes. Neste caso, Guerrero poderia ser aquele que se desloca mais para que Gustagol fique mais preso na área rival.

Com 25 anos, ele marcou 14 gols pelo Corinthians, na temporada passada, e 30 quando foi emprestado ao Fortaleza, em 2018. Por ter atuado pelo Timão na Libertadores deste ano, ele só poderá ser inscrito pelo Colorado na fase de grupos, se o time se classificar.

Para isso, é necessário marcar gols. Com empate em 0 a 0 no jogo de ida da última eliminatória da fase preliminar contra o Tolima, na Colômbia, a vaga na etapa seguinte só ocorrerá imediatamente em caso de vitória. Novo empate sem gols, quarta-feira, no Beira-Rio, leva a decisão para os pênaltis. Empate com gols coloca a equipe rival no Grupo E, ao lado de Grêmio, Universidad Católica e América de Cali.

Esporte