PUBLICIDADE
Topo

Michel Pereira justifica que joelhada em Diego Sanchez não foi ilegal

Ag. Fight

19/02/2020 08h00

Michel Pereira ainda não se conformou com a derrota sofrida no último sábado (15), por declassificação, após desferir uma joelhada ilegal em Diego Sanchez, na co-luta principal do UFC Rio Rancho. Nesta terça-feira, o lutador usou suas redes sociais (clique

That was the knee that opened the cut on his forehead, the other knee took the chest. Essa foi a joelhada que abriu o corte na testa dele, a outra joelhada pegou no peito @UFCBrasil @ufc @danawhite @UFCFightPass @canalCombate pic.twitter.com/jrqY8F379l

— Michel Pereira ufc (@UfcPereira) February 18, 2020 ">aqui ou veja abaixo) para explicar que o golpe que terminou o duelo não foi irregular.

A justificativa do brasileiro foi simples: a joelhada, que foi apontada como decisiva para finalizar o confronto, atingiu o peito e não a cabeça do oponente. O 'Paraense Voador' ainda alegou que o corte na testa de Sanchez foi causado por um golpe anterior, aplicado quando os dois lutadores estavam em pé.

"Essa foi a joelhada que abriu o corte na testa dele, a outra joelhada pegou no peito", escreveu o lutador, especificando cada uma das explicações nas imagens em sua conta nas redes sociais.

No MMA profissional desde 2011, Michel Pereira tem 23 vitórias, 11 derrotas e dois 'No Contest' (luta sem resultado) na carreira. No UFC desde maio de 2019, o atleta tem um triunfo sobre Danny Roberts, quando venceu por nocaute, e agora dois reveses para Tristan Connelly, por decisão dos árbitros, e para Diego Sanchez, por declassificação.

That was the knee that opened the cut on his forehead, the other knee took the chest. Essa foi a joelhada que abriu o corte na testa dele, a outra joelhada pegou no peito @UFCBrasil @ufc @danawhite @UFCFightPass @canalCombate pic.twitter.com/jrqY8F379l

- Michel Pereira ufc (@UfcPereira) February 18, 2020

Esporte