PUBLICIDADE
Topo

Cejudo elege próximas metas no UFC e avisa: "Quero tomar o legado de Aldo"

Henry Cejudo após vitória sobre TJ Dillashaw  - Sarah Stier/Getty Images/AFP
Henry Cejudo após vitória sobre TJ Dillashaw Imagem: Sarah Stier/Getty Images/AFP

Ag. Fight

18/02/2020 08h00

Sem lutar desde junho de 2019, Henry Cejudo está próximo de retornar ao octógono para defender o cinturão peso-galo (61 kg) do Ultimate. Especulado para encarar José Aldo, no UFC São Paulo, no dia 9 de maio, o americano comentou essa possibilidade e deixou em aberto a chance de encarar o brasileiro. Aliás, o lutador ratificou que seu grande desejo da atualidade é realmente enfrentar o ex-campeão peso-pena (66 kg) da franquia.

Em entrevista ao site da 'ESPN' americana, Cejudo admitiu que as negociações para encarar Aldo estão bem encaminhadas, mas ainda não sacramentadas. Porém, ele não deixou de lado a oportunidade de provocar o atleta da Nova União e adiantou que almeja vencer o brasieliro para adicioná-lo ao hall de lendas da organização que superou.

"Acho que é para onde todos os caminhos estão levando. José Aldo é outra lenda. Acho que, quando você pode adicionar Demetrious Johnson , TJ Dillashaw e José Aldo, cubro todo mundo, do peso-mosca ao peso-pena. Ele será o próximo a dobrar os joelhos para o 'Triplo C'. O cabeça de repolho está caindo. Você vai beijar meus pés, José 'Waldo'. Quero tomar o legado de José Aldo e adicioná-lo ao meu currículo", afirmou o americano, antes de rebater a chance de confrontos diante de Petr Yan ou Aljamain Sterling.

"Você está brincando comigo. Esses são os caras que você quer que eu lute? Não. Eu preciso do nome. Eu mereço o nome. Além disso, acabei de sair de uma cirurgia. Estraguei meu maldito ombro esquerdo. Quero um e é o Jose 'Waldo'", completou o atleta.

Apesar de ter José Aldo em sua alça de mira, Henry Cejudo visa encarar um outro lutador, mas da categoria dos penas. Trata-se do atual campeão Alexander Volkanovski. O americano admitiu a possibilidade de, depois da sua próxima luta, se aventurar na divisão de cima para buscar seu terceiro cinturão no Ultimate contra o australiano.

"A outra luta que me atrai é - e muitas pessoas provavelmente rirão, mas tudo bem - é Alexander Volkanovski. Sinto que tenho o estilo de vencê-lo. Estamos com a mesma altura. Gostaria de subir e lutar com ele", finalizou o ex-campeão do peso-mosca (57 kg).

A última vez que Henry Cejudo pisou no octógono foi em junho de 2019, quando derrotou o brasileiro Marlon Moraes, por nocaute no terceiro round, e conquistou o cinturão dos galos. Em dezembro do ano passado, o americano renunciou o cinturão dos moscas, que conquistou agosto de 2018, ao superar o até então campeão Demetrious Johnson.

Esporte