PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Qual técnico mais mostrou sua cara no futebol brasileiro em 2020?

Alberto Valentim foi o citado de Juca Kfouri na pesquisa do UOL Esporte - Allan Carvalho/AGIF
Alberto Valentim foi o citado de Juca Kfouri na pesquisa do UOL Esporte Imagem: Allan Carvalho/AGIF
do UOL

Do UOL, em Santos (SP)

14/02/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Qual técnico mais mostrou sua cara no futebol brasileiro em 2020?
  • UOL Esporte consultou os blogueiros para responder essa pergunta
  • Juca: "Valentim. Porque estava na cara que a cara dele é a do fracasso"
  • "Fernando Diniz. A mesma cara de sempre", analisa Menon

O futebol brasileiro conta, em 2020, com uma série de novidades em relação aos técnicos. Boa parte dos times mudou o comando em relação ao ano passado e inicia a temporada com um novo treinador: Vanderlei Luxemburgo no Palmeiras, Tiago Nunes no Corinthians, Eduardo Coudet no Internacional, Jesualdo Ferreira no Santos, Rafael Dudamel no Atlético-MG...

Cerca de um mês se passou desde o início do ano, e já pudemos ter uma amostra do que esses treinadores pretendem fazer por suas equipes. Alguns clubes grandes, aliás, já tiveram de encarar eliminações que não estavam no planejamento, como o Corinthians na Libertadores, Sport e Bahia na Copa do Brasil e Botafogo na Taça Guanabara.

Dentre todos os técnicos do futebol brasileiro, qual deles você acha que mais já mostrou a sua cara em 2020? Fizemos essa pergunta aos blogueiros do UOL Esporte. Veja o que eles pensam:

ANDRÉ ROCHA

Nem um mês de jogos na temporada. Difícil fazer qualquer avaliação mais profunda. Mas temos movimentos interessantes, como os de Eduardo Coudet [Inter], Jesualdo Ferreira [Santos], Odair Hellmann [Fluminense].

Leia o blog do André Rocha.

JUCA KFOURI

O Alberto Valentim. Porque estava na cara que a cara dele é a do fracasso. Assim como a de Argel Fucks.

Leia o blog do Juca.

MARCEL RIZZO

Poucos jogos ainda. Luxemburgo tem testado mudanças que podem se tornar interessantes no Palmeiras, Tiago Nunes já coloca em campo um Corinthians bem diferente daquele de Carille em 2019. Mas ainda é cedo para saber se dará ou não certo.

Leia o blog do Marcel Rizzo.

MAURO CEZAR

Jorge Jesus. Mas imitar o português não é tarefa viável para a maioria dos brasileiros que estão no mercado.

Leia o blog do Mauro Cezar.

MENON

Fernando Diniz. A mesma cara de sempre: muita posse de bola, poucos gols e defesa mal postada, o que permite muitos contra-ataques.

Leia o blog do Menon.

PERRONE

Nenhum. Muito cedo para falar. Irregularidade é algo normal nesse estágio da temporada.

Leia o blog do Perrone.

Esporte