PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Fla consegue conversão de pena e G. Henrique está liberado para Supercopa

Gustavo Henrique poderá atuar pelo Flamengo na final da Supercopa do Brasil, contra o Athletico-PR - Alexandre Vidal / Flamengo
Gustavo Henrique poderá atuar pelo Flamengo na final da Supercopa do Brasil, contra o Athletico-PR Imagem: Alexandre Vidal / Flamengo
do UOL

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

14/02/2020 14h40

O zagueiro Gustavo Henrique está liberado para defender o Flamengo na final da Supercopa do Brasil, contra o Athletico-PR, neste domingo. O clube carioca conseguiu, junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), a conversão de pena do jogador, que vai precisar doar R$ 25 mil em cadeira de rodas à Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação (ABBR).

Gustavo Henrique estava suspenso por conta de uma expulsão pelo Campeonato Brasileiro do ano passado, quando ainda defendia o Santos. O zagueiro recebeu o cartão vermelho na partida contra o Avaí, em 6 de novembro, pela 31ª rodada, e não pôde atuar na rodada seguinte, contra o Goiás.

Posteriormente, em julgamento realizado no dia 28 de novembro, Gustavo Henrique foi punido em duas partidas, precisando, assim, ficar ausente de mais um confronto. O Peixe, porém, conseguiu um efeito suspensivo, permitindo que ele pudesse atuar nas três rodadas restantes da competição, diante de Chapecoense, Athletico-PR e Flamengo.

Desta forma, ele teria de cumprir na próxima competição organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), mas, com a pena convertida, está à disposição do técnico Jorge Jesus. A tendência é que a zaga titular seja formada por Gustavo Henrique e Rodrigo Caio, que ainda não atuou neste ano por conta de um corte no joelho direito, que aconteceu ainda na pré-temporada.

Vale lembrar que, para a final da Supercopa do Brasil, Jorge Jesus não poderá contar com o zagueiro Leo Pereira, com uma lesão na coxa esquerda.

Esporte