PUBLICIDADE
Topo

São Paulo recebe proposta de R$ 12,5 milhões por Pato, mas jogador recusa

Alexandre Pato lamenta uma das chances perdidas contra o Avaí - Marcello Zambrana/AGIF
Alexandre Pato lamenta uma das chances perdidas contra o Avaí Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
do UOL

Bruno Grossi e Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo e em Armênia (Colômbia)

18/01/2020 13h01

O São Paulo recebeu uma proposta de US$ 3 milhões (aproximadamente R$ 12,5 milhões na cotação atual) do Shaba Al Ahli, de Dubai, por Alexandre Pato. O time brasileiro se mostrou disposto a fazer negócio, mas as conversas não avançaram porque o atacante recusou.

Além de pagar o dinheiro à vista ao time do Morumbi, a equipe dos Emirados Árabes Unidos chegou a oferecer US$ 4,5 milhões por ano ao jogador. Isso significa quase R$ 19 milhões por ano, mas não foi o suficiente para atraí-lo.

No São Paulo, Pato tem um aumento salarial a partir de 2020 por força do contrato, após desembarcar no Morumbi no ano passado. Seu vínculo vai até dezembro de 2022. O compromisso são-paulino é de ressarcir o atleta pela sua rescisão do seu último time na China, o Tianjin Tianhai. O custo do pacote chega a 8 milhões de euros.

Essa não foi a única oferta que Pato teceu entre o fim de 2019 e o início desta temporada. A estrela tricolor foi procurada por outros times do Oriente Médio e também da China e do leste europeu. Pato recusou todas, mesmo quando os clubes fizeram contato com o São Paulo. O atacante quer ficar no Brasil ao lado da esposa e mais perto dos pais e irmãos. Ele se casou com Rebeca Abravanel, filha do Silvio Santos, em junho.

A proposta foi apresentada ao Tricolor e ao atleta na primeira semana de trabalhos da equipe após a folga de fim de ano. O São Paulo gostou da ideia porque pretende diminuir a sua folha salarial.

Em 2019, Pato fez apenas 22 jogos e marcou cinco gols com a camisa são-paulina. É provável que ele tenha pouco espaço com Fernando Diniz nesta temporada, mas o atleta tem mantido o discurso que quer fazer o melhor ano de sua vida em 2020.

Esporte