PUBLICIDADE
Topo

Após frustração com Allan, Fluminense usa dinheiro para reforçar o grupo

do UOL

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

15/01/2020 04h00

O Fluminense iniciou as férias no calendário com o objetivo de manter seus dois maiores destaques em 2019: Allan e Caio Henrique. A dupla, que chegou pouco badalada, terminou o ano em alta e com convocações para a seleção pré-olímpica. As negociações eram difíceis, e o Tricolor, apesar de ter esperança para ficar com o volante até os últimos momentos de uma conturbada transação com o Liverpool, não teve êxito. O negócio frustrado, por outro lado, aumentou a capacidade financeira do clube, que ganhou força no mercado da bola.

Além de querer manter os jovens que foram bem na última temporada, o Flu também precisava adicionar peças para o elenco, já que 15 atletas tinham vínculo se encerrando ao fim da temporada passada, entre eles, sete titulares do técnico Marcão, que voltou a ser auxiliar permanente e comandará o novo time de aspirantes do Tricolor em 2020. Nesse sentido, o clube foi ao mercado e adicionou peças em quase todos os setores.

Os quase R$ 18 milhões que seriam investidos para comprar Allan, até o momento, foram redirecionados ao mercado sul-americano. Do continente, até agora, o Fluminense anunciou apenas o atacante peruano Fernando Pacheco, de 20 anos, que chega do Sporting Cristal-PER. Mas, além dele, o Tricolor tem negócio fechado com o meia-atacante uruguaio Michel Araújo, do Racing-URU. Ao total, o clube gastou R$ 5,8 milhões com a dupla e ainda tenta outras frentes, como o volante Andrés Cubas, do Talleres-ARG, em negociação que os altos valores afastaram a equipe de um acerto.

Além dos gringos, chegaram sem custos o lateral esquerdo Egídio, os volantes Hudson, Henrique e Yago Felipe e os atacantes Caio Paulista e Felippe Cardoso. O Flu também conseguiu manter o lateral direito Gilberto e o volante Yuri, e trabalha para garantir a permanência do zagueiro Digão, que pertence ao Cruzeiro, rebaixado pela primeira vez e jogará a Série B em 2020.

Além disso, o Fluminense também tem interesse em uma dupla de velhos conhecidos da torcida: o ponta Wellington Silva, que está emprestado ao Internacional, e o centroavante Fred, um dos grandes ídolos da história do clube. O Tricolor já admitiu que deseja o retorno de ambos, mas precisa da liberação de seus respectivos times para fechar negócio.

Esporte