PUBLICIDADE
Topo

Tomic é eliminado na Austrália e reclama de fumaça: "não consigo respirar"

Justin Tallis/AFP Photo
Imagem: Justin Tallis/AFP Photo

14/01/2020 13h07

Visto como um prodígio na infância, o australiano Bernard Tomic foi eliminado na primeira rodada do qualifying para o Aberto da Austrália hoje dizendo que não conseguia respirar por causa da fumaça dos incêndios florestais que paira sobre o Melbourne Park.

O tenista de 27 anos, que já conseguiu mais de US$ 6 milhões em prêmios, mas caiu para a 183ª colocação do ranking nos últimos dois anos, perdeu para o norte-americano Denis Kudla por 7/6 (7-4) e 6/3.

Primeiro Tomic questionou o árbitro de cadeira sobre os regulamentos referentes às condições de jogo quando perdia o primeiro set por 5/4, e depois pediu atendimento médico quando perdia a segunda série por 1/2 - o médico o liberou para continuar a jogar.

"Não tem ar entrando, estou ficando cansado muito fácil", disse Tomic ao treinador e ao médico durante o atendimento. "Não sou o cara mais em forma... simplesmente não consigo respirar."

Nada alheio a polêmicas, Tomic - que não recebeu um convite especial para o primeiro Grand Slam deste ano - pareceu ter simplesmente parado de disputar os pontos. Kudla encerrou a disputa em 68 minutos.

Tomic, estrela ascendente no circuito juvenil que venceu o título de simples dessa categoria no Aberto da Austrália de 2008, chegou a salvar cinco pontos finais na primeira rodada da fase classificatória quando tinha 15 anos.

Ele foi multado em US$ 58.355 em Wimbledon no ano passado por não jogar "de acordo com os padrões profissionais exigidos" ao perder três sets consecutivos para Jo-Wilfried Tsonga em uma partida de primeira rodada em 58 minutos.

A eslovena Dalila Jakupovic teve um acesso de tosse e desistiu da fase classificatória depois que a fumaça criou níveis "perigosos" para a qualidade do ar de Melbourne.

(Por Rohith Nair em Bengaluru)

Esporte